Acordo de Prespa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Assinatura do acordo sobre a disputa macedônio-grega.

Acordo de Prespa ou Acordo de Prespes é um acordo internacional assinado pelos chefes da diplomacia da República da Macedônia Nikola Dimitrov e da Grécia Nikos Kotzias em 17 de junho de 2018 na cidade de Psarades, Grécia, localizada nas margens do Lago Prespa que é a fronteira natural entre os dois países. A assinatura teve a participação também do primeiro-ministro grego Aléxis Tsípras e do primeiro-ministro macedônio Zoran Zaev, além do negociador da Nações Unidas Matthew Nimetz e da chefe da diplomacia europeia Federica Mogherini.[1]

O primeiro-ministro da Grécia Alexis Tsipras depois de conversar com o seu homólogo da Macedônia, Zoran Zaev, em 12 de junho de 2018 anunciou que foi alcançado um acordo após quase três décadas de disputa sobre o nome da Macedônia e esclareceu que este acordo atenderia a todas as condições do lado grego. [2] Foi acordado que a República da Macedônia aceitaria uma mudança da designação para "República da Macedônia do Norte", enquanto a Grécia reconheceria a língua oficial do país vizinho como idioma macedônio "pertencendo à família das línguas eslavas do sul".[3]

O acordo representa uma solução para a disputa do nome da Macedônia e estabelece uma parceria estratégica entre a Macedônia e Grécia. Exige ainda a aprovação formal de ambos os congressos e um referendo na Macedônia.

Referências

  1. «Grécia e Macedônia encerram 27 anos de disputa». CartaCapital. 17 de junho de 2018 
  2. «República da Macedónia do Norte é a nova designação acordada com a Grécia». Diário de Notícias. 12 de junho de 2018 
  3. «Macedônia anuncia novo nome após protesto grego». Diário do Nordeste. 13 de junho de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.