Abu Abdalá Omar ibne Xuaibe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Abu Abdalá Omar II ibne Xuaibe (Abū ʿAbdallāh ʿUmar II ibn Shuʿayb - "Abu Abdalá Omar II, filho de Xuaibe"), conhecido em fontes bizantinas como Babdel (em grego: Βαβδέλ; romaniz.: Babdél) foi o terceiro emir de Creta, governando de ca. 880 a ca. 895.

Vida[editar | editar código-fonte]

Os registros sobreviventes da história interna e governantes do Emirado de Creta são muito fragmentados. Após os estudos de George C. Miles com auxílio de evidência numismática, tentativamente identificou-se Abu Abdalá como filho do segundo emir, Xuaibe, e neto do conquistador de Creta e fundador do emirado, Abu Hafiz Omar. Seu reinado é situado de ca. 880 a ca. 895.[1][2][3]

Segundo o cronista bizantino Genésio, em algum momento durante o reinado do imperador bizantino Leão VI, o Sábio (r. 886–912), ele sofreu um naufrágio na costa do Peloponeso e foi levado cativo pelo governador local, Constantino Tessaracontápequis.[3] Ele foi aparentemente sucedido por seu irmão Maomé ibne Xuaibe al-Zarcune, mas dois de seus filhos, Iúçufe e Amade teriam reinado posteriormente, em ca. 910–915 e ca. 925–940 respectivamente.[1][4] Segundo uma carta enviada pelo patriarca de Constantinopla Nicolau I Místico para Iúçufe, filho de Omar, Omar manteve uma correspondência amigável com o patriarca Fócio.[3]

Referências

  1. a b Miles 1964, p. 11–14.
  2. Canard 1986, p. 1085.
  3. a b c Lilie 2013, Abū ʻAbdallāh ʻUmar II. b. Šuʻayb (#20032.
  4. Canard 1986, p. 1086.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Canard, M. (1986). «Iḳrīṭis̲h̲». The Encyclopedia of Islam, New Edition, Volume III: H–Iram. Leida e Nova Iorque: BRILL. pp. 1082–1086. ISBN 90-04-08118-6 
  • Lilie, Ralph-Johannes; Ludwig, Claudia; Zielke, Beate et al. (2013). Prosopographie der mittelbyzantinischen Zeit Online. Berlim-Brandenburgische Akademie der Wissenschaften: Nach Vorarbeiten F. Winkelmanns erstellt