Airport

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura filme com Burt Lancaster e Jacqueline Bisset (1970), veja Airport (filme).
Disambig grey.svg Nota: Se procura Componente de rede da Apple Inc., veja AirPort (Apple).
Airport
Aeroporto
Autor (es) Arthur Hailey
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Género Aviação, desastre
Editora Doubleday
Lançamento 1968
Páginas 440
Edição portuguesa
Tradução Daniel Gonçalves
Editora Livr. Civilização
Lançamento 1969
Páginas 651
Edição brasileira
Tradução Milton Persson
Editora Nova Fronteira
Lançamento 1968?
Páginas 563

Airport (traduzido para o português como Aeroporto), é um romance do escritor contemporâneo Arthur Hailey, lançado em 1968.

Narra a seqüência de eventos ocorridos numa tumultuada noite num aeroporto estadunidense, que operava com dificuldades devido a uma forte tempestade de inverno.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Decorrida em um espaço de sete horas, a história do romance desenrola-se no agitado Aeroporto Internacional Lincoln, em Chicago, vítima de uma tempestade que estende-se também, por boa parte do centro-oeste dos Estados Unidos.

O administrador-geral do aeroporto, Mel Bakersfeld — o protagonista —, enfrenta junto à sua equipe uma série de adversidades — a maioria gerada devido à nevasca, como pistas obstruídas, voos atrasados etc. O personagem principal também lida, paralelamente aos problemas do aeroporto, com problemas pessoais — especialmente com sua mulher, a qual estava bastante distante, e com seu irmão Keith Bakersfeld, controlador de voo, vítima de forte depressão devido a um desastre aéreo que podia ter evitado — e com a atração sexual por sua colega Tânia Livingston.

O clímax do romance ocorre quando um passageiro embarca em uma aeronave com uma bomba, com o ideal de explodi-losuicidando-se — entregando a sua família trezentos mil dólares americanos, de seu seguro de vida. Após investigações em terra, a tripulação do Caravela de Ouro — o avião em que o suicida embarcara —, voo dois, toma decisões de emergência na tentativa de pousar a aeronave a bordo.

O autor aborda diversos temas no livro, entre os quais o segundo plano dado aos aeroportos pela classe política, a venda de seguros nos aeroportos, as fragilidades das companhias aéreas, os problemas psicomentais enfrentados pelos controladores de voo, o incômodo de bairros vizinhos ao aeroporto e o aborto.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Além do protagonista Mel Bakersfeld, destacam-se várias outras personagens em Airport, como:

  • Keith Bakersfeld, irmão de Mel e controlador de voo. Convalescia após uma longa depressão chegando a quase suicidar-se
  • Danny Farrow, assistente de administração
  • Tânia Livingston, das relações públicas da Trans-America — colega de Mel, unidos por uma forte amizade e atração sexual
  • Vernon Demerest, comandante da Trans-America e presidente da Associação dos Pilotos Comerciais — Demerest era cunhado de Mel, no entanto ambos detestavam um ou outro —, que mantinha uma relação extra-conjugal com Gwen Meighen
  • Cindy Bakersfeld, esposa de Mel
  • Anson Harris, colega de trabalho de Demerest. Comandou o voo 2 tendo Demerest como piloto.
  • Gwen Meighen, belíssima comissária inglesa da Trans-America, que mantinha uma caso com Demerest, engravidando dele
  • Tenente Ordway, chefe da polícia do aeroporto
  • D. O. Guerrero, fracassado construtor, armou o plano de explodir o voo 2
  • Inez Guererro, esposa de Guerrero, seria o destino do seguro de D.O.
  • Derek Eden, amante de Cindy Bakerfeld
  • Bert Weatherby, ATS da Trans-America
  • Joe Patroni, encarregado por desobstruir a pista trinta
  • Ada Quonsett, passageira clandestina já bastante conhecida pelas agências aéreas. Durante o voo 2 coopera com a tripulação num plano para desarmar D. O. Guerrero.

Filme[editar | editar código-fonte]

Baseado na obra de Hailey foram produzidos os filmes: