Abraham Alikhanov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Abraham Alikhanov
Ambartsumian, Alikhanov, Iosifyan, Saltykov, Kotscharianz, Mikoyan, Sisakian, Knunyants e Yenikolopov em um selo armeniano (2000)
Conhecido(a) por Construção do primeiro reator nuclear na União Soviética
Nascimento 20 de fevereiro de 1904
Elisabethpol, Governorate de Elisabethpol, Império Russo
Morte 8 de dezembro de 1970 (66 anos)
Moscou, República Socialista Federativa Soviética da Rússia, União Soviética
Nacionalidade Arménia, Armeniano
Alma mater Universidade Politécnica Estatal de São Petersburgo
Prêmios Prêmio Estatal da URSS (1941, 1948, 1953)
Instituições Instituto de Física Teórica e Experimental
Campo(s) Física de partículas

Abraham Isahakovich Alikhanov (Alikhanian, em arménio: Աբրահամ Իսահակի Ալիխանյան; Elisabethpol, Governorate de Elisabethpol, Império Russo, 20 de fevereiro de 1904Moscou, República Socialista Federativa Soviética da Rússia, União Soviética, 8 de dezembro de 1970) foi um físico soviético armeniano, acadêmico da Academia de Ciências da União Soviética. Foi um dos líderes do projeto atômico soviético.[1][2] Em 1945 fundou e foi diretor do Instituto de Física Teórica e Experimental. É conhecido como um dos pais da física de partículas soviética.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alikhanian nasceu em 20 de fevereiro de 1904, em Elisabethpol, Governorate de Elisabethpol, Império Russo, em uma família armeniana. Seu pai era maquinista de um trem.[4] Em 1928 obteve a graduação na Universidade Politécnica Estatal de São Petersburgo. Foi nesta época que ele russificou seu nome de Alikhanian para Alikhanov.[5] Seu irmão mais novo, Artem Alikhanian, também tornopu-se um físico. Recebeu em 1941 o Prêmio Estatal da URSS.

Morreu em Moscou em 8 de dezembro de 1970, aos 66 anos de idade, e foi sepultado no Cemitério Novodevichy.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • A.P. Aleksandreov, B.V. Dzelepov. S.I. Nikitin e I.B. Kharition, “Pamiati Abrama Isaakovicha Alikhanova” (in memory of A. I. Alikhanov). in Uspekhi fizicheskikh nauk, 112 no. 3 (1974), 725–727
  • B.G. Gasparin. A.P. Grinberg e V. . Frenkel. A. I. Alikhanov v Fiziko-tekhnicheskon institute (A. I. Alikhanov in the physical-Technical Institute:Leningrado, 1986)
  • A.P. Grinberg, “Gipoteza neitrino i novie podtverzhdaiushchii ee dannie” (Neutrino hypothesis and the new data that confirm it), in Uspekhi fizicheskikh nauk, 26, no. 2 (1944). 189: e “Positive Electrons from Lead Ejected by y-Rays.” in Nature, 133 (1934), 581.
  • Armenian Concise Encyclopedia, Ed. by acad. K. Khudaverdian, Yerevan, 1990, Vol. 1, p. 90-91

Referências

  1. Алиханов
  2. Red Atom: Russia's Nuclear Power Program from Stalin to Today, University of Pittsburgh Pre, 2005, p. 16
  3. At the Frontier of Particle Physics: Handbook of QCD : Boris Ioffe, Volume 1, editado por Mikhail A. Shifman, p. 7
  4. Notable Scientists from 1900 to the Present: A-C - p. 27, por Brigham Narins, 2001
  5. Abraham Alikhanov

Ligações externas[editar | editar código-fonte]