Abelha-africana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAbelha africana
Apis mellifera subsp scutellata, Phakama, a.jpg
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera
Subordem: Apocrita
Superfamília: Apoidea
Família: Apidae
Género: Apis
Espécie: A. mellifera
Lepeletier (1836)

Subespécie: A. m. scutellata
Nome trinomial
Apis mellifera scutellata

A abelha africana (Apis mellifera scutellata) é uma subespécie de abelha ocidental. É nativa do centro e sul da África, embora no extremo sul seja substituída pela Apis mellifera capensis.[1] Esta subespécie foi construiur uma parte da ascendência das abelhas africanizadas (também conhecidas como "abelhas assassinas") que espalharam-se pela a América.[2]

O nome cientifico adotado para essa abelha é Apis mellifera scutellata, porém ela ficou conhecida mundialmente como abelha africana, e o seu nascimento, como próprio nome deixa claro, é da África, sendo ela datada na década de 50.

É muito importante lembrar, que se trata de uma espécie altamente agressiva, enxamedora, polinizadora e migratória.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ruttner, F. 1988: Biogeography and Taxonomy of Honeybees. Springer Verlag, Berlin
  2. Moritz, R.F.A (2002) The Cape honeybee Apis mellifera capensis From laying workers to social parasites Apidologie Special Issue 33 (2), 99-244

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

https://estudioweb.com.br/abelha-africana-perigosas-e-mortais/