Adilson Barroso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Adilson Barroso
Vereador de Barrinha
Período 1º de janeiro de 2017
até atualidade
1º de janeiro de 1989
até 31 de dezembro de 1996
(2 mandatos consecutivos)
Deputado Estadual por São Paulo
Período 1º de fevereiro de 2003
até 31 de janeiro de 2007
Vice-Prefeito de Barrinha
Período 1º de janeiro de 1997
até 31 de dezembro de 2002
Dados pessoais
Nascimento 14 de junho de 1964 (54 anos)
Leme do Prado, Minas Gerais
Partido PTB (1987-1990)
PFL (1990-2001)
PRONA (2001-2004)
PSC (2004-2007)
PSL (2007-2012)
PEN/PATRIOTAS (2012-atualidade)
Profissão Ambientalista

Adilson Barroso Oliveira (Leme do Prado, 14 de junho de 1964) é um político brasileiro.[1]

Nas Eleições municipais no Brasil em 1988 foi eleito vereador de Barrinha, onde foi reeleito em 1992. Foi eleito vice-prefeito da cidade de Barrinha em 1996, na candidatura de Marcos Aparecido Marcari, com 5.327 votos (50,88% dos votos válidos).[2] Foi reeleito vice-prefeito com 6.966 votos (51% dos votos válidos)

Nas Eleições estaduais em São Paulo em 2002 foi eleito deputado estadual pelo PRONA, com 9.928 votos, graças ao desempenho de Havanir Nimtz, eleita a deputada estadual mais votada da história com 682.219 votos.[3] Em Barrinha Adilson obteve 2.830 votos (24,10% dos votos válidos), sendo o deputado estadual mais votado do pleito na cidade.

Em 2004 filiou-se ao PSC e foi eleito Presidente estadual do partido. Já nas Eleições estaduais em São Paulo em 2006 disputou a reeleição ao cargo de deputado estadual, onde obteve 23.091 votos, ficando como suplente.[4] Em Barrinha Adilson foi novamente o mais votado do pleito, com 3.162 votos (25,15% dos votos válidos).[5]

Nas Eleições estaduais em São Paulo em 2010 foi candidato novamente a deputado estadual, desta vez pelo PSL, onde recebeu 5.862 votos e não foi eleito.[6]

Em 2012, tornou-se fundador e presidente nacional do Partido Ecológico Nacional.[1][7] Nas Eleições estaduais em São Paulo em 2014 foi candidato a deputado federal pelo PEN, onde obteve 35.238 votos, não sendo eleito. Em Barrinha Adilson Barroso obteve 3.078 votos (22,19% dos votos válidos), sendo o candidato a deputado federal mais votado do pleito.[8]

Já nas Eleições municipais no Brasil em 2016 foi eleito vereador de Barrinha para o terceiro mandato, com 497 votos, sendo o segundo mais votado da cidade neste pleito.[9]

Desempenho em eleições[editar | editar código-fonte]

Ano Eleição Coligação Partido Candidata a Votos Votos em Barrinha Resultado
1988 Municipal de Barrinha PTB PTB Vereador 140 (10º) Eleito[10]
1992 Municipal de Barrinha PFL PFL Vereador 201 (4º) Eleito[10]
1996 Municipal de Barrinha PFL, PSD PFL Vice-Prefeito 5.327 (1º) Eleito[10]
2000 Municipal de Barrinha PPB, PDT, PTB, PSL, PL, PPS, PFL, PSB, PSD PFL Vice-Prefeito 6.966 (1º) Eleito[11]
2002 Estadual de São Paulo PRONA PRONA Deputado Estadual 9.928 (370º) 2.830 (1º) Eleito[11]
2006 Estadual de São Paulo PSC PSC Deputado Estadual 23.091 (198º) 3.162 (1º) Suplente[11]
2010 Estadual de São Paulo PSL PSL Deputado Estadual 5.862 (401º) 1.128 (3º) Não Eleito[11]
2014 Estadual de São Paulo PEN PEN Deputado Federal 35.238 (123º) 3.078 (1º) Não Eleito[11]
2016 Municipal de Barrinha PEN PEN Vereador 497 (2º) Eleito[11]

Referências

  1. a b Hoje em Dia (21 de Junho de 2012). «Mineiro monta Partido Ecológico Nacional com familiares». Consultado em 19 de Maio de 2013 
  2. Eleições 2000
  3. Eleições 2002
  4. Eleições 2006
  5. Eleições 2006 - Barrinha
  6. Adilson Barroso (2010)
  7. igor Paulin (19 de Julho de 2012). «Políticos ficha suja foram expulsos antes de entrar no PEN». Época. Consultado em 19 de Maio de 2013 
  8. Eleições 2014
  9. Eleições 2016 Apuração 1º turno FONTE: TSE
  10. a b c Seade (26 de abril de 1996). «Histórico». Consultado em 2 de junho de 2017 
  11. a b c d e f Seade (26 de abril de 1996). «Adilson Barroso Oliveira». Consultado em 2 de junho de 2017