Agne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Agne
Rei dos Suíones
O rei Agne morreu enforcado no seu colar de ouro às mãos da própria esposa Skjalf. Gravura de Hugo Hamilton
Consorte Skjalf
Antecessor(a) Dagero, o Sábio
Sucessor(a) Alarico e Érico (corregentes)
Casa Casa dos Inglingos
Filho(s) Alarico e Érico
Pai Dagero, o Sábio
Mãe Desconhecida

Agne (também conhecido como Agni Skjálfarbondi; em nórdico antigo: Agni; em lituano: Agne, em inglês: Agni, em islandês: Agni, em norueguês: Agne) foi um rei lendário da tribo germânica Suíones (em nórdico antigo: Svíar; em sueco: Svear; em anglo-saxão: Sweonas), residente na área da atual Svealândia na Suécia. Pertenceu à Dinastia dos Inglingos, sendo filho do rei Dagero, o Sábio, e pai dos reis co-regentes Alarico e Érico I.

Este rei foi mencionado em: Lista dos Inglingos (poema escáldico do poeta norueguês Tjodolfo de Hvinir do século IX), Saga dos Inglingos (saga do historiador islandês Snorri Sturluson do século XIII), e História da Noruega (crónica histórica de um clérigo norueguês anônimo do século XII).

A Saga dos Inglingos conta: Agne - um grande guerreiro e homem de ação - comandou uma expedição de pilhagem à Finlândia, onde derrotou o chefe local Frosti e enlevou e desposou a filha deste, Skjalf. No regresso à Suécia, a esposa convenceu-o a fazer uma festa de homenagem fúnebre a seu pai, onde Agne embriagou-se. Aproveitando a situação, Skjalf pôs um colar de ouro à volta do pescoço dele e o enforcou. Em seguida fugiu para a Finlândia, abandonando os dois filhos Alarico e Érico.[1][2]

Referências

  1. Snorri Sturluson. «Ynglinga saga (Saga dos Inglingos) - 22. Frá Agna.» (em nórdico antigo). Heimskringla. Consultado em 1 de fevereiro de 2017 
  2. Lagerqvist, Lars; Nils Åberg (2004). «Saga och sägen om våra förhistoriska kungar (Lendas e tradições dos nossos reis pré-históricos)». Litet lexikon över Sveriges regenter (Pequeno léxico dos regentes da Suécia) (em sueco). Boda kyrkby: Vincent. p. 7. 63 páginas. ISBN 91-87064-43-X 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Dagero, o Sábio
Rei da Suécia
Séc. III
Sucedido por
Alarico e Érico (co-regentes)