Adriano Reys

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Adriano Reys
Nome completo Adriano António de Almeida
Outros nomes Adriano de Almeida
Nascimento 20 de julho de 1934
Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Morte 20 de novembro de 2011 (77 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Ator
IMDb: (inglês)

Adriano António de Almeida[1], mais conhecido como Adriano Reis ou Adriano Reys (Rio de Janeiro, 20 de julho de 1934 — Rio de Janeiro, 20 de novembro de 2011[2]), foi um ator luso-brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Apesar da dedicação aos esportes nos tempos de colégio (que lhe valeu várias medalhas)[1], suas tendências artísticas foram mais fortes. Com apenas 19 anos, estreou no cinema, no filme Os Três Recrutas (1953). Na mesma época, pisou os palcos pela primeira vez, na peça Cupim, contracenando com Oscarito, Margot Louro e Miriam Teresa.

De sua carreira cinematográfica, destacam-se Tiradentes, o Mártir da Independência (1977) (de Geraldo Vietri) e Menino do Rio (1982), de Antônio Calmon. Foi dirigido também por Domingos de Oliveira, em Todas as Mulheres do Mundo (1966), e Carlos Manga, em A Dupla do Barulho (1953), entre outros.

Seu primeiro trabalho em televisão foi em 1970, na telenovela E Nós Aonde Vamos?. No mesmo ano, fez também Pigmalião 70 (1970). Depois, vieram Bel-Ami (1972), A Viagem (1975) e Éramos Seis (1977), todas na TV Tupi de São Paulo. Transferido para a TV Globo, atuou em Ciranda de Pedra (1981), Sétimo Sentido (1982), Final Feliz (1982), Ti Ti Ti (1985), Vale Tudo (1988), Barriga de Aluguel (1990) e Mulheres de Areia (1993), entre outras.

Em uma breve passagem pela TV Bandeirantes, contracenou com Betty Faria em A Idade da Loba (1995).

Afastou-se por oito anos da TV, para retornar em Kubanacan (2003) e A Lua me Disse (2005). No ano seguinte, voltou à Bandeirantes, atuando em Paixões Proibidas.

Em agosto de 2009, foi ao ar seu último trabalho na televisão: Promessas de Amor, na TV Record. Antes, na mesma emissora, já havia participado da terceira fase de Mutantes — Caminhos do Coração.[2]

Morreu em novembro de 2011 no Hospital Copa D'Or, no Rio de Janeiro, onde estava internado havia 10 dias para tratamento de câncer no fígado e no peritônio.[2]

Atuação[editar | editar código-fonte]

Na Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Emissora
2009 Mutantes: Promessas de Amor Antônio Cordeiro (Tonho) RecordTV
2006 Paixões Proibidas Bernardo Araújo (Padre Bernardo) Rede Bandeirantes
2005 A Lua Me Disse Carlos Henrique Valle (Bandeira Dois) Rede Globo
2003 Kubanacan Pitágoras Calderón
2000 Laços de Família
-
1999 Tiro e Queda Rogério Teixeira (Dr. Rogério) RecordTV
1998 Do Fundo do Coração Raul Castanheira
1997 Canoa do Bagre
-
1995 A Idade da Loba Pedro Antônio Montenegro (Montenegro) Rede Bandeirantes
1994 Quatro por Quatro Ângelo Meirelles (Dr. Meirelles) Rede Globo
1993 Mulheres de Areia Oswaldo Sampaio (Sampaio)
1990 Barriga de Aluguel Álvaro Barone (Dr. Álvaro)[3]
1989 Cortina de Vidro William Noronha SBT
1988 Vale Tudo Renato Filipelli Rede Globo
1986 Selva de Pedra Mauro Pillares (Promotor Mauro)
1985 Ti Ti Ti Adriano Mendes de Moraes
1984 Santa Marta Fabril S.A
-
Rede Manchete
Amor com Amor se Paga Vinícius Andrade Rede Globo
1983 Parabéns pra Você Tiago Barbosa
1982 Final Feliz Leandro Machado
Sétimo Sentido Jean Pierre Renard (Dr. Renard)
1981 Ciranda de Pedra Natércio Nataniel do Prado (Dr. Natércio)
1979 Como Salvar Meu Casamento Pedro Alcântara Rede Tupi
1978 O Direito de Nascer Jorge Luís Belmonte (Dom Jorge Luís)
1977 Éramos Seis Felício Dunne Loés
1976 O Julgamento Ivan Paixão
Papai Coração Estêvão Gomes
1975 A Viagem Raul Veloso
Ovelha Negra Vitor Campello
1974 Ídolo de Pano Wilson Ramalho
Os Inocentes Mário Bomfim
1973 Rosa dos Ventos Antônio Carlos Assis (Professor Antônio)
1972 Bel-Ami Eduardo Colchibachy (Bel-Ami)
1971 O Preço de um Homem Mário Freitas
1970 Pigmalião 70 Juan Carlos Munhoz Rede Globo
E Nós, Aonde Vamos?
-
Rede Tupi
1961 Adeus às Armas
-
-

No Cinema[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
  • 1955 - Angu de Caroço
  • 1955 - Leonora dos Sete Mares
  • 1954 - Malandros em Quarta Dimensão
  • 1953 - A Dupla do Barulho (como Adriano de Almeida)
  • 1953 - Três Recrutas
  • 1953 - É pra Casar?

Referências

  1. a b SILVA NETO, Antônio Leão da (2010). Astros e Estrelas do Cinema Brasileiro. [S.l.]: São Paulo: Imprensa Oficial. 526 páginas. ISBN 978-85-7060-903-8 
  2. a b c «Ator Adriano Reys morre no Rio aos 78 anos». O Estado de S. Paulo. 20 de novembro de 2011. Consultado em 20 de novembro de 2011 
  3. Redação Canal Viva (outubro 2011). «Atuação de Adriano Reys será lembrada em 'Barriga de Aluguel' a partir de 1 de dezembro». Globo.com. Consultado em 4 de dezembro de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]