Adelmo Cavalcante Machado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Adelmo Cavalcante Machado
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Maceió

Título

Arcebispo titular de Leontópolis na Panfília
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Maceió
Nomeação 19 de outubro de 1963
Predecessor Dom Ranulfo da Silva Farias
Sucessor Dom Miguel Fenelon Câmara Filho
Mandato 1963 - 1976
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 4 de dezembro de 1927
Maceió
por Dom Santino Maria da Silva Coutinho
Nomeação episcopal 3 de abril de 1948
Ordenação episcopal 15 de agosto de 1948
por Dom Ranulfo da Silva Farias
Lema episcopal APOSTOLUS CHRISTI
Apóstolo de Cristo
Nomeado arcebispo 24 de junho de 1955
Brasão arquiepiscopal
Template-Metropolitan Archbishop.svg
Dados pessoais
Nascimento Penedo
5 de março de 1905
Morte Maceió, Alagoas
28 de novembro de 1983 (78 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas -Bispo de Pesqueira (1948-1955)
-Arcebispo-coadjutor de Maceió (1955-1963)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Adelmo Cavalcante Machado (Penedo, 5 de março de 1905Maceió, 28 de novembro de 1983) foi Arcebispo de Maceió. Ele regeu a Arquidiocese de Maceió no período de 1963 a 1976. Porém, desde 29 de novembro de 1955, esteve como arcebispo coadjutor com direito à sucessão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Instalou a Rádio Educadora Palmares, criou o Museu de Arte Sacra Dom Ranulfo, fundou a Escola de Serviço Social Pe. Anchieta, a Casa de Nazaré, a Casa das Irmãs da Cruz, o Centro Social Rural da Arquidiocese e trouxe para Maceió as Religiosas da Instrução Cristã, que fundaram, em 1966, o Colégio Santa Madalena Sofia. Criou ainda os sindicatos rurais e promoveu as célebres semanas ruralistas. Foi também D. Adelmo que trouxe para a Arquidiocese as irmãs claretianas, sob a direção da madre Leônia Milito. E, em Marechal Deodoro, a Velha Capi (orfanato feminino), a 1ª diretora foi a Irmã Dalva, atualmente residindo em Londrina.

Foi o pioneiro no Brasil da implantação do Concílio Vaticano II, introduziu a língua vernácula na liturgia, ordenou em 1971 quatro homens casados para o diaconato permanente, promoveu os meios de comunicação social etc. Sentindo a saúde já um tanto debilitada, D. Adelmo solicitou à Santa Sé um auxiliar, a fim de melhor servir a toda a Arquidiocese. Foi nomeado, então um paraibano da Ordem dos Carmelitas Descalços, Dom Frei Eliseu Maria Gomes de Oliveira, o qual serviu como bispo auxiliar por 7 anos de 1967 a 1974.

Dom Eliseu orientou a vida dos pescadores e agricultores nas paróquias do litoral norte e trouxe a Congregação das Filhas do Sagrado Coração de Jesus para a pastoral daquela região. Levou a catequese renovada as paróquias da arquidiocese e animou as primeiras comunidades Eclesiais de Base. Socorreu as vítimas da grande enchente do rio Canhoto, o afluente mais importante do rio Mundaú, em 1969, construindo o conjunto Paulo VI (Hoje Rocha Cavalcante) para as famílias desabrigadas pela violenta catástrofe. Dom Eliseu deixou Maceió em 1974, para assumir a diocese de Caetité, na Bahia. É importante evidenciar que Dom Eliseu ordenou sacerdote da Igreja o atual Arcebispo de Maceió Dom Antônio Muniz Fernandes.

Alguns anos antes de morrer, D. Adelmo sofreu um espasmo cerebral, que reduziu grande parte de suas atividades. Falava com dificuldade. Desde então, tornou-se um intelectual que não podia ler e sofria as conseqüências terríveis do mal que o acometeu.

Em maio de 1974, recebeu da Santa Sé na pessoa de D. Miguel Fenelon Câmara arcebispo-coadjutor com direito à sucessão e administrador apostólico "sede plena". Entregou, então, todos os encargos da arquidiocese e, em novembro de 1976, resolveu renunciar às funções de Metropolita em favor do novo arcebispo, indo morar no Seminário.

Rodeado da família, do clero e de seus numerosos amigos, morreu na Santa Casa de Maceió, a 28 de novembro de 1983. Seu corpo foi visitado em câmara ardente na Igreja Catedral e sepultado na Igreja do Rosário, Santuário Eucarístico Arquidiocesano, atendendo ao seu pedido.

Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Ranulfo da Silva Farias
Archbishop CoA PioM.svg
Arcebispo de Maceió

1963 - 1976
Sucedido por
Miguel Fenelon Câmara Filho
Precedido por
Adalberto Accioli Sobral
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Pesqueira

1948 - 1955
Sucedido por
Severino Mariano de Aguiar