Acadêmicos do Ipiranga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Acadêmicos do Ipiranga
Fundação 30 de setembro de 1967 (51 anos)
Escola-madrinha Garotos do Ipiranga
Cores
Vermelho
Amarelo
Preto
Branco
Símbolo Livro, Pandeiro e Pena
Bairro Ipiranga
Presidente Patricia Waleska Aniceto Fiuza
Presidente de honra Ana Maria
Desfile de 2019
Enredo As Cores tem seus Valores. Acadêmicos do Ipiranga Apresenta Aquarela de Toquinho e Vinicius de Moraes

O Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Ipiranga é uma escola de samba de São Paulo, atualmente esta sediada no bairro de mesmo nome.

Na manhã de 30 de setembro de 1967, após um jogo de futebol no bairro Alto do Ipiranga, um grupo foi fazer batucada nas esquinas das ruas Edgard de Campos com a Jeremias Junior, e um dos integrantes deu a ideia de fundar uma escola de samba. O nome é uma homenagem ao bairro.

As cores do pavilhão foram inspirados nas cores de um time.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Patricia Waleska Aniceto Fiuza ?-atualidade [1]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Sidnei do Amaral Lorrayne Waleska Fiuza William Kalvin [2]
2015 Sidnei do Amaral Lorrayne Waleska Fiúza Júlio César [1]
2016 Augusto [3]
2019 Marcelão

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
1988-1994 Ednei Mariano e Patricia Waleska
2011-2012 Christiano Soares e Sandy Barboza
2013-2014 Higor Ferreira e Sandra de Jesus
2015 Diego Chocolate e Aline Pereira [2][1]
2016 Cleiton Oliveira Neves e Walkiria Traves [3]
2017-2018 Tchaca e Simone Costa
2019 Tchaca e Isabella Narciso

Rainhas de bateria[editar | editar código-fonte]

Anos Rainha de bateria Ref.
Tatiana V. de Souza
2014-2015 Rayane Carolina [1]
2016


História[editar | editar código-fonte]

A escola foi criada em 30 de setembro de 1967, em substituição à extinta Garotos do Ipiranga. Entre seus fundadores, destacam-se Mario Teodoro de Souza (Tio Mario), João Roberto Aniceto (Bertão), D. Didi, Zé Pretinho, Zé Mulato, Dito Preto, Dr. Edson, Bicudo, Darci, Valdir Pastel, Batucada, Douglas, Jorge, Vanildo, Baltazar entre outros.

Em 1980 desfilou pelo grupo principal com o Enredo sobre Dona Beija. Na década de 1980 permaneceu entre os grupos intermediário e II.

Em 1989, sob nova diretoria, que reunia o presidente João Roberto Aniceto, o vice Flavio Arão e a tesoureira Ana Maria, começou uma nova fase para a agremiação. A diretoria foi buscar novos valores como Mestres Lagrila para a bateria, Ednei como Mestre Sala entre outros.

A escola sagra-se campeã do grupo III, Bahia de Encantos e Magia, samba de Praxedes, 1990 no grupo I desfila com o enredo Ecologia Segundo os Orixás, em 1991 leva para Avenida Sonho e Libertação com o samba de Roberto Roque, em 1992 desfila com o tema de Az a Z. Em 1993 sagra-se campeã com o enredo afro Viva o Rei, tirando dez em nove dos dez quesitos.

Em 2007, a escola terminou a apuração do Grupo 3 da UESP em 17º Lugar e foi rebaixada para o Grupo 4 da UESP. Em 2008, a escola terminou a apuração do Grupo 4 da UESP como Vice-Campeã e subiu para o Grupo 3 da UESP.Em 2009, a escola terminou a apuração do Grupo 3 da UESP em 12º Lugar e foi rebaixada para o Grupo 4 da UESP.

Em 2010, a escola terminou a apuração do Grupo 4 da UESP em 2º Lugar e subiu para Grupo 3 da UESP.

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Acadêmicos do Ipiranga
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref
1968 4º lugar 3-UESP Parque da Independência
1969 Campeã 3-UESP Tiradentes e a Inconfidência Mineira
1970 4º lugar 2-UESP Abertura dos Portos
1971 3º lugar 2-UESP Rua do Ouvidor
1972 Desclassificada 2-UESP Zumbi dos Palmares
1973 5º lugar 3-UESP Mário de Andrade, o Mulato Genial
1974 9º lugar 2-UESP O Patriarca dos Republicanos
1975 3º lugar 3-UESP Sabará - Terra do Ouro
1976 Vice-campeã 3-UESP Festa do Folclore Gaúcho
1977 3º lugar 2-UESP Assombrações do Recife Velho
1978 4º lugar 2-UESP Tempo de Fantasia
1979 Vice-campeã 2-UESP Festas Populares da Bahia
1980 12º lugar 1-UESP Dona Beija, Feiticeira de Araxá
1981 9º lugar 2-UESP Maria, Maria na Bahia
1982 10º lugar 3-UESP Cinderela da Favela
1983 3º lugar 4-UESP Por que chora Palhaço - "Piollin
1984 8º lugar 3-UESP A Dança da Natureza
1985 5º lugar 3-UESP País Original
1986 9º lugar 3-UESP Danças Brasilis
1987 7º lugar 4-UESP O Diabo que te Carregue
1988 Campeã 3-UESP Um dia de Festa no Quilombo
1989 Campeã 2-UESP Os Mistérios da Bahia, Suas Lendas e Suas Festas
1990 11º lugar 1-UESP Ecologia Segundo os Orixás
1991 6º lugar 2-UESP Sonho e Libertação
1992 4º lugar 2-UESP De Ás a Z
1993 Campeã 2-UESP Viva o Rei (Zumbi o Deus da Guerra)
1994 10º lugar 1-UESP Sonho de um Rei
1995 12º lugar 2-UESP O Rei Sou Eu
1996 5º lugar 3-UESP Frutos do Ébano
1997 6º lugar 3-UESP O Sonho da Liberdade
1998 7º lugar 2-UESP Brasil Tropical Tropicaliente
1999 7º lugar 2-UESP Os Amores do Sol e da Lua
2000 12º lugar 2-UESP Negra, Nasce de Seu Ventre a Esperança da Igualdade Ednei
2001 3º lugar 3-UESP Nações Ednei
2002 3º lugar 3-UESP Legado dos Iorubás Ednei
2003 3º lugar 3-UESP Maíra - O Supremo e a Supremacia Ednei
2004 10º lugar 2-UESP Ipiranga de Todos Nós Ednei
2005 5º lugar 3-UESP Poronominaré - O Dono da Terra Nero de Deus
2006 5º lugar 3-UESP Baianidade, Uma Grande Romaria Tito Arantes
2007 17º lugar 3-UESP Odisséia de Uma Raça, A Saga da Beleza Negra Tito Arantes
2008 Vice-campeã 4-UESP Raízes Queimadas Thomás
2009 12ºlugar 3-UESP Os Filhos Negros do Indu Gandhi Thomás
2010 Vice-campeã 4-UESP Festa no Cafundó Thomás
2011 5º Lugar 3-UESP Emoções Comissão de Carnaval
2012 3º Lugar 3-UESP Em ritmos africanos à musicália brasileira... A academia do Ipiranga dá o tom
2013 9º Lugar 2-UESP Visões e Odores. "São as flores em nossa vida"
2014 6º lugar 2-UESP Rei Zumbi... Rei Bertão: Acadêmicos canta seus heróis

Compositores: Claudio Bochecha, Baianinho do Dxa, e Lelo Garoto. Intérprete:Tuca Maia

Edinei Pedro Mariano [2] [4]
2015 9º lugar 2-UESP A Academia voa mais alto Edinei Pedro Mariano Polenghe [1]
2016 11º lugar 2-UESP Nesse palco iluminado, só dá lá-lá!

Compositores:Edivaldo Gonçalves, Coelho S. Veia e Dom Luiz

Pedrinho Pinotti Alex Soares [3]
2017 Campeã 3-UESP No Arco íris da ilusão Pedrinho Pinotti Wesley Cássio
2018 12º lugar 2-UESP No Tijuco o canto da riqueza Pedrinho Pinotti Carlitos [5]
2019 11º Lugar 3-UESP As Cores tem seus Valores. Acadêmicos do Ipiranga Apresenta Aquarela de Toquinho e Vinicius de Moraes Comissão de Carnaval [6]

Referências

  1. a b c d e [1]
  2. a b c Sasp. «Carnaval 2014». Consultado em 31 de maio de 2014. Arquivado do original em 1 de junho de 2014 
  3. a b c [2]
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 1 de junho de 2014. Arquivado do original em 1 de junho de 2014 
  5. «Grupo 2». UESP. Consultado em 25 de janeiro de 2018 
  6. «Central do Carnaval 2019». SASP. Consultado em 25 de janeiro de 2019