Acidente de Alcântara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Destroços da estrutura de lançamento do VLS

O acidente de Alcântara, também conhecido como tragédia de Alcântara, foi um grande incêndio seguido de algumas explosões, que destruiram o foguete brasileiro VLS-1 V03 em sua plataforma de lançamento no Centro de Lançamento de Alcântara, matando 21 técnicos civis.[1][2]

O objetivo da missão, nomeada Operação São Luís, era colocar o microssatélite meteorológico SATEC do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e o nanosatélite UNOSAT da Universidade do Norte do Paraná em órbita circular equatorial a 750 km de altitude.

Acidente[editar | editar código-fonte]

O acidente ocorreu três dias antes da data prevista para o lançamento, às 13h 26min 05s (horário de Brasília) do dia 22 de agosto de 2003, entre os quadros 26 e 27 gravados pelo Circuito Fechado de TV da Torre Móvel de Integração. [3]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências