Acharonim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Acharonim (Hebrew: [ʔaħaʁoˈnim]; em hebraico: אחרונים Aḥaronim; singular אחרון, Aḥaron; lit. "os últimos") é um termo usado na Lei Judaica e na história para denominar os principais rabinos e poskim (os decisores legais judeus) que viveram aproximadamente do século XVI[1] à atualidade, mais especificamente desde a composição do Shulchan Aruch (hebraico: שׁוּלחָן עָרוּך, "Set Table", um código da Lei Judaica) em 1563.

Os Acharonim seguem os Rishonim, os "primeiros"— os eruditos rabínicos entre os séculos XI e XVI que seguem os Geonim e precedem o Shulchan Aruch. A publicação do Shulchan Aruch marca assim a transição da era dos Rishonim para a dos Acharonim.

AcharonimRishonimGeonimSavoraimAmoraimTannaimZugot

Consequências para a mudança na Lei Judaica[editar | editar código-fonte]

A distinção entre Acharonim, Rishonim e Geonim é significativa historicamente. De acordo com a visão amplamente defendida no judaísmo ortodoxo, os Acharonim geralmente não podem discutir as decisões de rabinos de eras anteriores a não ser que encontrem apoio em análises de outros rabinos dessas eras anteriores, muito embora haja visões contrárias.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. OZ, Amós; OZ-SALZBERGER, Fania (2012). Os Judeus e as Palavras (PDF). [S.l.]: Companhia das Letras. 25 páginas. ISBN 9788535925234 

Ligações externas (em inglês)[editar | editar código-fonte]