Ada Adler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ada Adler
Nascimento 18 de fevereiro de 1878
Frederiksberg
Morte 28 de dezembro de 1946 (68 anos)
Copenhague
Cidadania Dinamarca
Alma mater Universidade de Copenhague
Ocupação bibliotecária, filóloga clássica, erudita clássica

Ada Sara Adler (Frederiksberg, 18 de Fevereiro de 1878; Copenhague, 28 de dezembro de 1946) foi uma filóloga e bibliotecária dinamarquesa.

Vida[editar | editar código-fonte]

A família de Ada Adler era de origem judaica[1]. Seus pais chamavam-se Bertel David Adler (1851–1926) e Elise Johanne Fraenckel (1852–1938)[2]. Sua tia Ellen Adler foi casada com o médico Christian Bohr, que descobriu o efeito de Bohr, e cujo filho foi Niels Bohr, prêmio Nobel de física em 1922[3].

O nome de Adler consta entre os mais importantes na filologia dinamarquesa, junto a Hans Henning Ræder (1869-1959), Johan Ludvig Heiberg (filólogo) (1854–1929), William Norvin e Anders Bjørn Drachmann (1860–1935). Ela foi uma das primeiras mulheres a escrever artigos para a famosa enciclopédia alemã Realencyclopädie der classischen Altertumswissenschaft (ou simplesmente Enciclopédia real "Pauly–Wissowa")[4].

Adler é conhecida mundialmente por sua edição do Suda, publicada em 5 volumes[5]. Tal livro é tido como modelo para as traduções modernas[6]. A numeração que Adler estabeleceu na sua edição do Suda, conhecida como numeração de Adler, é hoje a numeração padrão para citação da obra entre os acadêmicos nas Universidades[7].

Referências

  1. [1] "Biografia oficial no Dansk Kvindebiografisk Leksikon", por Adda Hilden. (em dinamarquês)
  2. [2] "Biografia oficial no Dansk Kvindebiografisk Leksikon", por Adda Hilden. (em dinamarquês)
  3. [3] "Biografia oficial de Niels Bohr", no site da Fundação Nobel. (em inglês)
  4. [4] Enciclopédia digitalizada no Wikimedia Commons (Paulys Realencyclopädie der classischen Altertumswissenschaft). (em alemão)
  5. Ada Adler (edit.), Suidae Lexicon (5 Volumes). Leipzig: B.G. Teubner, 1928-1938.
  6. [5] "Suda online", tradução que utilizou edição de Ada Adler. (em inglês)
  7. [6] "Suda online", tradução que utilizou edição de Ada Adler. (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]