Abderramão Cã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Abderramão.
Abderramão Cã
Nascimento 1844
Afeganistão
Morte 1 de outubro de 1901 (57 anos)
Cabul
Sepultamento Cabul
Cidadania Rahim Yar Khan
Progenitores Pai:Mohammad Afzal Khan
Filho(s) Nasrullah Khan, Habibullah Khan
Ocupação político
Prêmios Cavaleiro Grã-cruz da Ordem do Banho
Religião Sunismo

Abderramão,[1] Abederramão,[2] Abderramane[3] ou Abederramane[4] (Afeganistão, 1844 – Cabul, 1 de Outubro de 1901) foi um emir do Afeganistão.

Revoltou-se contra o emir Xer Ali Cã, apoderou-se de Cabul em 1866, derrubou Xer Ali e fez proclamar emir seu pai. Mas, em 1868, Xer Ali recomeçou a luta, recuperou o poder, e Abderramão Cã teve de refugiar-se na Rússia, em Tashkent.

Tendo sido sir Luís Cavagnari e a legação britânica massacrados em Cabul, os ingleses como demonstração de poder apoderaram-se da cidade em 1879 e Abderramão Cã, graças ao seu apoio, subiu ao trono em 1880. Como o tesouro do país estava esgotado, os ingleses, para lhe "prenderem" as mãos, deram-lhe em 1883 uma pensão de 540 contos de réis (moeda da altura), elevada em 1895 ao dobro. Abderramão Cã foi então visitar o vice-rei da Índia. Um tratado de delimitação concluído em 1893 com o governo anglo-indiano permitiu-lhe ocupar, de 1895 a 1896, o Cafiristão.

Referências

  1. Alves 2014, p. 59.
  2. Serrão 1977, p. 57.
  3. Losa 1982, p. 39.
  4. Ocidente 1955, p. 101.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • «Ocidente». 49. 1955 
  • Losa, António (1982). «Colecção de moedas árabes do Museu de Pio XII (Braga)». Guimarães. Revista Guimarães 
  • Serrão, Joaquim Veríssimo (1977). História de Portugal: Estado, pátria e nação (1080-1415). Lisboa: Editorial Verbo 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]