Academia das Artes e Técnicas do Cinema

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Academia das Artes e Técnicas do Cinema (em francês: Académie des arts et techniques du cinéma) foi criada em 1975, por George Cravenne. O seu objetivo é premiar as realizações, produções e trabalhos artísticos mais notáveis do Cinema Francês, através da atribuição anual dos Prémios César, que visam incentivar a criação cinematográfica e atrair sobre si a atenção do público e dos meios de comunicação social.[1]

A Academia rege-se pela Associação para a Promoção do Cinema (APAC, em francês: Association pour la promotion du cinéma), que tem, desde 31 de dezembro de 2011, 45 membros, sendo a maioria deles detentor de um Óscar.[2] A APAC verifica o seu funcionamento, os critérios de elegibilidade das pessoas e obras e o números de troféus concedidos.[1]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Abaixo segue-se a lista de presidentes: [3]

Membros[editar | editar código-fonte]

Em 2012, a Academia era composta por 4 199 membros, de diferentes áreas do cinema, decompostos da seguinte forma:[4]

  • 636 atores (15%)
  • 554 produtores (13%)
  • 739 cineastas (18%)
  • 199 autores (5%)
  • 1 157 técnicos (28%)
  • 123 distribuidores, vendedores e exportadores (3%)
  • 48 representantes dos laboratórios e indústrias técnicas (1%)
  • 96 agentes artísticos (2%)
  • 33 diretores de casting (1%)
  • 72 assessores de imprensa (2%)
  • 311 operadores de salas de cinema (7%)
  • 231 outros membros (5%)

Referências

  1. a b «Apresentação da Academia das Artes e Técnicas do Cinema» (em francês). www.academie-cinema.org. Consultado em 15 de março de 2012 
  2. «Lista de membros da APC» (em francês). www.academie-cinema.org. Consultado em 15 de março de 2012 
  3. «Lista de presidentes no Catálago dos Césares 2012» (PDF) (em francês). www.academie-cinema.org. Consultado em 15 de março de 2012 
  4. «Tornar-se membro da Academia dos Césares» (em francês). www.academie-cinema.org. Consultado em 15 de março de 2012