Agência Bolivariana para Atividades Espaciais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Agência Bolivariana para Atividades Espaciais (ABAE) é uma agência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), responsável pela elaboração e execução das políticas do Executivo Nacional da Venezuela sobre o uso pacífico do espaço exterior. Originalmente designado Centro Espacial da Venezuela (CEV), criado em 28 de novembro de 2005. Mais tarde, as exigências aumentaram e a corporação foi rebatizada para Agência Bolivariana para Atividades Espaciais (ABAE). O objetivo da mesma é projetar, coordenar e executar as políticas do Executivo Nacional, relacionados ao uso pacífico do espaço exterior, e atuar como entidade descentralizada, especializada na indústria aeroespacial no país.

Desde a sua criação tem vindo a trabalhar no lançamento do primeiro satélite artificial Venezuela, o satélite Simon Bolívar (Venesat 1), que passou para a fase operacional em 29 de outubro de 2008 e do satélite de órbita de baixa altitude o Satélite Miranda (VRSS-1) em 29 setembro de 2012.[1]

Referências