Acreção (astrofísica)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Acreção é uma acumulação de matéria na superfície de um astro, proveniente do meio circundante. Pensa-se actualmente que este processo teve um papel importante na formação dos planetas a partir da atracção gravitacional entre as partículas: corpos de massa superior exercem uma força de atracção gravitacional sobre outros corpos superior à exercida por corpos de menor massa relativa. Existem, assim, duas hipóteses para a evolução do processo de acreção dos planetas:

  • Acreção homogénea, na qual os materiais que se congregam são similares, sendo que a acreção se dá de uma forma constante.
  • Acreção heterogénea, na qual o processo de acreção é iniciado por partículas mais densas como o ferro, que atrairiam partículas menos densas, como materiais silicatados.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Nova Enciclopédia Portuguesa, Ed. Publicações Ediclube, 1996.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Disco de acreção