Academia de Magia Beauxbatons

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
L'académie de Magie Beauxbâtons
Beauxbatons Academy of Magic
Academia de Magia Beauxbatons (PT/BR)
Coat of arms for the magic school Beauxbatons, as described in the Harry Potter books , "Two crossed, golden wands, each emitting three stars".png
Dados físicos
País França
Fundação Sabe-se que existe há mais de 700 anos.
Dados históricos
Aluno(as) famoso(sas) Fleur Delacour
Gabrielle Delacour,Nicolau Flamel e 5 alunos não identificados.
Primeira Aparição Harry Potter e o Cálice de Fogo
Escola/Colégio da série Harry Potter
Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na série Harry Potter, a Academia de Magia Beauxbatons (em Francês: Académie de Magie Beauxbâtons) é uma instituição de ensino da magia situada na França,[1] fundada há mais de 700 anos, quando começou a participar do Torneio Tribruxo. Sua diretora, durante o período das histórias da série é Olímpia Maxime (uma meio-gigante).[2]

Suas principais características são o requinte e a sofisticação, o que já pode ser observado pelo meio de transporte que utilizaram para chegar a Hogwarts para o Torneio Tribruxo: uma carruagem voadora, do tamanho de um casarão, puxada por 12 enormes cavalos alados. Além disso, a beleza parece ser um traço marcante nos alunos da escola.

O brasão[editar | editar código-fonte]

O brasão consiste em duas varinhas cruzadas com três estrelas saindo de cada uma delas.

A campeã[editar | editar código-fonte]

A campeã para defender Beauxbatons no Torneio Tribruxo, que ocorreu em Hogwarts, foi Fleur Delacour.[3]

Significado do nome[editar | editar código-fonte]

Beauxbatons na tradução literal do francês significa "belos bastões". A palavra batons certamente é referência às varinhas mágicas. A expressão francesa para varinha mágica seria baguette magique, que, na língua inglesa (e no Brasil também) faria a maior parte das pessoas pensar num pão bisnaga, de modo que não ficamos surpresos por J. K. Rowling não ter usado esse termo.

Localização[editar | editar código-fonte]

J. K. Rowling disse que Beauxbatons se encontra em algum lugar perto de Cannes no sudeste da França. Isto também explica porque os estudantes de Beauxbatons estavam com tanto frio ao chegar a Hogwarts, que fica ao norte da Escócia. Quando Hagrid e Maxime saíram na busca secreta pelos gigantes (fim do livro quatro), Hagrid diz que eles vão para o sul da França.[4]

Está localizada num grande castelo, igual ao de Hogwarts, só que mais limpo, reluzente, e mais brilhante, o que é adequado ao estilo mediterrâneo. A comida, de acordo com a aluna Fleur Delacour, é deliciosa e mais delicada do que a servida em Hogwarts. Ao invés de armaduras, os halls de Beauxbatons são ladeados por estátuas de gelo, que brilham como diamantes durante a época de Natal. Beauxbatons não pode ser localizada (como a maioria dos prédios do mundo mágico), de modo que, os trouxas e mesmo os magos de escolas rivais, não podem encontrá-la no mapa. A escola é tão disfarçada, que ninguém pode vê-la a menos que saiba como procurar.

Beauxbatons completou o Torneio Tribruxo de 1994, representada por Fleur Delacour. Nem Fleur nem as outras meninas da escola pareceram muito impressionadas com Hogwarts. Fleur passou a maior parte do tempo fazendo comparações, onde Beauxbatons era sempre muito melhor.

No filme baseado no livro Harry Potter e o Cálice de Fogo, dá a impressão que Beauxbatons é uma escola só para meninas. Isso difere do livro: os estudantes do sexo masculino são claramente mencionados no livro quatro. Inclusive a estudante de Hogwarts, Parvati Patil, até chega a namorar um estudante de Beauxbatons.

Uniforme e Estudo[editar | editar código-fonte]

O uniforme dos alunos sugere que eles estão acostumados a um clima mais quente do que o de Hogwarts; as vestes são feitas de seda azul clara. As meninas usam vestidos com enfeites. Já os meninos usam ternos de seda.

Os estudantes seguem regras rígidas de comportamento com relação aos seus professores, o que parece que não ocorre em Hogwarts. Eles ficam de pé quando a diretora entra na sala (isso era muito comum nas escolas da Grã-Bretanha e da França; J. K. Rowling deu aulas na França). Os estudantes também parecem mais preocupados com os estudos e com a reputação de sua escola. A escola francesa segue um sistema diferente de exames também. Em Hogwarts, os exames mais importantes são feitos no quinto e no sétimo anos. Em Beauxbatons os estudantes fazem exames no sexto ano.

Pronúncia[editar | editar código-fonte]

A pronúncia da palavra do nome francês seria BOH-bat-ton, na adaptação do filme Dumbledore comete o erro de pronunciar boh-BAT-tons.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

  • As meninas mais bonitas como Fleur Delacour estudam lá.
  • Segundo Fleur Delacour, é um castelo maravilhoso, apresenta até, estátuas de gelo no salão principal!
  • A escola contém garotas veelas, que hipnotizam os homens com sua beleza.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «J.K. Rowling revela escola de magia no Brasil». revistagalileu.globo.com 
  2. Uol. «Harry Potter». Consultado em 16 de outubro de 2013. 
  3. «Mente Aberta - NOTÍCIAS - Simplesmente, o melhor». revistaepoca.globo.com. Consultado em 14 de agosto de 2017. 
  4. «Há 11 escolas de magia no Universo Harry Potter – uma delas é brasileira». revistaepoca.globo.com