Ainoco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ainoco, às vezes também ainocô —do 合い (junto ou associado) e 子(criança ou fruto)— (合の子, ainoko?), é o termo empregado no Japão para descrever o mestiço filho de uniões entre japoneses e outros povos.[1] No Brasil é usado por acadêmicos para designar o fruto das uniões entre japoneses e brasileiros e seus descendentes (nisseis, sanseis e yonseis).[2]

Atualmente, o termo ainoko (grafia original ocidentalizada) está em desuso em terras nipônicas, já que não é mais bem-visto por suscitar racismo.[3] Em seu lugar tem sido usado o termo hāfu para fazer referência às pessoas mestiças,[1] que no caso de estado-unidenses e japoneses são chamados de Amerasians.[3]

A modelo Juliana Imai[4] e a apresentadora Sabrina Sato são etnicamente ainocas (descendentes de japoneses e outros povos).[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b SCHAEFER, Richard T. (2008). Encyclopedia of Race, Ethnicity, and Society, Volume 1. [S.l.]: Sage Publications. 1752 páginas. ISBN 9781452265865 
  2. Prefeitura do Rio (2002). «Nós da Escola» (PDF). Miltirio.gov.br. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  3. a b Teresa Williams-León, Cynthia L. Nakashima (2001). The Sum of Our Parts: Mixed-heritage Asian Americans. [S.l.]: Temple University Press. 279 páginas. isbn 9781566398473 
  4. Fernanda Ezabella (18 de julho de 2006). «Juliana Imai, sensação do SPFW, quer vida longa nas passarelas». UOL – Últimas Notícias. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  5. Rodrigo Cardoso (31 de janeiro de 2014). «Sabrina Sato: "A análise me ajudou a decidir pela Record"». Revista Istoé. Consultado em 2 de setembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre antropologia ou um antropólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.