Adramelech

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Maio de 2008). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Adramelech, [nota 1] também chamado Adrammelech, Adramelek ou Adar-malik é uma deidade mencionada no Bíblia hebraica. A Bíblia associa a adoração de Adramelech com Sepharvaim. De acordo com 2ª Reis 17:31, o culto foi levado pelos colonizadores sefarvitas a Samaria: "Os Sefarvitas queimaram seus filhos no fogo para Adrammelech e Anamelech, os deuses de Sefarvaim" - como Moloch. O elemento melech significa "Rei" em hebraico. Nos cultos a Adramelech, crianças eram sacrificadas.

Adramelech é um dos dez sephiroths negativos comandados por Samael, o Anjo do Envenenamento. Seu culto teve (provável) origem na Síria, mais tarde sendo introduzido na Samária.

Uma pessoa com o nome de Adramelech é descrita em escritos hebraicos como um filho e assassino de Senaquerib, rei da Assíria em 2ª Reis 19:37 e Isaías 37:38. Ele era conhecido na língua acádia como Arda-Mulissi,[1] e foi o filho rebelde de Senaqueribe.

Na demonologia, Adramelech é considerado o grande embaixador do inferno, superintendente do guarda-roupa do demônio e presidente do supremo concílio do inferno.[2] Ele frequentemente aparece sob a forma de uma mula ou um pavão.

Na religião suméria de Adramelech, ele era considerado o deus-sol sendo assim o centro da religião. Em sua descrição, ele é tido como homem e faz uma espécie de contaraste com Anammelech, deusa-lua.

Adremelech faz aparições em diversos RPGs, tais como Final Fantasy Tactics Advance e Castlevania: Circle of the Moon.

Referências

  1. Gösta Werner Ahlström (1993). The History of Ancient Palestine. [S.l.]: Fortress Press. p. 716. ISBN 978-0-8006-2770-6 
  2. de Plancy, J Collin (2015). Infernal Dictionary Deluxe Edition. [S.l.]: Abracax House. 764 páginas. ISBN 0997074515 

Notas

  1. Hebraico: אַדְרַמֶּלֶךְ, Moderno Adrammelekh Tiberiano 'Aḏramméleḵ; em grego: Αδραμελεχ; em latim: Adramelech