Adriano Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Adriano Lima
Prefeito de Serrinha
Período 1 de janeiro de 2017
até atualidade
Vice-prefeito Berg da Aragon
Antecessor Osni Cardoso
Vice-prefeito de Serrinha
Período 1 de janeiro de 2009
até 31 de dezembro de 2012
Prefeito Osni Cardoso
Dados pessoais
Nome completo Adriano Silva Lima
Nascimento 30 de dezembro de 1975 (44 anos)
Salvador, Bahia
Nacionalidade Brasileira
Alma mater Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Partido PTdoB (2008-2014)
Democratas (2014-2016)
PMDB (2016-2020)
PP (2020-presente)
Profissão médico

Adriano Silva Lima (Salvador, em 30 de dezembro de 1975) é um político e médico brasileiro [1]. Atualmente, ocupa o cargo de prefeito na cidade de Serrinha.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Salvador, na Bahia[3], filho do político, médico e ex-prefeito de Serrinha, Antônio Josevaldo Silva Lima, e de Arlete Silva Lima, médica[4]. Formou-se em medicina em 1999 pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública[5].

Adriano tem três filhos e é casado com a empresária Marcele Lima. Tem como hobby a criação de equínos, coisa comum na cidade onde há a maior vaquejada do Brasil. Em 2020, quatro, de seus seis bens declarados à Justiça Eleitoral, eram cavalos[6]

Em 2008, foi eleito, na chapa com Osni Cardoso, vice-prefeito de Serrinha[7]. Em 2012, após a quebra de laços com o então prefeito Osni Cardoso, Adriano encabeçou a coligação "Unidos Por Um Novo Tempo", do PTdoB, e concorreu à prefeitura tendo Paula Lômes, filha da ex-prefeita Tânia Lômes[8], como vice-prefeita. Em 2014, concorreu ao cargo de deputado estadual pelo estado da Bahia, onde não foi eleito e permaneceu como suplente[9]. Em 2016, Adriano concorreu contra Gerson das Fitas e o ex-prefeito do município, Claudionor Ferreira da Silva, mais conhecido como Ferrerinha, e foi eleito prefeito de Serrinha, tendo como Berg da Aragon como vice-prefeito. Em 2020, concorreu contra o ex-prefeito e deputado Osni Cardoso, a publicitária Vivianny Andrade e a empresária Helena Rodrigues, foi reeleito prefeito do município tendo como vice-prefeito, Moreno Ferreira, filho do ex-prefeito, Ferrerinha[10].

Governo[editar | editar código-fonte]

Adriano Lima tomou posse em Janeiro 2017[11], recebeu a prefeitura de Serrinha com diversos débitos e prestações de contas pendentes, visto que o prefeito anterior, Osni Cardoso, deixou a prefeitura com quatro, das suas oito contas municipais, recusadas[12]. Foi-se necessário o provimento de contas ao Tribunal de Contas da União, o esforço conjunto do município com o TCU na auditoria sobre o superfaturamento das quatro creches modelo e na compra de leite[13].

Devido essa demora de liberação dos fundos municipais, houveram dificuldade para início de obras pelo município. Entretanto, quando foi liberado, seu governo foi marcado pela melhoria da saúde, educação e da infraestrutura municipal. Na saúde, destacaram-se inauguração da primeira UTI da cidade[14], inauguração da SAMU, o aumento de duas para onze ambulâncias no município[15], a nova sede do CAPENE. Na educação, a reforma de cinquenta escolas e construção de escolas modelo. Na infraestrutura, a gestão foi marcada pela construção de praças em bairros mais periféricos, como a Praça Germira Maria, no Recreio, a Praça da Isabel, na Comunidade da Isabel, e a Praça Cosme João da Mota, na Barão da Cotegipe, expansão do esgotamento, do calçamento e do asfaltamento da cidade, sendo o a obra de asfaltagem mais importante na Avenida Cidade de Araci. Na infraestrutura, também destacou-se a expansão e restauração dos tanques comunitários da cidade, como o Tanque Comunitário do Cajueiro Grande.

A gestão de Adriano foi responsável pela abertura de um concurso no município, coisa que fazia-se necessário na cidade há anos[16].

A gestão de Adriano enfrentou a pandemia do COVID-19. Adriano, que é médico, se colocou contra ao governo Bolsonaro, devido o negacionismo da pandemia e tomou duras medidas que incluíram toque de recolher[17], barreira sanitária e fechamento do comércio[18].

Reeleição[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2020, foi reeleito para o mandato de prefeito de Serrinha para a gestão 2021-2024.

Referências

  1. «Dados pessoais de Adriano Lima no site do TSE». Tribunal Superior Eleitoral. 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  2. «Resultado das Eleições Municipais de 2020». Tribunal Superior Eleitoral. 15 de novembro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  3. «Identidade de Adriano Lima» (PDF). Tribunal Superior Eleitoral. 25 de setembro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  4. «Perfil da médica ginecologista Arlete Silva Lima». Doctoralia. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  5. «Comprovante de Escolaridade de Adriano Lima» (PDF). Tribunal Superior Eleitoral. 25 de setembro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  6. «Declaração de Bens de Adriano Lima». Tribunal Superior Eleitoral. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  7. «Registro da Candidatura de Adriano Lima para vice-prefeito de Serrinha-BA». Tribunal Superior Eleitoral. 2008. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  8. «Tânia Lômes - Assembleia Legislativa da Bahia». Assembleia Legislativa da Bahia. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  9. «Eleições 2014, Adriano candidato a deputado estadula.». Tribunal Superior Eleitoral. 2008. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  10. «Candidatos à prefeitura de Serrinha - BA». Tribunal Superior Eleitoral. 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  11. «Adriano Lima toma posse em Serrinha Bahia». Portal Aílton Pimentel. 1 de janeiro de 2017. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  12. «Tribunal de Contas da Bahia - Serrinha». Tribunal de Contas da Bahia. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  13. «Auditoria do TCU sobre as Creches Modelo de Serrinha» (PDF). Tribunal de Contas da União. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  14. «Inauguração da UTI de Serrinha». Diário Oficial da União. 8 de junho de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  15. Franco, Tasso (21 de junho de 2020). «Implantação do SAMU em Serrinha». Bahia Já. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  16. «Serrinha abre concurso». G1. 27 de fevereiro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  17. «Toque de Recolher em Serrinha». G1. 3 de junho de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  18. «Serrinha fecha parte do comércio». G1. 20 de maio de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020