Acadêmicos da Cidade Alta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Acadêmicos da Cidade Alta
Fundação 17 de junho de 2006 (15 anos)
Cores
Amarelo
Vermelho
Azul
Símbolo Arara-vermelha
Bairro Educandos
Presidente Ary Renato
Presidente de honra Williams Tatá
Desfile de 2020
Enredo Com as Bençãos de Todos os Santos, Cidade Alta Exalta. O bom Malandro de Alma Verde e Rosa.

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos da Cidade Alta é uma escola de samba de Manaus inspirada na escola de samba Em Cima da Hora, campeã do Carnaval da cidade nos anos de 1979 e 1981[1]

A agremiação surgiu oficialmente em 17 de fevereiro de 2006, em uma reunião com vários moradores do bairro de Educandos. O objetivo inicial era amenizar a violência na comunidade, onde os jovens careciam de ocupação e lazer.


Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Williams Tatá ? - ?

1º Casal de Mestre Sala & Porta Bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2020 Hanna Lima e Brando Willis


Corte de Bateria
Ano Rainha Musa Mulata de Ouro
2020 Anny Silva Shaeny Moraes Geórgia Varela


Corte
Ano Rainha Gay Musa Gay Passita Show
2020 Kelly Carisma Jenifer Santana Gustavo Macedo

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Acadêmicos da Cidade Alta
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
2006 4º lugar Grupo 2
2007 Campeã Grupo 2 Raízes Caboclas Miguel Soares [2]
2008 5° lugar Acesso Luizinho Sá: A Bandeira do Samba Miguel Soares
2009 10º lugar Acesso A Vida que Prosa em Mim Bica
2010 12º lugar Acesso Dois pra Lá e Dois pra Cá o Boi Peralta a Cidade Alta vai Exaltar Miguel Soares
2011 5° lugar Acesso Thiago de Mello, Caboclo da Selva, o Poeta da Esperança Thompson
2012 4º lugar Acesso A Junior Rodrigues, o enredo que deu samba no fundo do nosso quintal Baianhinha [3]
2013 3º lugar Acesso A Cidade Alta viaja nos sonhos de Erasmo Amazonas Baianhinha
2014 3º lugar Acesso A Na Seqüência do Samba, Cidade Alta risca o chão de poesias, Ivan de Oliveira, a voz do Morro! Baianhinha
2015 3º lugar Acesso A Os reis da alegria celebram a liberdade cantando e dançando no reino da folia Baianhinha
2016 4º lugar Acesso A Cidade Alta traz a Magia do Passista para a Festa da Malandragem [4]
2017 4º lugar Acesso A Na Cidade Alta, o Samba em seus estilos pede passagem [5]
2018 3° Lugar Acesso A Cidade Alta Faz a Festa no Quilombo! Salve, São Benedito: Símbolo da Resistência Negra no Berço do Samba!
2019 5° lugar Acesso A Vai Começar o meu "Arrastapé", pra contar a trajetória de José!

Arimatéa

2020 Acesso A Com as bençãos de todos os Santos, Cidade Alta exalta. O bom malandro de alma verde e rosa.

Referências

  1. «Lista de campeãs do carnaval de Manaus». Wikipédia, a enciclopédia livre. 13 de novembro de 2018 
  2. Presidente Vargas e Acadêmicos da Cidade Alta foram as campeãs do Carnaval 2007 de Manaus[ligação inativa] Jornal do Amazonas, acessado em 2 de março de 2009
  3. Rota do Samba (14 de fevereiro de 2012). «Manaus: Ordem dos desfiles de todos Grupos e o raio-x do Acessos.». Consultado em 9 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2014 
  4. «Em Manaus, educador da rede pública estadual é tema de enredo de escola de samba». www.amazonas.am.gov.br. Consultado em 18 de setembro de 2016 
  5. «Escolas de Samba de Manaus - Linha do Tempo | Facebook». www.facebook.com. Consultado em 18 de setembro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.