Agon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Agon (em grego Ἀγών) era um Daemon, que personificava os concursos, desafios e disputas solenes, presente nos Jogos Olímpicos, nas peças teatrais e também nos debates e discussões filosóficas. Seu Daemon oposto era Neicos, os debates e as discussões maléficas do cotidiano. Era representado como um belo jovem nu com dois halteres nas mãos.[1]

Dramaturgia[editar | editar código-fonte]

Na dramaturgia grega clássica, o Agon ou Ágon se refere à convenção formal de acordo com a qual o combate verbal das personagens deve ser organizada de forma a fornecer a base para a ação. Daí proto agonístes, protagonista, ou o primeiro a falar; deutero agonístes, o segundo a falar; tríto agonístes, o terceiro a falar, e assim sucessivamente

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «AGON : God or Spirit of Contest | Greek mythology». www.theoi.com. Consultado em 23 de junho de 2016.