Abdul Qadir Khan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Abdul Qadir Khan
Nascimento 1 de abril de 1936
Bhopal, Índia
Morte 10 de outubro de 2021 (85 anos)
Islamabade, Paquistão
Sepultamento Mesquita Faisal
Cidadania Domínio da Índia, Índia, Paquistão
Estatura 1,98 m
Alma mater
Ocupação físico, engenheiro, académico, metalúrgico, físico teórico, físico nuclear
Prêmios
Empregador Universidade Técnica de Delft, Urenco Group, Laboratório Khan, Ghulam Ishaq Khan Institute of Engineering Sciences and Technology
Campo(s) engenharia
Religião Islão
Causa da morte COVID-19

Abdul Cadir Khan (Bhopal, 1 de abril de 1936Islamabade, 10 de outubro de 2021) foi um cientista paquistanês, impulsor do programa de desenvolvimento nuclear do Paquistão. É considerado o pai da bomba atômica paquistanesa. Seu nome é também escrito: Qadeer, Quadeer, Qadir o Qadeer, sendo habitualmente abreviado como Dr. A.Q.

Foi engenheiro pela Universidade de Carachi e doutor pela Universidade Católica de Lovaina, na Bélgica.

Em janeiro de 2004 reconheceu haver participado em uma trama de vendas de armas nucleares para a Coreia do Norte, Líbia e Irã.[1]

Foi preso e colocado em liberdade no começo de 2009.

Khan morreu em 10 de outubro de 2021, aos 85 anos de idade, em um hospital de Islamabade.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.