Aeroporto de Caxias do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caxias do Sul
Campo dos Bugres
Aeroporto
Aeroporto Regional Hugo Cantergiani
IATA: CXJ - ICAO: SBCX
Características
Tipo Público
Administração DAP-RS
Serve Região da Serra Gaúcha
Localização Brasil Caxias do Sul, RS
Inauguração 18 de fevereiro de 1988 (30 anos)
Coordenadas 29° 11' 44" S 51° 11' 23" O
Altitude 754 m (2 474 ft)
Movimento de 2017
Passageiros 220 377 Embarques
Carga 82 693 Kg
Aéreo 820 Decolagens
Capacidade anual 600 000
Principais companhias Azul Linhas Aéreas

Gol Linhas Aéreas

Mapa
SBCX está localizado em: Brasil
SBCX
Localização do aeroporto no Brasil
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
15 / 33 1 670  m (5 479 ft) Asfalto
Notas
Dados do DECEA[1] e da ANAC[2] Atualmente com um recuo de 350 metros na cabeceira 15, totalizando 2020 metros de pista utilizáveis apenas para decolagem.

O Aeroporto Regional de Caxias do Sul - Hugo Cantergiani (CXJ/SBCX) é um aeroporto localizado em Caxias do Sul, no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. É o segundo aeroporto mais movimentado do estado do Rio Grande do Sul, sendo a melhor opção para turistas que visitam a região turística da Serra Gaúcha, notadamente as estâncias turísticas da Região das Hortênsias (municípios de Gramado, Canela, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula), da região do Vale dos Vinhedos (municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul), da Rota Turística Caminhos da Colônia (municípios de Caxias do Sul e Flores da Cunha), além do Parque Nacional de Aparados da Serra devido sua curta distância de ambos.

A Prefeitura de Caxias do Sul participa da gestão do Aeroporto, por meio de um Acordo de Gestão, integrando Comissão Paritária para a administração aeroportuária responsabilizando-se pela guarda e vigilância do sítio aeroportuário e pela gestão dos recursos humanos em serviço no Aeroporto.

É classificado no Plano Aeroviário do Estado do Rio Grande do Sul (PARGS), como Aeroporto Nacional, servindo mais de 34 municípios da região da Serra do Estado. Atualmente, liga, diariamente, Caxias do Sul a São Paulo através da Gol Linhas Aéreas operando aeronave Boeing 737-700, Azul Linhas Aéreas operando aeronaves Embraer 190/195 para Campinas.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1987, o Estado iniciou obras de instalação de instrumentos e ampliação da pista de pouso/decolagem de 1500 m para 2000 m, bem como do terminal de passageiros.

Essas obras tinham o objetivo de implantar linhas aéreas regulares ligando, diretamente, Caxias do Sul com São Paulo.

O primeiro voo da linha aérea Caxias/São Paulo aconteceu em 18 de fevereiro de 1988 – primeira ligação aérea direta do interior do Rio Grande do Sul com uma capital de outro Estado brasileiro; a aeronave utilizada pela Rio Sul Serviços Aéreos Regionais foi a EMBRAER EMB–120 Brasília, pressurizada, com capacidade para 30 passageiros e velocidade de cruzeiro de 560 km/h, numa altitude de operação de 9.000m.

Desde então a demanda de passageiros e carga não parou de crescer.O aeroporto faz parte do sistema de aeroportos objeto de concessão federal ao estado do Rio Grande do Sul, administrado através do Departamento Aeroportuário da Secretaria dos Transportes.

Passou por reforma de 2010 a 2012 e em 2017.

Segurança[editar | editar código-fonte]

O Sistema de proteção ao voo é dotado de sofisticados equipamentos que permitem operações visuais e por instrumentos, diurnas e noturnas, em condições meteorológicas adversas.

  • Estação de Telecomunicações Aeronáutica- EPTA
  • Estação Meteorológica
  • Balizamento Noturno
  • Sistema de aproximação VASIS
  • Farol de Aeródromo
  • Indicador de ventos iluminado (biruta)
  • VOR – Doppler
  • Rádio-farol NDB

Pátio[editar | editar código-fonte]

  • Capacidade para 5 Boeings 737-700 ou 5 Embraer 195/190.
  • 2 Posições para Portão de Embarque e 3 remotas.

Caixas eletrônicos[editar | editar código-fonte]

  • Banco 24h

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Publicação Auxiliar de Rotas Aéreas (ROTAER)» (PDF). Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). 2016. Consultado em 1 de outubro de 2016.. Cópia arquivada (PDF) em 1 de outubro de 2016 
  2. «Dados Estatísticos» (XLSB). Agência Nacional de Aviação Civil. 2015. Consultado em 2 de outubro de 2016.. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um aeroporto, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.