Saltar para o conteúdo

Abel Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Se procura o músico e compositor, veja Abel Ferreira (compositor).
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Abel em 2022
Informações pessoais
Nome completo Abel Fernando Moreira Ferreira
Data de nasc. 22 de dezembro de 1978 (45 anos)
Local de nasc. Penafiel, Portugal
Nacionalidade português
Altura 1,78 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Palmeiras
Posição ex-lateral-direito
Função treinador
Clubes de juventude
1989–1997 Penafiel
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos)
1997–2000
2000–2004
2004–2005
2006–2011
Penafiel
Vitória de Guimarães
Braga
Sporting
0067 0000(5)
0086 0000(3)
0051 0000(1)
0182 0000(7)
Seleção nacional
2001–2002
2002–2003
2003
2004
Portugal Sub-17
Portugal Sub-20
Portugal Sub-21
Portugal Sub-23
0005 0000(3)
0009 0000(6)
0006 0000(1)
0003 0000(1)
Times/clubes que treinou
2013–2014
2015–2017
2017–2019
2019–2020
2020–
Sporting B
Braga B
Braga
PAOK
Palmeiras

Abel Fernando Moreira Ferreira (Penafiel, 22 de dezembro de 1978) é um treinador e ex-futebolista português que atuava como lateral-direito. Atualmente comanda o Palmeiras, sendo considerado por jornalistas e figuras esportivas como um dos maiores e mais vitoriosos técnicos da história do clube e do futebol brasileiro.[1][2][3]

Ao lado de Felipão e Cuca, é um dos três treinadores que conquistaram a tríplice coroa clássica (principal copa continental, campeonato nacional e copa nacional) por um mesmo clube brasileiro. Abel comandou a equipe alviverde nos títulos das Copas Libertadores da América de 2020 e 2021, da Copa do Brasil de 2020, da Recopa Sul-Americana de 2022, dos Campeonatos Brasileiros de 2022 e 2023, da Supercopa do Brasil de 2023, além dos Campeonatos Paulistas de 2022, 2023 e 2024.[4][5] Com dez títulos conquistados, se igualou a Oswaldo Brandão como o treinador mais vencedor da história do Palmeiras.[3]

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Formou-se nas divisões de base do Penafiel e tornou-se profissional em 1997, onde ficou até 2000, quando se transferiu para o Vitória de Guimarães.[6]

Vitória de Guimarães[editar | editar código-fonte]

No Vitória, chegou a ser comandado pelo brasileiro Paulo Autuori. Abel atuou em quatro épocas e fez um total de 86 jogos.

Braga[editar | editar código-fonte]

Em 2004 foi contratado pelo Braga. Na sua primeira época, afirmou-se como o lateral direito titular da equipa, fazendo um total de 37 jogos. As suas exibições chamaram a atenção do Sporting, onde acabou cedido por empréstimo com opção de compra em 2006.

Sporting[editar | editar código-fonte]

Abel Ferreira atuando pelo Sporting em 2009

A segunda metade da época 2005–06 ao serviço do Sporting agradou o então técnico da equipa, Paulo Bento, que pediu para acionar a opção de compra. O Sporting contratou Abel junto ao Braga por 750 mil euros.

O lateral fez um total de 182 partidas ao serviço do Sporting, conquistando duas Supertaças e duas Taças de Portugal pelo clube. Em abril de 2011, cinco anos após a sua contratação, Abel sofreu uma rotura dos ligamentos cruzados num treino e teve que ser operado ao joelho direito.[7] Devido à lesão, Abel terminou a sua carreira de jogador e iniciou uma nova fase da sua vida assumindo o cargo de treinador da equipa de juniores (sub-19) do Sporting aos 34 anos de idade.[8]

Seleção Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Abel teve uma breve experiência com a Seleção Portuguesa ao ser convocado por Luiz Felipe Scolari; entretanto, o jogador não chegou a entrar em campo.[9] A convocação se deu em 14 de novembro de 2007, para jogos contra Armênia e Finlândia nas eliminatórias da Eurocopa 2008, e foi realizada para suprir emergencialmente o corte do lesionado Miguel.[10] Ela gerou expectativa de que Abel pudesse ir à Eurocopa 2008.[11] Contudo, o próprio Abel também veio a lesionar-se e com isso terminar de fora da convocação seguinte (para amistoso preparatório contra a Itália), em 29 janeiro de 2008.[12] Tampouco terminou incluído na penúltima convocação antes da Euro, em 1º de março (para amistoso preparatório frente a Grécia), a marcar o regresso do concorrente Miguel;[13] e nem na convocação final ao torneio, anunciada em 12 de maio.[14]

Mesmo sem ter entrado em campo por Portugal, Abel valorizou as duas semanas de treinamentos, inclusive como preparação a uma carreira própria de treinador que já antevia para si: "tinha 27, 28 anos, mas já queria ser. E eu pensei: 'tenho duas semanas para ver os melhores jogadores portugueses, o melhor treinador. Várias pessoas me dizem que sempre andava com um bloco (de notas) atrás de todos. Sim, eu anotava tudo. Essa convocação veio e eu imaginei: 'se conseguir jogar, será ótimo, se não, vou aprender com os melhores'. Esse foi meu intuito. E a verdade é que não joguei, treinei só, mas foram duas semanas de muito aprendizado".[9] Também declara-se grato a Scolari por ter sido levado em consideração, mantendo relação de proximidade pelos anos seguintes com "Felipão".[15]

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Sporting[editar | editar código-fonte]

Abel Ferreira assumiu o papel de treinador da equipa de juniores no decorrer da época 2011–12 e venceu o Campeonato Nacional de Juniores.[16] Fez mais uma época ao comando dos juniores até ser promovido a treinador da equipa B em 2013–14, trabalhando em consonância com Leonardo Jardim, o então treinador da equipa principal. Abel Ferreira saiu do Sporting no verão de 2014.

Braga[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2015, Abel Ferreira foi convidado para assumir o papel de treinador do Braga B.[17] Permaneceu no cargo até abril de 2017, quando foi promovido a treinador da equipa principal e substituiu Jorge Simão.[18] A época 2017–18 definiu um marco histórico para o Braga: atingiu o recorde de pontos alcançados (75 pontos), o recorde de golos marcados (101 golos) e o recorde de vitórias numa época (33 vitórias). Abel Ferreira tornou-se no treinador do Braga com a maior percentagem de vitórias no clube (64%).[19]

PAOK[editar | editar código-fonte]

Abel Ferreira com o PAOK em 2019

Em julho de 2019, depois de completar duas épocas e meia como treinador principal do Braga, Abel Ferreira foi anunciado como treinador principal do PAOK, o campeão nacional grego em título. O clube grego pagou a cláusula de 2,5 milhões de euros para poder levar o treinador português, tornando-se na quinta venda mais alta de um treinador português de sempre.[20]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2020, após a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Palmeiras iniciou uma negociação com Abel Ferreira, que aceitou a proposta. O Palmeiras pagou a multa rescisória de seiscentos mil euros do PAOK para contratá-lo, e Abel assinou um contrato até o final de 2022.[21] No dia 30 de outubro, ele foi anunciado oficialmente como treinador do clube brasileiro.[22] Sua estreia foi dias depois, em 5 de novembro de 2020, ao vencer o Bragantino pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil por 1–0.[23][24] Conquistou seu primeiro título como treinador ao vencer o Santos por 1–0 no Estádio do Maracanã, no dia 30 de janeiro de 2021, na final da Copa Libertadores da América de 2020.[25] No dia 7 de março, Abel conquistou seu segundo título após vencer o Grêmio na final da Copa do Brasil.[26]

Pela temporada de 2021, em outubro, Abel completou um ano no comando do Palmeiras, se tornando um dos treinadores mais longevos do Alviverde no século.[27] Já em novembro, o português conquistou sua segunda Libertadores após o Palmeiras vencer o Flamengo por 2–1, na final realizada em Montevidéu.[28] Com a conquista, Abel superou o compatriota Jorge Jesus e o croata Mirko Jozić como treinador europeu com mais títulos da competição sul-americana.[29]

Abel no Palmeiras em 2021

Em fevereiro de 2022, o técnico completou cem jogos comandando o Palmeiras.[30][31] Abel foi apenas o sexto treinador a atingir tal marca pelo Palmeiras em uma só passagem pelo clube, se juntando a Luiz Felipe Scolari, Vanderlei Luxemburgo, Osvaldo Brandão, Rubens Minelli e Gilson Kleina.[32] Em março, Abel ganhou seu quarto título pelo Palmeiras ao conquistar a Recopa Sul-Americana em cima do Athletico Paranaense; tornou-se assim o técnico estrangeiro com mais títulos conquistados pelo Palmeiras, se juntando aos uruguaios Humberto Cabelli e Ventura Cambón.[33] No final do mesmo mês, o Palmeiras anunciou a renovação de contrato de Abel até o fim de 2024.[34] No mês seguinte, Abel chegou à sua quinta taça conquistada com o Alviverde ao vencer o Campeonato Paulista. Com a conquista, Abel tornou-se o primeiro treinador na história do clube a ganhar um título regional, um nacional e um internacional.[35] No dia 11 de maio, após vitória por 2–1 sobre a Juazeirense, pela Copa do Brasil, Abel chegou a 122 partidas pelo Palmeiras e entrou para o top 10 de treinadores que mais comandaram o clube na história, igualando-se a Cláudio Cardoso.[36] No dia 2 de novembro, na semana em que completou dois anos de sua chegada ao clube, o Palmeiras de Abel Ferreira conquistou o Campeonato Brasileiro com quatro rodadas de antecedência; foi o sexto título do treinador pela equipe palmeirense.[37]

Abel Ferreira levantou seu primeiro troféu em 2023 no dia 28 de janeiro, após a vitória por 4–3 contra o Flamengo na Supercopa do Brasil.[38] Com a conquista, Abel tornou-se o terceiro treinador com mais títulos pelo clube, com sete.[39] No dia 22 de fevereiro, alcançou a marca de cem vitórias no comando do Palmeiras à beira do campo, após vencer o Bragantino por 2–0 no Allianz Parque, em jogo válido pelo Campeonato Paulista.[40] Em 19 de março, Abel tornou-se o treinador com mais finais pelo Palmeiras, com onze, após o clube ter vencido o Ituano pelas semifinais e garantido vaga a final do torneio estadual.[41] Em 9 de abril, Abel conquistou o Campeonato Paulista após vencer o Água Santa e igualou Vanderlei Luxemburgo no número de títulos conquistados pelo Alviverde, com oito.[42] Abel completou duzentos jogos à frente do Palmeiras no dia 16 de julho, em empate por 0–0 contra o Internacional pelo Campeonato Brasileiro.[43] Em outubro, completou três anos de trabalho seguidos no Palmeiras, sendo o primeiro treinador no século XXI a alcançar tal fato. A última vez que um treinador atingiu a marca foi Luiz Felipe Scolari, quando ficou no Alviverde entre 1997 e 2000.[2] Em dezembro, Abel tornou-se bicampeão brasileiro consecutivo. Tal conquista o fez se isolar como segundo treinador com mais títulos na história do Palmeiras, com nove.[44]

Em janeiro de 2024, em entrevista coletiva, a presidente Leila Pereira comunicou que o Palmeiras e Abel haviam estendido o contrato até o final de 2025.[45][46] Em abril, após vencer o Santos por 2–0 na final do Campeonato Paulista, Abel conquistou o seu décimo título no comando do Palmeiras. Com isso, juntamente com Oswaldo Brandão, tornou-se o treinador mais vitorioso da história do clube.[3] No fim do mesmo mês, chegou a 250 jogos à frente do Alviverde.[47]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 13 de junho de 2024

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Sporting CP (juniors) 48 32 7 9 71.53%
Sporting B 42 20 10 12 55.56%
Braga B 102 35 31 36 44.44%
Braga 103 63 15 25 66.02%
PAOK 58 32 16 10 64.37%
Palmeiras[nota 1] 258 150 62 46 66.15%

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Abel ao lado da sua esposa recebendo a Medalha do Mérito Esportivo do governador Rodrigo Garcia

É casado desde 1996 com Ana Xavier, com quem tem duas filhas.[48]

Fora do futebol, Abel é fã de Fórmula 1, indo anualmente no GP de São Paulo e sendo amigo pessoal do automobilista Lando Norris.[49]

Em março de 2021, Abel foi condecorado como Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, em Lisboa.[50] Em setembro de 2022, recebeu o título de cidadão paulistano.[51] Em novembro de 2022 ganhou a medalha do Mérito Esportivo do Estado de São Paulo, maior honraria do esporte paulista.[52]

Em março de 2022, lançou o livro "Cabeça Fria, Coração Quente", escrito por ele e sua comissão técnica, registrando as temporadas 2020 e 2021. O lançamento aconteceu na Faculdade das Américas, empresa patrocinadora do Palmeiras. O técnico anunciou que todo lucro seria revertido para duas instituições: Instituto Ayrton Senna e a ONG Amigos do Bem.[53]

Em junho de 2023, Abel anunciou que já haviam sido vendidos 100 mil exemplares do livro, com uma receita de 8 milhões de reais.[54]

Títulos como jogador[editar | editar código-fonte]

Sporting

Títulos como treinador[editar | editar código-fonte]

Sporting B
Palmeiras

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Dados apenas dos jogos em que o próprio Abel Ferreira comandou o time, e não os membros de sua comissão técnica

Referências

  1. Ver:
  2. a b Thiago Ferri (31 de outubro de 2023). «Abel é o primeiro técnico do século a ficar três anos no Palmeiras e empilha recordes; veja as marcas». ge. Consultado em 31 de outubro de 2023 
  3. a b c Redação do ge (7 de abril de 2024). «Maior da história? Abel Ferreira se torna o técnico com mais títulos pelo Palmeiras». ge. Consultado em 7 de abril de 2024 
  4. «Em dois anos, Abel Ferreira conquista sexto título pelo Palmeiras; Relembre todas as taças». OneFootball. 3 de novembro de 2022. Consultado em 28 de janeiro de 2023 
  5. «Leila diz que liberaria Abel para seleção brasileira, mas ressalta: "Ele está feliz no Palmeiras"». GloboEsporte.com. 3 de novembro de 2022. Consultado em 28 de janeiro de 2023 
  6. Carol Andrade e Cesar Augusto (31 de janeiro de 2021). «Conheça a história de Abel Ferreira, o técnico campeão da Libertadores com o Palmeiras». GloboEsporte.com. Consultado em 18 de março de 2021 
  7. «Abel será operado ao joelho direito». Record. 6 de maio de 2011. Consultado em 22 de março de 2021 
  8. «Abel Ferreira». Wiki Sporting. Consultado em 22 de março de 2021 
  9. a b ESPN.com.br (26 de setembro de 2022). «Seleção, mensagem de Felipão e surpresa: Abel Ferreira conta detalhes de conversa que o deixou espantado e com medo de 'zoeira'». ESPN. Consultado em 1 de maio de 2023 
  10. «Miguel e Ricardo Carvalho dispensados da selecção». Público. 14 de novembro de 2007. Consultado em 7 de maio de 2024 
  11. Paula Carmo (15 de novembro de 2007). «'Passaporte' de Abel na convocatória do Euro 2008». Público. Consultado em 7 de maio de 2024 
  12. Susana Valente (29 de janeiro de 2008). «Rui Patrício é a grande novidade de Scolari». AEIOU. Consultado em 7 de maio de 2024 
  13. Emídio Tavares (1 de março de 2008). «Scolari divulga penúltima convocação antes do Euro-2008». Mundo Lusíada. Consultado em 7 de maio de 2024 
  14. «Scolari convoca Portugal para a Eurocopa». Trivela. 12 de maio de 2008. Consultado em 7 de maio de 2024 
  15. Daniel Bocatto, Luiza Boareto, Guilherme Sacco e Vladimir Bianchini (17 de novembro de 2022). «Abel diz como Felipão mudou seleção de Portugal e valoriza ex-técnico: 'Que o futebol brasileiro saiba aproveitar sua sabedoria'». ESPN. Consultado em 7 de maio de 2024 
  16. «Abel Ferreira: «A primeira coisa de que me lembrei foi do título pelo Sporting em 2011»». Record. 31 de janeiro de 2021. Consultado em 18 de março de 2021 
  17. «Abel Ferreira é o novo treinador da equipa B». Record. 16 de fevereiro de 2015. Consultado em 22 de março de 2021 
  18. «SC Braga. Abel oficializado como substituto de Jorge Simão». Jornal SOL. 26 de abril de 2017. Consultado em 22 de março de 2021 
  19. Pedro Rocha (18 de junho de 2018). «Orçamento top é para manter em Braga». O Jogo. Consultado em 22 de março de 2021 
  20. «Abel Ferreira oficializado no PAOK e Sp. Braga fala em persistência do técnico». Record. 1 de julho de 2019. Consultado em 22 de março de 2021 
  21. «Palmeiras paga multa rescisória de Abel Ferreira ao PAOK à vista». ESPN Brasil. 4 de novembro de 2020. Consultado em 22 de março de 2021 
  22. «Abel Ferreira é o novo técnico do Palmeiras». Site oficial do Palmeiras. 30 de outubro de 2020. Consultado em 18 de março de 2021 
  23. «Na estreia de Abel Ferreira, Palmeiras vence Bragantino e avança às quartas». GloboEsporte.com. 5 de novembro de 2020. Consultado em 22 de março de 2021 
  24. André Hernan e José Edgar de Matos (6 de novembro de 2020). «Respeito ao gramado e ao "Cebolismo": detalhes da estreia de Abel Ferreira no Palmeiras». GloboEsporte.com. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  25. Lucas Musetti Perazolli (30 de janeiro de 2021). «Palmeiras vence Santos com gol nos acréscimos e é bicampeão». Terra. Consultado em 28 de janeiro de 2023 
  26. Rafael Marson (7 de março de 2021). «Palmeiras vence o Grêmio e conquista a Copa do Brasil». Terra. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  27. Felipe Zito (30 de outubro de 2021). «Um ano depois, Abel Ferreira está entre os treinadores mais longevos do Palmeiras no século; veja lista». GloboEsporte.com. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  28. «A América continua verde! Palmeiras bate Flamengo e leva o tri da Libertadores; assista à festa do título». GloboEsporte.com. 27 de novembro de 2021. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  29. Marcello Neves (27 de novembro de 2021). «Abel Ferreira, do Palmeiras, supera Jorge Jesus e croata e vira o técnico europeu com mais títulos de Libertadores». O Globo. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  30. «Dia especial! Abel Ferreira completará 100 jogos no comando do Palmeiras nesta quarta-feira». GloboEsporte.com. 16 de fevereiro de 2022. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  31. Eder Traskini (16 de fevereiro de 2022). «Sem sustos, reservas do Palmeiras vencem a Ferroviária no 100º jogo de Abel». UOL. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  32. Paulo Vinícius Coelho (18 de fevereiro de 2022). «O surpreendente recorde de Abel Ferreira entre os técnicos estrangeiros do futebol brasileiro e do Palmeiras». GloboEsporte.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2022 
  33. «Abel se torna técnico estrangeiro mais vezes campeão da história do Palmeiras». Site oficial do Palmeiras. 3 de março de 2022. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  34. «Ele fica! Abel Ferreira renova contrato com o Palmeiras até o fim de 2024». Site oficial do Palmeiras. 26 de março de 2022. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  35. «Abel é o primeiro técnico estrangeiro a conquistar um estadual no Palmeiras desde 1950». ESPN Brasil. 3 de abril de 2022. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  36. «Abel Ferreira entra para top 10 de treinadores com mais jogos pelo Verdão». Site oficial do Palmeiras. 12 de maio de 2022. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  37. Gabriel Gatto (2 de novembro de 2022). «Brasileirão: Palmeiras leva título sem precisar entrar em campo após derrota do Inter». Terra. Consultado em 28 de janeiro de 2023 
  38. «Palmeiras bate Flamengo em jogo frenético e é campeão da Supercopa do Brasil». Terra. 28 de janeiro de 2023. Consultado em 16 de fevereiro de 2023 
  39. Thiago Ferri (29 de janeiro de 2023). «Abel passa Felipão em títulos pelo Palmeiras; veja o que falta para ele virar o maior campeão». ge. Consultado em 16 de fevereiro de 2023 
  40. «Abel Ferreira completa 100 vitórias no comando do Palmeiras». R7. 23 de fevereiro de 2023. Consultado em 13 de março de 2023 
  41. «Abel Ferreira passa Felipão e se isola como técnico com mais finais pelo Palmeiras na história». ESPN. 19 de março de 2023. Consultado em 20 de março de 2023 
  42. Marcello Neves (9 de abril de 2023). «Com Paulistão, Abel Ferreira supera Felipão e iguala Luxemburgo em número de títulos pelo Palmeiras». O Globo. Consultado em 9 de abril de 2023 
  43. «Abel completa 200 jogos pelo Palmeiras e brinca: "Único que não foi despedido é o Guardiola... E eu"». ge. 17 de julho de 2023. Consultado em 17 de julho de 2023 
  44. Emilio Botta e Thiago Ferri (6 de dezembro de 2023). «Abel Ferreira conquista o nono título pelo Palmeiras, aproxima-se de recorde, mas tem futuro incerto». ge. Consultado em 7 de dezembro de 2023 
  45. Camila Alves e Thiago Ferri (16 de janeiro de 2024). «Leila Pereira anuncia renovação de contrato com Abel Ferreira até 2025». ge. Consultado em 16 de janeiro de 2024 
  46. Departamento de Comunicação (16 de janeiro de 2024). «EM DIA HISTÓRICO, LEILA PEREIRA CONVOCA COLETIVA SÓ COM MULHERES E ANUNCIA RENOVAÇÃO DE ABEL». Site oficial do Palmeiras. Consultado em 16 de janeiro de 2024 
  47. Gazeta Esportiva (29 de abril de 2024). «Abel Ferreira completa seu 250° jogo à beira do campo pelo Palmeiras em clássico». UOL Esportes. Consultado em 30 de abril de 2024 
  48. Beatriz Cesarini e Bruno Andrade (16 de novembro de 2021). «Abel Ferreira afasta filhas do futebol e lê Bíblia à distância com família». UOL. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  49. Alessandro Giannini (12 de novembro de 2021). «F1: Abel Ferreira visita Interlagos e revela torcida por Lando Norris». Placar. Consultado em 28 de setembro de 2023 
  50. «Abel Ferreira, do Palmeiras, é condecorado em Portugal e ganha medalha do presidente». GloboEsporte.com. 22 de março de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  51. a b Ver:
  52. a b Redação Do Portal do Governo (23 de novembro de 2022). «Governo de SP entrega medalha do Mérito Esportivo ao técnico Abel Ferreira». Portal do Governo. Consultado em 16 de fevereiro de 2023 
  53. «Abel Ferreira lança livro 'Cabeça fria, coração quente' de forma oficial na FAM». Uol. 15 de março de 2022. Consultado em 28 de setembro de 2023 
  54. «Abel Ferreira celebra 100 mil exemplares vendidos de 'Cabeça Fria, Coração Quente'». Nosso Palestra. 16 de junho de 2023. Consultado em 28 de setembro de 2023 
  55. «Sporting vence a Taça de Honra de Lisboa». Correio da Manhã. 21 de julho de 2013. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  56. Manuel Resendes (21 de julho de 2013). «Taça Honra AF Lisboa: Sporting conquista troféu em final «eletrizante»». Futebol 365. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  57. «No passado fim-de-semana, o Sporting venceu mais uma Taça de Honra de Lisboa.». Site oficial do Sporting. 24 de julho de 2013. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  58. «Palmeiras vence o Flamengo e conquista a Supercopa do Brasil 2023». TNT Sports. 28 de janeiro de 2023. Consultado em 22 de novembro de 2023 
  59. «Troféu Mesa Redonda premia os melhores da temporada 2020». Gazeta Esportiva. 14 de março de 2021. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  60. «O técnico do ano da CONMEBOL Libertadores». CONMEBOL Libertadores. 31 de janeiro de 2021. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  61. «O técnico do ano da CONMEBOL Libertadores». CONMEBOL Libertadores. 30 de novembro de 2021. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  62. «Abel Ferreira fica em primeiro no ranking de técnicos de 2020». O Globo. 9 de março de 2021. Consultado em 22 de março de 2021 
  63. «Abel Ferreira, do Palmeiras, é eleito o melhor técnico português no exterior em premiação na Europa». GloboEsporte.com. 30 de maio de 2022. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  64. «Palmeiras domina seleção do Brasileirão Assaí 2022». Confederação Brasileira de Futebol. 10 de novembro de 2022 
  65. Yasmin Torres (14 de novembro de 2022). «Abel Ferreira segue fazendo história no Palmeiras e fatura Bola de Prata de melhor técnico do país». ESPN Brasil 
  66. «Multicampeão pelo Palmeiras, Abel Ferreira fica entre os dez melhores técnicos do mundo em 2022». LANCE!. 9 de janeiro de 2023 
  67. «Abel Ferreira distinguido com Prémio Mérito». Liga Portugal. 7 de setembro de 2023 
  68. «Abel Ferreira é eleito o #ProfeAssaí de novembro». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 26 de dezembro de 2023 
  69. «Hulk e Suárez lideram Seleção do Cartola 2023; Palmeiras tem Raphael Veiga e Abel Ferreira». GE. Consultado em 28 de dezembro de 2023 
  70. «Abel Ferreira, do Palmeiras, é condecorado em Portugal e ganha medalha do presidente». GloboEsporte.com. 22 de março de 2021. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  71. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Abel Fernando Moreira Ferreira". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  72. «TREINADOR CAMPEÃO ABEL FERREIRA RECEBIDO NA CÂMARA DE PENAFIEL». Câmara Municipal de Penafiel. 25 de março de 2021 
  73. «Talento que marca o mundo: Abel Ferreira recebe prêmio da Liga Portuguesa». O Globo. 17 de dezembro de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  74. Departamento de Comunicação (20 de setembro de 2022). «Abel Ferreira recebe Prêmio Quinas de Ouro 2022, a maior honraria entre os técnicos portugueses». Site oficial da GQ Brasil. Consultado em 20 de setembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]