Aeroporto de Goiânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Aeroporto Santa Genoveva)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Goiânia
Aeroporto
Aeroporto Santa Genoveva
Carta do Aeródromo
(Junho de 2017)
IATA: GYN - ICAO: SBGO
Características
Tipo Pública
Administração Infraero
Serve Região Metropolitana de Goiânia
Localização Goiânia, GO Brasil Brasil
Inauguração 5 de setembro de 1955 (63 anos)
Coordenadas 16° 37' 47" S 49° 13' 36" O
Altitude 747 m (2 451 ft)
Movimento de 2017
Passageiros 3.088.274 passageiros
Carga 12.000 Toneladas
Aéreo 58.879 decolagens
Capacidade anual 6,500,000
Website oficial Página oficial
Mapa
SBGO está localizado em: Brasil
SBGO
Localização do aeroporto no Brasil
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
14 / 32 2 500  m (8 202 ft) Asfalto
Notas
Dados da Infraero[1] e do DECEA[2]

O Aeroporto Internacional de Goiânia - Santa Genoveva (IATA: GYNICAO: SBGO) é um aeroporto brasileiro no município de Goiânia, em Goiás. É o principal aeroporto do estado de Goiás. Situa-se na região norte de Goiânia,[3], a 8 km de distância do centro.[4]

Foi inaugurado em 5 de setembro de 1955, em substituição ao modesto aeroporto que até então servira Goiânia, localizado no bairro Aeroporto.[3] Contudo, as operações aéreas só tiveram início a partir de 17 de junho de 1956.[3] Desde 7 de janeiro de 1974, é gerido pela Infraero, que recuperou a pista de pouso e ampliou o terminal de passageiros em 1981, 1994 e 2000.[3] Em 09 de maio de 2016, foi inaugurado o novo terminal de passageiros e demais obras de infraestrutura.[5]

Ocupa uma área de 3.967.365,04 m², possuindo uma pista de pousos e decolagens de 2.500 m de extensão e 45 m de largura - a qual comporta aeronaves de médio porte como as de classe como ATR 72, Boeing 737-700, Boeing 737-800, Embraer 190, Embraer 195, Airbus A318, Airbus A319, Airbus A320, Airbus A320neo e A321

[3] Seu terminal de passageiros tem capacidade para 6 milhões passageiros por ano. Em 2017, passaram pelo terminal cerca de 3.088.274 passageiros,[6] sendo um dos mais movimentados do Centro Oeste.

Em 2010, o Governo de Goiás, a fim de alavancar o turismo e a aviação no estado, reduziu em 80% a alíquota do ICMS sobre a querosene e seus derivados (passando de 15% para 3%).[7] Após a redução do imposto, houve o interesse das companhias aéreas em transformar o Aeroporto Santa Genoveva em hub para seus voos.[8] No entanto, a Infraero não liberou devido a condição do terminal de passageiros à época.

Companhias Aéreas[editar | editar código-fonte]

Azul Linhas Aéreas Brasileiras - Campinas - Cuiabá - Palmas - Salvador - Belo Horizonte CNF - Belém - São Paulo GRU - Recife - Ribeirão Preto - Porto Seguro - Rio de Janeiro SDU - Barra do Garças - SAZONAL = Natal - Fortaleza - Porto Alegre - Maceió

LATAM Airlines Brasil - Brasília - São Paulo CGH - São Paulo GRU - Rio de Janeiro GIG

Gol Linhas Aéreas Inteligentes - Brasília - Rio de Janeiro GIG - São Paulo GRU - São Paulo CGH - SAZONAL = Fortaleza - Natal - Maceió

Passaredo Linhas Aéreas - Palmas - Uberlândia - Ribeirão Preto

As obras para ampliação[editar | editar código-fonte]

A sobrecarga de passageiros na década de 2000 levou a Infraero a iniciar a construção de um novo terminal de embarque e desembarque. O projeto original foi elaborado em 2005, com recursos orçados em R$ 257,8 milhões, sendo posteriormente elevados para R$ 287,7 milhões.[9] No entanto, as obras foram embargadas pelo Tribunal de Contas da União em abril de 2007 após indícios de superfaturamento.[10] Uma nova licitação foi feita e a empreiteira paranaense PJJ Malucelli Arquitetura Ldta. foi a escolhida.[9] O novo projeto de reforma do aeroporto irá custar R$ 3,1 milhões.[9] No entanto, para que as obras possam continuar, a Infraero precisa resolver a pendência judicial que mantém com o consórcio formado pelas empreiteiras Via Engenharia e Odebrecht, que realizaram as obras anteriores.[9] A empresa estatal discordou com o valor cobrado pelas empreiteiras pelas obras que elas realizaram.[9]. As obras foram reiniciadas no final de 2013 e ainda estão em execução, sendo que o terminal de passageiros está 70% concluído (data base de dezembro de 2014), iniciando em 2015 a construção das áreas externas.

Em 2010, a Infraero apresentou um projeto que previa a instalação de obras emergenciais no atual terminal do aeroporto, como a conclusão de um Módulo Operacional Provisório (MOP) – anexo de 1,2 mil m² que serviria como área de embarque – além de novas vagas de estacionamento.[11] A intenção da empresa estatal é que a capacidade do terminal passasse de 600 mil para 1,2 milhão de passageiros anuais.[12] A entrega das obras estava inicialmente prevista para novembro de 2009, mas só ocorreu em setembro de 2011.[13] A próxima etapa de obras no aeroporto foi a ampliação do estacionamento, para um total de 690 vagas.[carece de fontes?]

Em 2016 foi inaugurado o novo terminal com 34.100m², capacidade de 6.500.000[5][necessário esclarecer] passageiros por ano. Foi o décimo quinto aeroporto em movimento em 2014 com 3.363.388 milhões de passageiros.[carece de fontes?]

Companhias aéreas[editar | editar código-fonte]

Operando atualmente
Empresa (nome) Situação
Azul Linhas Aéreas Operando
LATAM Brasil Operando
Passaredo Linhas Aéreas Operando
Gol Linhas Aéreas Operando
Já operaram
Empresa (nome) Situação
SETE Linhas Aéreas Opera atualmente somente como táxi aéreo.
TRIP Linhas Aéreas Foi incorporada pela Azul Linhas Aéreas.
Pantanal Linhas Aéreas Foi incorporada pela LATAM Brasil.
Total Linhas Aéreas Opera atualmente somente como cargas e fretamento de voos.
Webjet Linhas Aéreas Foi incorporada pela Gol Linhas Aéreas.
BRA Linhas Aéreas Faliu.
Transbrasil Faliu.
VASP Faliu.
VARIG Foi incorporada pela Gol Linhas Aéreas.
Avianca Brasil Faliu.

Destino de voos[editar | editar código-fonte]

Voos partindo de Goiânia
Município Aeroporto Cód IATA Região Rota de voo Empresa (nome)
Tocantins Palmas Aeroporto de Palmas PMW Norte Direto Passaredo Linhas Aéreas, Azul Linhas Aéreas
Tocantins Araguaína Aeroporto de Araguaína AUX Norte Faz escala em Palmas Passaredo Linhas Aéreas
Pernambuco Recife Aeroporto Internacional de Recife REC Nordeste Direto/Escala Azul Linhas Aéreas
Bahia Salvador Aeroporto Internacional de Salvador SSA Nordeste Direto Azul Linhas Aéreas
Bahia Porto Seguro Aeroporto de Porto Seguro BPS Nordeste Direto Azul Linhas Aéreas
Distrito Federal (Brasil) Brasília Aeroporto Internacional de Brasília BSB Centro-Oeste Direto Gol Linhas Aéreas , LATAM Brasil
Mato Grosso Barra do Garças Aeroporto de Barra do Garças BPG Centro-Oeste Direto Azul Linhas Aéreas
Mato Grosso Cuiabá Aeroporto de Cuiabá CGB Centro-Oeste Direto/Escala Azul Linhas Aéreas
Minas Gerais Uberlândia Aeroporto de Uberlândia UDI Sudeste Direto/Escala Passaredo Linhas Aéreas, LATAM Brasil
Minas Gerais Belo Horizonte Aeroporto Internacional de Confins CNF Sudeste Direto Azul Linhas Aéreas
São Paulo São Paulo Aeroporto de Congonhas, Aeroporto Internacional de Guarulhos CGH/GRU Sudeste Direto/ Escala Gol Linhas Aéreas, LATAM Brasil, Passaredo Linhas Aéreas, Azul Linhas Aéreas Brasileiras
São Paulo Campinas Aeroporto Internacional de Campinas VCP Sudeste Direto Azul Linhas Aéreas
São Paulo Ribeirão Preto Aeroporto de Ribeirão Preto RAO Sudeste Direto Passaredo Linhas Aéreas , Azul Linhas Aéreas Brasileiras
Rio de Janeiro Rio de Janeiro Aeroporto Santos Dumont, Aeroporto Internacional do Galeão SDU/GIG Sudeste Direto/Escala Gol Linhas Aéreas, LATAM Brasil, Azul Linhas Aéreas,

{| class="wikitable"

|+Destinos previstos com saída de Goiânia para iniciar em breve !Município !Aeroporto !Cód IATA !Região !Empresa de interesse (nome) !Situação !Suposta rota de voo |- |Tocantins Gurupi |Aeroporto de Gurupi |GRP |Norte |Passaredo Linhas Aéreas |Em análise |Goiânia, Gurupi, Araguaína |- |Rio Grande do Norte Natal |Aeroporto de Natal |NAT |Nordeste |Azul Linhas Aéreas |Em análise |Goiânia, Natal |}

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Histórico - Movimento Operacional[14]
Ano Passageiros
2005 1.236.466
2006 1.376.383
2007 1.546.476
2008 1.554.000
2009 1.772.424
2010 2.348.648
2011 2.802.002
2012 3.076.858
2013 3.000.592
2014 3.363.388
2015 3.312.290
2016 3.016.798
Maiores rotas domésticas saindo de Goiânia (2009)[15]
Rank Cidade Passageiros Companhias
1 São Paulo São Paulo, SP (CGH) 289.482 GOL, LATAM
2 Distrito Federal (Brasil) Brasília, DF 274.668 GOL, LATAM
3 São Paulo São Paulo, SP (GRU) 175.589 GOL, Azul, LATAM, Passaredo
4 São Paulo Campinas, SP 76.056 Azul
5 Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ (GIG) 56.591 GOL, LATAM
6 Mato Grosso Cuiabá, MT 54.195 GOL, Passaredo, Azul
7 Minas Gerais Belo Horizonte, MG (CNF) 34.610 GOL, AZUL
8 Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ (SDU) 20.179 Azul
9 Mato Grosso do Sul Campo Grande, MS 19.110 LATAM
10 Tocantins Palmas, TO 13.012 Azul , Passaredo e GOL
11 São Paulo Ribeirão Preto, SP 12.910 Passaredo , Azul
12 Pernambuco Recife, PE 11.460 Azul

Acidentes e incidentes[editar | editar código-fonte]

  • 22 de fevereiro de 1975: Um Boeing 737-2A1 da VASP, saindo de Goiânia com destino a Brasília, foi sequestrado por um passageiro, que exigia o pagamento de um resgate. Ele acabou sendo detido pela tripulação e demais passageiros.[16]
  • 29 de setembro de 1988: Um Boeing 737-300 da VASP, fazendo a rota ConfinsRio de Janeiro, foi sequestrado por um passageiro que queria fazer um atentado contra o Palácio do Planalto. O piloto conseguiu convencer o sequestrador a aterrissar em Goiânia. O sequestrador matou uma vítima.[17][18]
  • 27 de maio de 2014: Um Boeing 757 da American Airlines, que fazia o voo 213, saindo de Miami com destino a Brasília, teve de pousar em Goiânia devido a um forte Nevoeiro que impediu o pouso em Brasília. Como o aeroporto não possui uma estrutura alfandegária para atender aos passageiros, a aeronave permaneceu no pátio até que um técnico de manutenção autorizasse que o avião voltasse a sua operação normal.[19]
  • 20 de novembro de 2017: Um Airbus A320 da LATAM Airlines Brasil, que cumpria o voo 3461 entre o Aeroporto de Goiânia e o Aeroporto de São Paulo-Congonhas e transportava 164 passageiros colidiu com pássaros durante a decolagem. A aeronave freiou bruscamente e retornou para o pátio. O vôo foi cancelado. Apesar do susto, nenhum dos 164 passageiros se feriu.

Projetos Futuros[editar | editar código-fonte]

Segundo o ministro da aviação, a capacidade do novo terminal será suficiente apenas até 2025, portanto uma futura expansão já esta sendo planejada para aumentar a capacidade do atual aeroporto que é de aproximadamente 6,2 milhões de passageiros ao ano. [20] Apesar de o nome, o aeroporto Internacional Santa Genoveva não mantém voos direto para outros países. Planos estão sendo feitos para que o aeroporto receba voos internacionais, já que possui infraestrutura necessária para recebe-los.[21]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Anuário Estatístico Operacional 2017» (PDF). Infraero . 2019. Consultado em 2 de fevereiro de 2019 
  2. «Carta de Aeródromo SBGO» (PDF). DECEA. 2019. Consultado em 2 de fevereiro de 2019 
  3. a b c d e Aeroporto Santa Genoveva - Histórico[ligação inativa]. Infraero. Página visitada em 19 de setembro de 2011.
  4. Aeroporto Santa Genoveva - Contatos Arquivado em 7 de outubro de 2014, no Wayback Machine.. Infraero. Página visitada em 19 de setembro de 2011.
  5. Novo terminal de aeroporto de Goiânia é inaugurado (https://www.aeroflap.com.br/novo-terminal-do-aeroporto-de-goiania-foi-inaugurado-hoje/).
  6. http://www4.infraero.gov.br/media/674694/anuario_2017.pdf
  7. «Goiás reduz alíquota do ICMS sobre querosene da aviação». Consultado em 29 de dezembro de 2010 
  8. «Goiás Turismo - Agência Estadual de Turismo - Goiânia vai se tornar base operacional da Aviação Azul - Goiás Turismo Informa - Notícias». Consultado em 29 de dezembro de 2010 
  9. a b c d e «Cópia arquivada». Consultado em 19 de setembro de 2011. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  10. [1][ligação inativa]
  11. [2][ligação inativa]
  12. [3] Arquivado em 2 de abril de 2015, no Wayback Machine. Aeroporto de Goiânia
  13. [4]
  14. Aeroporto Santa Genoveva - Movimento Operacional[ligação inativa]. Infraero. Página visitada em 19 de setembro de 2011.
  15. «Anuário do Transporte Aéreo 2009». Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  16. «Incident description PP-SMU». Aviation Safety Network. Consultado em 30 de maio de 2011 
  17. «Incident description PP-SNT». Aviation Safety Network. Consultado em 16 de maio de 2011 
  18. «Sangue no vôo 375». Abril: Veja. 5 de outubro de 1988. Consultado em 16 de maio de 2011 
  19. link, Gerar; Facebook; Twitter; Pinterest; E-mail; aplicativos, Outros. «American Airliners 213: o voo que terminou em Goiânia». Consultado em 18 de março de 2019 
  20. «Ministro da Aviação afirma que novo aeroporto de Goiânia atenderá demanda até 2025». Jornal Opção. 6 de abril de 2015. Consultado em 8 de abril de 2019 
  21. link, Gerar; Facebook; Twitter; Pinterest; E-mail; aplicativos, Outros. «Goiânia tem demanda para voos internacionais?!». Consultado em 8 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto de Goiânia