Adolf Behne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Adolf Behne
Nascimento 13 de julho de 1885
Magdeburgo
Morte 22 de agosto de 1948, 23 de agosto de 1948
Berlim
Cidadania Alemanha
Ocupação arquiteto, professor catedrático
Empregador Berlin University of the Arts

Adolf Behne (Magdeburg, 13 de julho de 1885Berlim, 22 de agosto de 1948) foi um historiador de arte, critíco e teórico da arquitetura e activista artístico. Foi um dos líderes da Vanguarda na República de Weimar.

Behne estudou arquitetura por um breve período, tendo depois optado por História da arte em Berlim. Juntou-se à Deutscher Werkbund (Federação Alemã do Trabalho) e tornou-se uma figura proeminente do Arbeitsrat für Kunst ("Conselho dos trabalhadores para a arte"). Logo tornar-se-ia um dos pioneiros na divulação do expressionismo.[1] Foi próximo dos membros do colectivo artístico de Magdeburg The ball e defendia a criação de uma nova aproximação entre a arte e a arquitetura. Foi influenciado pela obra de Jakob von Uexküll.[2] Lecionou na Universidade de Berlim até 1933. Entre 1945 e 1948 foi professor na Staatlichen Hochschule für Bildende Kunst Berlin e pertenceu ao grupo de arquitetura Der Ring.

Como arquiteto, raramente viu os seus projectos avançarem para a fase de execução. Umas das suas poucas obras construídas é a recepção da estação central de Düsseldorf.

Referências

  1. Behne, Adolf 1913. Bruno Taut. Pan 3(23) (Mar. 7, 1913): 538-540..
  2. Behne, Adolf 1914/1915. Biologie und Kubismus. Der Sturm 5(11/12), 68–71.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) arquiteto(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.