Aeroporto de Patos de Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aeroporto Regional de Patos de Minas
Aeródromo
Aeroporto de Patos de Minas-Pedro Pereira dos Santos
IATA: POJ - ICAO: SNPD
Características
Tipo Público
Administração Prefeitura Municipal de Patos de Minas
Serve Microrregião de Patos de Minas
Localização Patos de Minas, MG Brasil Brasil
Inauguração Maio de 1994
Coordenadas 18° 40' 17.5" S 46° 29' 33.2" O
Altitude 851 m (2 792 ft)
Mapa
SNPD está localizado em: Brasil
SNPD
Localização do aeroporto no Brasil
Pistas
Cabeceira(s)
Comprimento
Superfície
09 / 27
1 700  m (5 577 ft)

O Aeroporto de Patos de Minas - Pedro Pereira dos Santos é um aeroporto no município de Patos de Minas, em Minas Gerais. No terminal onde atuava a Azul Linhas Aéreas Brasileiras, hoje existem apenas voos particulares.[1]

Construído no início da década de 90, o Aeroporto Regional de Patos de Minas conta com uma pista de 1.700 metros de extensão, permitindo pousos e decolagens de forma visual, já que não conta com instrumentos de controle das operações (ILS). Está a uma altitude de 2793 pés, e com 30 m de largura. A pista tem como sinalização s e como conjugação, IATA: POJ / ICAO: SNPD.[2]

Companhias aéreas , destinos e movimento[editar | editar código-fonte]

Hoje não existe nenhuma companhia aérea operando no aeroporto de Patos de Minas, já que o programa Voe Minas foi extinto por decisão do Governo de Minas Gerais[1]. Até 28 de fevereiro de 2016 a Azul operava em Patos de Minas com vôos para Belo Horizonte[3], com a aeronave ATR-72.

Volta da Azul Linhas Aéreas[editar | editar código-fonte]

No dia 20 de novembro de 2020 técnicos da Azul estiveram no aeroporto, com esta visita o aeroporto poderá ter voos regulares pela subsidiaria da Azul Linhas Aéreas, a Azul Conecta.[4][5][6]

Reformas no aeroporto[editar | editar código-fonte]

Reformas no saguão e área de embarque[editar | editar código-fonte]

No início do de 2018 o aeroporto começou a ser reformado com o objetivo de construir a área de embarque de passageiros que era junto com a de desembarque, de arrumar os pisos e paredes que foram pintadas e construir uma sala com detector de metais e Raio-X.

Em 2019 as reformas no aeroporto foram concluídas e entregues no dia de 22 de abril de 2019[7] para a população patense.[8]

O prefeito José Eustáquio, em entrevista para a NTV,disse. "O objetivo das reformas e ampliações no Aeroporto de Patos de Minas - Pedro Pereira dos Santos é trazer companhias aéreas regulares para a cidade de Patos de Minas, e com isso poder ter voos comerciais de passageiros para Belo Horizonte, Campinas (a Azul Linhas Aéreas já operou para essas duas cidades) e Brasília". Disse o prefeito.[9]

Estação meteorológica[editar | editar código-fonte]

No final de 2019 o aeroporto ganhou uma estação meteorológica que foi doada para o Município. O G1 perguntou sobre o valor e a Prefeitura informou, por email, que o custeio é bancado pelo Governo Federal e gira em torno de R$ 2 milhões, não gerando despesas para o município.

“O serviço de meteorologia aeronáutica vai proporcionar principalmente mais segurança para os pousos e decolagens. O prazo é de até 20 dias para finalizar a montagem, quando então a Secretaria de Aviação Civil irá homologar o funcionamento da estação".

Além disso, com o equipamento, o aeroporto passa a oferecer mais uma ferramenta para tentar atrair empresas interessadas em manter voos regulares em Patos de Minas.[10]

Novo gerador de energia[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Regional de Patos de Minas ganhou um Grupo Gerador de Energia Elétrica. O equipamento já foi instalado e vai evitar as quedas no sistema elétrico que dificultam a atividade aérea no local. Existe a promessa de outros investimentos para tornar o aeroporto viável para operação de empresas aéreas comerciais.

O Aeroporto de Patos de Minas vem recebendo investimentos nos últimos anos. A última reforma feita no local ampliou a área de embarque e desembarque e foi custeada por empresários da cidade. Equipamentos também foram adquiridos como aparelho de Raio X e estação meteorológica, além do pagamento de multas junto a ANAC.

Com a aquisição do gerador, a Prefeitura dá mais um passo para regularizar o Aeroporto. A ANAC havia exigido também a mudança do para-raio e caixa d’água que estão violando o espaço aéreo, o aumento da cerca do aeroporto, instalação de concertina em parte do cercamento, instalação de circuito interno de TV e de películas nos vidros do canal de inspeção do aeroporto.

O Grupo Gerador de Energia, silenciado, carenado de 150 Kva trifásico, vai permitir a realização de pousos e decolagens no aeroporto de Patos de Minas mesmo quando ocorrer quedas de energia. O equipamento é considerado de extrema importância, principalmente para atender casos de emergência. O Patos Hoje apurou que a Prefeitura investiu R$ 80 mil na aquisição do equipamento. [11]

O Governo de Minas também anunciou recentemente que fará investimentos em aeroportos do interior do Estado, incluindo Divinópolis, Governador Valadares e Patos de Minas.[12]

Multas com a ANAC[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Municipal de Patos de Minas já passou por várias modernizações nas últimas administrações e mesmo assim continua com não conformidades junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Inclusive o município foi multado e teve que arcar com os valores. No entanto, grande parte dessas situações já foi sanada e o trabalho agora é para deixá-lo apto a receber voos comerciais.

Fábio Mata, funcionário do Aeroporto Municipal. Confirmou que a ANAC aplicou multas ao município por causa das não conformidades no aeródromo, sendo que algumas foram canceladas e outras quitadas. Uma delas foi aplicada em 2012 devido a modificações no aeroporto sem autorização da ANAC. “Não sei o valor delas”, disse.

Mas um site de notícias da cidade, o Patos Hoje teve acesso ao valor desta multa de 2012 que chega a R$160 mil. Fábio informou que várias outras situações foram sanadas como o corte de uma moita de eucaliptos e de 70 árvores de angico nas imediações do aeroporto. “Isso foi exigência do CINDACTA. Tudo foi feito com autorização dos órgãos ambientais”, salientou. O Patos Hoje teve informação de que as multas que não foram canceladas já foram pagas.

Fábio informou que 90% das não conformidades já foram sanadas, restando para regularizar a mudança do para-raio e caixa d’água que estão violando o espaço aéreo conforme determinação da ANAC. Além disso, é preciso aumentar a cerca do aeroporto, instalar concertina em parte do cercamento do aeroporto, instalar circuito interno de TV, colocar películas nos vidros do canal de inspeção e algumas outras situações.

Com a regularização, Fábio explicou que o aeroporto passará da classificação SNPD para SBPD ou AP1 para Bravo, o que o deixará em condições de operar voos comerciais. “Para voos particulares e executivos, o aeródromo está apto. Como são pequenas não conformidades, acreditamos que em 6 meses tudo estará regularizado. Inclusive, já estamos negociando com empresas que possuem intenção de operar voos comerciais em Patos de Minas”, afirmou.[13]

Acidentes e incidentes[editar | editar código-fonte]

Em 4 de novembro de 2018 um avião monomotor modelo Van's Aircraft RV-10,matrícula PR-ZMZ caiu por volta de 11:30 da manhã em um pasto próximo ao aeroporto. Testemunhas disseram disseram que a aeronave sobrevoava o aeroporto rápido e baixo. A aeronave tinha capacidade para 4 pessoas(contando o piloto), mas nesse dia havia 5 pessoas, sendo um casal e três crianças. O avião havia decolado do aeroporto de Varginha com destino o aeródromo Botelho, em Brasília.[14]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Lista de aeroportos do Brasil

Referências

  1. a b «Governo encerra o Voe Minas Gerais e Patos de Minas ficará sem voos para BH». Patos Já. Consultado em 15 de junho de 2020 
  2. «Lista de Aeródromos Públicos» (.xls). Lista de Aeródromos Públicos. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  3. Hoje, Patos. «Azul faz hoje último voo para Campinas e anuncia a retomada dos voos para Belo Horizonte». Patos Hoje. Consultado em 15 de junho de 2020 
  4. «Azul faz inspeção de segurança para retomar voo comercial em Patos de Minas». Patos Agora - A notícia no seu tempo. Consultado em 24 de novembro de 2020 
  5. Hoje, Patos. «Técnicos da Azul fazem vistoria no Aeroporto para retomar voos regulares em Patos de Minas». Patos Hoje. Consultado em 20 de novembro de 2020 
  6. Ferreira, Carlos (20 de novembro de 2020). «Azul está sondando o aeroporto de Patos de Minas para futuros voos». AEROIN. Consultado em 20 de novembro de 2020 
  7. «Reforma e ampliação do Aeroporto Municipal será entregue na próxima segunda-feira». Patos Agora - A notícia no seu tempo. Consultado em 23 de abril de 2019 
  8. «Aeroporto de Patos de Minas é ampliado e reformado». G1. 23 de abril de 2019. Consultado em 23 de abril de 2019 
  9. «Prefeitura entrega reforma e ampliação do Aeroporto Municipal para a população». Patos Agora - A notícia no seu tempo. Consultado em 23 de abril de 2019 
  10. «Depois de reforma e fim do 'Voe Minas', Aeroporto de Patos de Minas ganha estação meteorológica». G1. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  11. Hoje, Patos. «Aeroporto de Patos de Minas ganha gerador de energia para evitar quedas no sistema elétrico». Patos Hoje. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  12. Minas, Estado de; Minas, Estado de (2 de setembro de 2020). [https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2020/09/02/interna_gerais,1181835/governo-planeja-fechar-aeroporto-carlos-prates-e-transferir-operacoes.shtml «Governo planeja fechar Aeroporto Carlos Prates e transferir opera��es para Pampulha»]. Estado de Minas. Consultado em 8 de setembro de 2020  replacement character character in |titulo= at position 66 (ajuda)
  13. «Prefeitura paga multas junto à ANAC e faz regularizações do Aeroporto para voos comerciais». Patos Hoje. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  14. «Família morre em acidente com aeronave em Patos de Minas». G1. Consultado em 9 de setembro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um aeroporto é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.