Academia Goianiense de Letras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Academia Goianiense de Letras (com sigla AGnL) é a instituição literária e linguística da cidade brasileira de Goiânia, capital do Estado de Goiás. Foi fundada em 30 de janeiro de 2005 sob a presidência de Emídio Brasileiro[1], e conta, seguindo o modelo das demais academias literárias, com quarenta membros efetivos. Tem por objetivos maiores a preservação da memória e escrito de seus Patronos e Imortais, a divulgação e preservação da cultura e letras da cidade de Goiânia e do Estado de Goiás.[2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Goiânia teve, antes da criação efetiva da AGnL, uma entidade inicialmente proposta com tal nome em meados da década de 70. Idealizada por alguns estudantes moradores, à época, na capital goiana, a agremiação não chegou a ser registrada e a iniciativa, da qual tomou parte Mário Martins, não prosperou.[1] A posse inicial dos seus Membros Fundadores ocorreu em solenidade na Câmara Municipal de Goiânia, no dia 6 de novembro de 2006.[2]

Membros efetivos[editar | editar código-fonte]

Suas quarenta Cadeiras possuem os seguintes Patronos e fundadores:

Cadeira Patrono Fundador
1 Allan Kardec Emidio Silva Falcão Brasileiro
2 Bernardo Élis José Donizete Fraga
3 Florence Nightingale Marislei de Sousa Espíndula Brasileiro
4 Masaharu Taniguchi Cláudio de Castro
5 Voltaire Luís Gonzaga de Alvarenga
6 Pontes de Miranda Laudelina Inácio da Silva
7 Carmo Bernardes Alziro Zarur Manoel Rodrigues
8 Pedro Ludovico Teixeira Kleber Oliveira Veloso
9 Manoel Antônio Álvares de Azevedo Roberto Wilson Torres de Menezes
10 Huberto Rohden Jávier Godinho
11 Pio Vargas Iuri Rincon Godinho
12 Inácio Larranaga Nelci Silvério de Oliveira
13 Júlio Paternostro Mário Ribeiro Martins
14 Colemar Natal e Silva Licínio Leal Barbosa
15 Yêda Schmaltz Luciana Catarina Aranha de Castro
16 Tagore Biran Ulisses Alves da Silva
17 José Frederico Marques Ismar Estulano Garcia
18 Cora Coralina Maurício Luzia de Oliveira
19 Federico Garcia Lorca Adevânia Silveira dos Santos
20 Rui Barbosa Charife Oscar Abrão
21 João Cabral de Melo Neto Luiz Otávio Soares
22 Antônio Gonçalves Dias José Mendes da Silva Neto
23 Antônio Americano do Brasil Waldomiro Bariani Ortêncio
24 José Godoy Garcia Maria Luisa Ribeiro
25 Ricardo Augusto Paranhos Geraldo Coelho Vaz
26 José J. Veiga Itamar Pires Ribeiro
27 Vitorino Freitas Luiz Antonio Signates Freitas
28 Francisco Cândido Xavier Gismair Martins Teixeira
29 Attilio Corrêa Lima Osmar Pires Martins Júnior
30 Gilberto Freyre Mauro Pereira de Souza
31 Patativa do Assaré Tarciso Gonçalves Alencar
32 Benedito Odilon Rocha Hélio Rocha
33 Norberto Bobbio Luiz Carlos Bordoni
34 Léon Denis Niso Prego
35 Jerônimo Geraldo de Queiroz José Mendonça Teles
36 Luís Ferreyra dos Santos Sandra Lúcia Ferreira dos Santos
37 Celso Furtado Neusa Maria Barbeiro Alves
38 Dom Fernando Gomes dos Santos Wolmir Therezio Amado
39 Venerando de Freitas Borges Aidenor Aires Pereira
40 Padre Doutor Desgenettes Paulo Bertran

Referências

  1. a b Notícia sobre a fundação Arquivado em 4 de fevereiro de 2016, no Wayback Machine. (página com acesso em abril de 2009)
  2. a b Notícia[ligação inativa], sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (acessado em abril de 2009)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]