Abu Sayyaf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Abu Sayyaf ou Grupo Portador da Espada[1] (em árabe: جماعة أبو سياف; transl. Jamāʿah Abū Sayyāf, em filipino: Grupong Abu Sayyaf) é um dos diversos grupos separatistas fundamentalistas islâmicas sediadas no sul das Filipinas (mais especificamente em Bangsamoro (Jolo, Basilan e Zamboanga), onde por quase 30 anos diversos grupos militantes islâmicos estiveram envolvidos em insurgências visando uma província independente no país. O nome do grupo vem do árabe ابو, abu ("pai de") e sayyaf ("Espadeiro[2]"). O grupo se denomina Al-Harakat Al-Islamiyya ("O Movimento Islâmico").

Desde sua fundação, no início da década de 1990, o grupo executou atentados a bomba, sequestros, assassinatos e praticou extorsões, no decorrer do que descrevem como sua luta por uma província islâmica independente nas Filipinas.[3][4]

Acredita-se que as tropas do grupo estacionadas em Basilan e na península de Zamboanga totalizavam, em junho de 2003, menos de 500 indivíduos.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos classificou o grupo oficialmente como uma organização terrorista.[3] A CIA teria empregado forças paramilitares de sua divisão de elite (Special Activities Division) para localizar e matar ou capturar os principais líderes terroristas, e diversos soldados americanos estão estacionados na região, treinando as tropas filipinas em táticas de contraterrorismo e combate à guerrilha, já que o estatuto entre os Estados Unidos e as Filipinas não permite que exércitos estrangeiros participem diretamente do combate.

Referências

  1. Correia, Paulo (Primavera de 2015). «Designações de entidades ligadas à Alcaida» (PDF). a folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias. ISSN 1830-7809 
  2. FBI Updates Most Wanted Terrorists and Seeking Information – War on Terrorism Lists, FBI national Press Release, 24 de fevereiro de 2006
  3. a b «Abu Sayyaf Group (ASG)». MIPT Terrorism Knowledge Base. Consultado em 20 de setembro de 2006 
  4. «Who are the Abu Sayyaf?», BBC News, 30 de dezembro de 2000, consultado em 18 de fevereiro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]