Acaraú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Acaraú (desambiguação).
Município de Acaraú
"Rio das Garças"
Igreja matriz de Acaraú

Igreja matriz de Acaraú
Bandeira de Acaraú
Brasão de Acaraú
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 31 de julho
Fundação 31 de julho de 1849 (169 anos)
Gentílico acarauense
Prefeito(a) Alexandre Ferreira Gomes da Silveira (PDT)
Localização
Localização de Acaraú
Localização de Acaraú no Ceará
Acaraú está localizado em: Brasil
Acaraú
Localização de Acaraú no Brasil
02° 53' 09" S 40° 07' 12" O02° 53' 09" S 40° 07' 12" O
Unidade federativa Ceará
Mesorregião Noroeste Cearense IBGE/2008[1]
Microrregião Litoral de Camocim e Acaraú IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Cruz, Bela Cruz, Amontada, Morrinhos, Marco e Itarema
Distância até a capital 238 km
Características geográficas
Área 842,884 km² [2]
População 62 199 hab. IBGE/2017[3]
Densidade 73,79 hab./km²
Altitude 7 m
Clima Tropical atlântico As
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,601 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 309 490,000 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 5 378,51 IBGE/2010[5]

Acaraú é um município do estado do Ceará, no Brasil, localizando-se próximo à foz do rio de mesmo nome e a 238 km de Fortaleza, com acesso pela rodovia CE-085, mas também há acessos pelas rodovias BR-222, CE-354 e pelas BR 402 e 403.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A origem do topônimo "Acaraú" é indígena, existindo pelo menos duas hipóteses sobre seu sentido:

  • seria resultado da fusão de acará (garça) e hu (água), significando, portanto, "rio das garças" (Paulinho Nogueira);[6] no entanto, Silveira Bueno[7] traduz acará como cará ou cascudo (o peixe) e u ou y como água ou rio, portanto "rio do cará". Esta interpretação parece também de acordo com Navarro.[8]

História[editar | editar código-fonte]

A história de ocupação do território do delta do rio Acaraú pelos índios tremembés[9] começou antes da chegada dos portugueses à região, no século XVI.

Mapa do costa do Ceará em 1629

Os portugueses fizeram um reconhecimento completo da região, bem como a usaram como base de apoio para a ocupação do litoral e como base de apoio para confrontos militares com os franceses, que ocupavam o Maranhão.[6] Deste momento histórico existem várias cartas topográficas datadas dos séculos XVII.

Em 1608, instala-se e fixa-se o primeiro povoamento português desta região que foi a "Aldeia do Cajueiro"[10](hoje Almofala), um aldeamento de índios criados por iniciativa dos Jesuítas. Já o início do povoamento e a implementação econômica às margens do Rio Acaraú pelos portugueses aconteceu com a chegada de fugitivos das guerras com os holandeses oriundos de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte[6] no século XVII; através das entradas dos Sertões de Fora; com a instalação da pecuária e a produção do charque na capitania do Ceará,no século XVIII.

O primitivo núcleo da Barra do Acaracu serviu de ancoradouro a pequenas embarcações e, depois, passou a chamar-se Porto dos Barcos de Acaracu. É o marco inicial do que, mais tarde, viria a ser a cidade de Acaraú. Antes do povoado da Barra do Acaracu, alguns quilômetros ao norte e também à margem direita do rio, que ficou conhecido como Presídio.[6]

No século XVIII, em 22 de setembro de 1799, o povoado foi elevado à categoria de distrito de Acaracu da vila de Sobral. Já sua elevação à categoria de vila do Acaracu, com o distrito já desmembrado da jurisdição de Sobral, ocorreu segundo Lei 480, de 31 de julho de 1849, tendo sido instalada a 5 de fevereiro de 1851. A fundação do município de Acaraú data de 31 de julho de 1849.[6] O título de município, já com a denominação atual de Acaraú, ocorreu segundo a lei provincial 2 019, de 19 de setembro de 1882.

A freguesia foi criada pelo decreto geral de 5 de setembro de 1832, com a transferência para a povoação da Barra do Acaraú da freguesia da Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Almofala, antiga missão dos índios tremembés.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Apresentando uma vegetação costeira, os principais recursos hídricos são o Rio Acaraú e as lagoas de Guriu, Caiçara e Jijoca. As principais elevações são: Enseada de Timbaú, Serrote e Ponta de Jericoacoara. Apresenta clima é tropical atlântico, com índice pluviométrico anual de 1 175 milímetros (mm), concentrados entre janeiro e maio.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de janeiro de 1961 a junho de 1963, março de 1976 a dezembro de 1980 e janeiro de 1982 a março de 2011 a menor temperatura registrada em Acaraú foi de 15,1 °C em seis ocasiões, a última em 15 de março de 1962 e as demais em 1961, nos meses de fevereiro (dia 3), março (13, 15 e 27) e abril (12),[11] e a maior atingiu 36,7 °C em 2 de fevereiro de 2005.[12] O maior acumulado de precipitação em horas foi de 180,2 mm em 29 de março de 1992. Outros acumulados ou iguais ou superiores a 150 mm foram: 171,5 mm em 9 de fevereiro de 2004, 169,1 mm em 25 de março de 1986, 151 mm em 24 de março de 2003 e 150,1 mm em 14 de abril de 2000.[13] Março de 1963 foi o mês de maior precipitação, com 1 020 mm.[14]

Dados climatológicos para Acaraú
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 36,5 36,7 35,9 34,6 34,8 35 35,2 36,4 36,4 35,7 36,6 35,8 36,7
Temperatura máxima média (°C) 31,7 31,1 30,7 30,6 31,3 31,6 32,2 32,7 32,9 32,8 32,8 32,8 31,9
Temperatura mínima média (°C) 23,4 23,4 23,3 23,3 23 22,3 21,9 22,4 23,1 23,3 23,3 23,6 23
Temperatura mínima recorde (°C) 17,7 15,1 15,1 15,1 16,9 17,7 18,4 19,2 17,9 16,6 18,3 19,5 15,1
Precipitação (mm) 113,5 173,1 321,1 308,9 142,3 64,6 25,1 5,3 2,3 2,1 2,5 14,5 1 175,3
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 9 13 19 19 12 7 4 1 1 1 1 2 89
Umidade relativa compensada (%) 81,6 83,9 87,8 89,1 87,7 84,4 - 74,3 76,3 76,8 76,2 77,6 -
Horas de sol 202,7 164,5 151 153,3 203,7 237 262,1 291,4 289,5 304,9 288,7 266,2 2 815
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[15] recordes de temperatura:
01/01/1961 a 30/06/1963, 04/03/1976 e 31/12/1980 e 01/01/1982 e 17/03/2011)[11][12]

Política[editar | editar código-fonte]

A administração municipal localiza-se na sede: Acaraú.

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município tem 4 distritos: Aranaú, Juritianha, Lagoa do Carneiro e Santa Fé. As localidades mais conhecidas são: Castelhano, Medeiros, Carrapateiras, Lagoa da Volta, Morgado, Cauassu, Curral Velho, Macajuba, Cajueiro do Boi, Celsolândia, Córrego das Varas, Ilha do Rato, Córrego de Ana Veríssimo, Almécegas, Córrego da Rola (Córrego da Esperança), Cachorro Seco, Mirindiba, Barrinha, Coroa Grande, Arpoeiras, Volta do Rio, Farol, Guajiru, Espraiado, Sítio Alegre e Ilha dos Coqueiros.

Economia[editar | editar código-fonte]

Canal do perímetro irrigado do Baixo Acaraú

A base da economia é a pesca, tanto que este possui um porto, com um canal de acesso de 2,4 metros de profundidade que, em maré alta, permite a entrada de pequenas embarcações. O município também sobrevive da agricultura (algodão arbóreo e herbáceo, caju, mandioca, milho e feijão) e da pecuária (bovino, suíno e avícola), sendo o maior produtor de lagosta do Brasil.

Possui 13 indústrias: quatro de produtos alimentares; três extrativas minerais; duas de madeira; duas de produtos minerais não metálicos; uma de serviço de construção e uma de vestuário, calçados e artigos de couro e pele. A pesca ocupa relevante papel no sistema econômico de Acaraú. Este município já respondeu por 31% da produção oriunda da pesca artesanal, com produção média de 7,9 mil toneladas.

O turismo é uma outra base da economia regional devido aos atrativos naturais:

  • Praias: Barrinha, Aranaú Monteiro, Arpoeiras,Barra do Zumbi, Espraiado,Volta do Rio e Coroa Grande
  • Lagoas: Lagoa da volta, do Espinhos da Volta, Dantas, Lagamar e Carrapateira
  • Ilhas: Ilha dos Fernandes, Imburana, Coqueiros, Grande, Ilha dos Ratos, Ponta do Presídio.
  • Rio Acaraú.

Educação[editar | editar código-fonte]

Existe uma instituição pública de ensino superior, o Instituto Federal do Ceará (IFCE), uma das mais disputadas do estado. O campus de Acaraú do IFCE é uma instituição de ensino da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, que visa disponibilizar educação de qualidade na região do Baixo Vale do Acaraú. Atualmente conta com seis cursos gratuitos, sendo quatro técnicos: Pesca, Aquicultura, Construção Naval e Serviços de Restaurante e Bar; e dois cursos superiores: Licenciatura em Física e em Ciências Biológicas. O campus também dispõe de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), entre os quais, Inglês, Espanhol, Recepcionista de Eventos, entre outros. O IFCE - Campus Acaraú é um dos principais centros de ensino universitário e de pesquisa científica da região norte do estado do Ceará.

O município também conta com instituições privadas de ensino básico e superior, como o Colégio Virgem Poderosa (dirigida pelas irmãs cordimarianas) e a Universidade Anhanguera.

Com relação ao ensino básico o município possui ampla rede de educação pública, que supre a demanda da região. Como destaque existe a Escola Estadual de Educação Profissional Marta Maria Giffoni de Sousa, primeira escola de nível médio integrada a formação profissional em tempo integral do município de Acaraú, iniciou suas atividades em março de 2009. Os cursos técnicos oferecidos são: massoterapia, eletromecânica, hospedagem, redes, informática, enfermagem, aquicultura e agronegócio.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Acaraú possui vários prédios históricos

Os principais eventos culturais:

  • Festa da padroeira: Nossa Senhora da Conceição. Esta festa acontece na véspera do dia 8 de dezembro de cada ano, sendo este dia feriado municipal.
  • Festa do padroeiro São Sebastião - esta festa acontece na véspera do dia 20 de janeiro de cada ano, sendo este dia feriado municipal.
  • Carnaval, evento que tem atraído muitos visitantes à cidade por serem bastante tranquilos os festejos dos foliões.
  • Festival Junino : evento realizado pouco antes do seu aniversário de emancipação política, 31 de julho.
  • Miss Acaraú: Desfile realizado para eleição da representante da beleza acarauense.
  • Festa do Camarão: Realizada em Outubro, é um evento de porte internacional, sendo realizada na cidade a feira internacional do camarão, atraindo visitantes nacionais e internacionais.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2017». Censo Populacional 2017. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking IDH-M Ceará». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 9 de setembro de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 9 de setembro de 2013. 
  6. a b c d e http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/acarau.pdf
  7. Bueno, Silveira (1987). Vocabulário Tupi-Guarani Português 5a ed. São Paulo: Brasilivros Editora e Distribuidora Ltda 
  8. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. p. 42.
  9. http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_cartografia/cart555828.pdf
  10. http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_cartografia/cart249882.jpg
  11. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Acaraú». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2018. 
  12. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Acaraú». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2018. 
  13. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Acaraú». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2018. 
  14. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Acaraú». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2018. 
  15. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]