Academia de Comércio de Juiz de Fora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Academia de Comércio
Academia de Comércio em 1944
Estilo dominante Neoclássico
Eclético
Inauguração 1894
Geografia
Localidade Juiz de Fora

Academia de Comércio é uma edificação localizada na cidade de Juiz de Fora. Inaugurada em 1894, sedia, desde 1901, o Colégio Cristo Redentor, mantido pela Congregação do Verbo Divino.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A instituição Academia de Comércio foi fundada em 30 de março de 1891 pelo empreendedor Francisco Batista de Oliveira com o objetivo de oferecer à comunidade local ensino inspirado nos programas da Escola de Altos-Estudos Comerciais de Paris. Sua sede, ainda incompleta, foi inaugurada em 24 de julho de 1894, mas deixou de sediar a instituição em 1901 devido a problemas técnico-administrativos. A Academia foi cedida então à Congregação do Verbo Divino, que a partir daquele ano passou a aplicar uma educação verbita nos novos cursos disponibilizados.[2][3]

Referências

  1. «FORMANDO OS BONS TRABALHADORES: OS PRIMEIROS GRUPOS ESCOLARES EM JUIZ DE FORA, MINAS GERAIS» (PDF). Cadernos de História da Educação. Universidade Federal de Uberlândia. 2003. 101 páginas. Consultado em 8 de novembro de 2011. Dentre outras instituições de ensino fundadas nesse período em Juiz de Fora, destacam-se duas escolas, representativas da ação das elites locais em favor da nova ordem competitiva, mediante a atribuição de um novo perfil à educação primária, secundária e superior: o Granbery, criado em 1890, e a Academia de Comércio, cuja fundação data de 1894. 
  2. "Academia de comércio é o templo das artes do festival". Centro Cultural Pró-Música
  3. "Academia de Comércio". Portal de Turismo - Prefeitura de Juiz de Fora

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Academia de Comércio de Juiz de Fora