Abul Haçane Ali ibne Maomé al-Magribi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Abul Haçane Ali ibne Maomé al-Magribi (Abu'l-Hasan Ali ibn Muhammad al-Maghribi - "Abul Haçane Ali, filho de Maomé al-Magribi") foi um oficial de alta patente do Califado Abássida no começo do século X. De origem persa, tornou-se chefe do diva al-magribe (diwan al-maghrib - "departamento do Ocidente"), de onde sua família adquiriu o nisba de "al-Magribi". Começando com Abu Haçane Ali, os Banul Magribi formariam uma dinastia de oficiais e estadistas que serviu vários dinastas do Oriente Médio até sua extinção no começo do século XI.[1]

O filho de Abul Haçane Ali, Huceine, continuou a servir os abássidas até dirigir-se às cortes iquíxida e então hamdanida; seu neto, Ali, estava em serviço dos hamdanidas e depois dos fatímidas até sua execução com quase sua família inteira em 1010; seu bisneto, Abul Alcacim Huceine, escapou do massacre e serviu nas cortes buída, maruânida e ucailida até sua morte em 1027.[2]

Referências

  1. Smoor 1986, p. 1210.
  2. Smoor 1986, p. 1210-1012.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Smoor, Pieter (1986). «al-Mag̲h̲ribī». The Encyclopedia of Islam, New Edition, Volume V: Khe–Mahi. Leida e Nova Iorque: BRILL. pp. 1210–1212. ISBN 90-04-07819-3