Adriano Correia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Adriano
Adriano
Adriano atuando pelo Beşiktaş em 2016
Informações pessoais
Nome completo Adriano Correia Claro
Data de nasc. 26 de outubro de 1984 (38 anos)
Local de nasc. Curitiba, Paraná, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,72 m
ambidestro
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição lateral-esquerdo
Clubes de juventude
1997–2002 Coritiba
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2002–2004
2005–2010
2010–2016
2016–2019
2019–2020
2020–2021
Coritiba
Sevilla
Barcelona
Beşiktaş
Athletico Paranaense
Eupen
00089 0000(3)
00223 000(19)
00189 000(17)
00110 0000(4)
00017 0000(1)
00026 0000(0)
Seleção nacional
2003
2003–2013
Brasil Sub-20
Brasil
00004 0000(0)
00019 0000(0)

Adriano Correia Claro (Curitiba, 26 de outubro de 1984) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como lateral-esquerdo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Coritiba[editar | editar código-fonte]

Sua primeira equipe profissional foi o Coritiba, que o lançou no time profissional antes de completar dezoito anos.

Sevilla[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2005 foi contratado pelo Sevilla, da Espanha. Lá se destacou ao lado do centroavante brasileiro Luís Fabiano. Em julho de 2007, Adriano obteve a cidadania espanhola.[1]

Barcelona[editar | editar código-fonte]

Depois de quase seis anos jogando pelo clube, foi contratado pelo Barcelona em 2010 por 9,5 milhões de euros, juntando-se aos seus compatriotas Daniel Alves e Maxwell.[2][3]

Teve grande atuação no dia 15 de dezembro de 2011, onde marcou dois gols na goleada por 4 a 0 sobre o Al-Sadd.[4]

Reserva na maior parte da passagem pela equipe, no total conquistou 16 títulos pelo clube catalão, incluindo duas Liga dos Campeões da UEFA e duas Copa do Mundo de Clubes da FIFA.

Beşiktaş[editar | editar código-fonte]

No dia 29 de julho de 2016, Adriano foi confirmado como novo reforço do Beşiktaş. O clube turco pagou 600 mil euros e o brasileiro assinou por três temporadas.[5]

Athletico Paranaense[editar | editar código-fonte]

Foi confirmado como reforço do Athletico Paranaense no dia 22 de julho de 2019, assinando contrato até o final do ano seguinte.[6] Teve seu contrato rescindido em agosto de 2020.[7] No total disputou 17 jogos com a camisa do Furacão, tendo marcado um gol.

Eupen[editar | editar código-fonte]

Cinco dias após divulgar sua rescisão de contrato com o Athletico Paranaense, Adriano foi anunciado pelo Eupen, time da primeira divisão da Bélgica.[8] Deixou a equipe no dia 26 de julho de 2021.[9]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Aos dezenove anos, foi campeão do Mundial Sub-20 de 2003 com a Seleção Brasileira.

Em 2004 foi convocado Copa América disputada no Peru, na qual foi reserva de Gustavo Nery.[10] Estreou pela Seleção Brasileira principal no dia 10 de outubro de 2006, em um amistoso contra o Equador.

Posteriormente foi convocado para a Copa América de 2011.[11] Novamente foi reserva na competição, dessa vez de André Santos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Coritiba
Sevilla
Barcelona
Beşiktaş
Athletico Paranaense
Seleção Brasileira

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Adriano, do Sevilla, obtém a cidadania espanhola». Trivela. 24 de julho de 2007. Consultado em 31 de julho de 2021 
  2. «Barcelona contrata brasileiro Adriano». GloboEsporte.com. 16 de julho de 2010. Consultado em 31 de julho de 2021 
  3. «Barcelona contrata o brasileiro Adriano, do Sevilla». Gazeta do Povo. 16 de julho de 2010. Consultado em 31 de julho de 2021 
  4. «Com time misto, Barcelona vence com dois de Adriano». Trivela. 15 de dezembro de 2011. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  5. Ivan Raupp (29 de julho de 2016). «Barcelona confirma venda do lateral Adriano ao Besiktas por R$ 2,1 milhões». GloboEsporte.com. Consultado em 31 de julho de 2021 
  6. Thiago Ribeiro e Monique Silva (22 de julho de 2019). «Athletico fecha contrato com lateral Adriano, ex-Barcelona». GloboEsporte.com. Consultado em 31 de julho de 2021 
  7. «Em comum acordo, Athletico-PR rescinde contrato do lateral-esquerdo Adriano». Terra. 7 de agosto de 2020. Consultado em 31 de julho de 2021 
  8. «Após deixar o Athletico Paranaense, Adriano assina com time belga». TNT Sports. 12 de agosto de 2020. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  9. «Livre no mercado, lateral Adriano estuda propostas para a próxima temporada». Terra. 26 de julho de 2021. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  10. «Parreira deixa estrelas de fora na convocação para a Copa América». UOL. 9 de junho de 2004. Consultado em 31 de julho de 2021 
  11. «Mano inclui Ganso e Pato na lista dos convocados para a Copa América». GloboEsporte.com. 8 de junho de 2011. Consultado em 31 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Adriano Correia