Airton Ferreira da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Airton
Informações pessoais
Nome completo Airton Ferreira da Silva
Data de nasc. 31 de outubro de 1934
Local de nasc. Porto Alegre, Brasil
Falecido em 3 de abril de 2012 (77 anos)
Apelido Pavilhão
Informações profissionais
Posição zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1949-1954
1954-1960
1960
1961-1967
1968
1969-1971
Flag of Brazil.svg Força e Luz
Flag of Brazil.svg Grêmio
Flag of Brazil.svg Santos
Flag of Brazil.svg Grêmio
Flag of Brazil.svg Cruzeiro
Flag of Brazil.svg Cruz Alta

592 (?) 0
Seleção nacional
1960-1964 Brasil Brasil 7 (0)

Aírton Ferreira da Silva (Porto Alegre, 31 de outubro de 1934 - Porto Alegre, 3 de abril de 2012) foi um futebolista brasileiro[1].

Biografia[editar | editar código-fonte]

O zagueiro iniciou sua carreira profissional no Força e Luz, em 1949. Atuou pelo clube até 1954. Em 23 de junho do mesmo ano, foi vendido ao Grêmio sob forma bastante peculiar: 50 mil cruzeiros e mais um pavilhão de arquibancadas.[2] Surgiu assim o apelido Aírton Pavilhão[3].

Estreou pelo Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense em 1º de agosto de 1954, num empate em 1 a 1 com o Cruzeiro de Porto Alegre [4]. Defensor de técnica apurada, que jogava com a cabeça erguida e jamais usava o recurso das faltas violentas, certa vez em um confronto do Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense com o Santos no Estádio Olímpico Monumental, entrou para a história do futebol ao dar um "balãozinho" - como se chamava no Rio Grande do Sul o que é conhecido em alguns Estados brasileiros por "chapéu" - em Pelé. Curiosamente em sua infância era torcedor do Sport Club Internacional conforme entrevista dada ao ex-repórter e comentarista da rádio Bandeirantes de Porto Alegre João Carlos Belmonte (Programa Camarote da Band). Seu grande ídolo no futebol era o lendário zagueiro do Inter, Flávio Pinho mais conhecido como Florindo "O Gigante de Ébano").

Foi convocado para a Seleção Brasileira em sete oportunidades. Atuou também pelo Santos (1960). Seu último jogo pelo Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense foi em 5 de novembro de 1967, num empate com o Perdigão em 2 a 2, em Videira. Encerrou sua carreira em 1971, atuando pelo Cruz Alta do Rio Grande do Sul.

Em 2007, foi homenageado pelo Grêmio com a inauguração no CT de Treinamentos do clube do pavilhão "Airton Ferreira da Silva"[5]. Foi conselheiro titular do mandato 2007-2013 do Grêmio.[6]

Por iniciativa do então vereador e ex-atleta Tarciso, Airton recebeu o título de Cidadão Emérito de Porto Alegre em 2009.[7]

Faleceu em 3 de abril de 2012 devido a infecção generalizada dos órgãos, no Hospital Ernesto Dornelles em Porto Alegre.[8] Foi considerado por Pelé, um dos ícones do futebol Mundial, como o maior zagueiro de todos os tempos.[9]

Em 30 de março de 2016, a Câmara de Vereadores de Porto Alegre aprovou por unanimidade o projeto encaminhado pelos Sócios Livres - Grêmio de Todos em 2012, que cria a Rua Airton Ferreira da Silva - " O Pavilhão" no Bairro Humaitá em Porto Alegre, nas proximidades da Arena do Grêmio.[10]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Continentais

Seleção Brasileira

Edição: 1956.

Regionais

Grêmio

Edições: 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966 e 1967.

Referências

  1. Sambafoot. «Airton Pavilhão». Consultado em 23 de agosto de 2008. Arquivado do original em 15 de outubro de 2008 
  2. Pelé.Net. «Aírton, ex-gremista, vive grudado ao clube». Consultado em 23 de agosto de 2008 
  3. Grêmio.net. «Airton Ferreira da Silva O eterno "Pavilhão"». Consultado em 23 de agosto de 2008. Arquivado do original em 7 de maio de 2008 
  4. «Site Grêmio». Consultado em 10 de julho de 2006. Arquivado do original em 6 de outubro de 2014 
  5. FinalSports. «Grêmio inaugura Pavilhão Airton Ferreira da Silva no CT de Eldorado do Sul». Consultado em 23 de agosto de 2008 
  6. «Conselho deliberativo». Sítio do Grêmio. Consultado em 25 de agosto de 2010. Arquivado do original em 12 de fevereiro de 2009 
  7. Câmara Municipal de Porto Alegre (15 de dezembro de 2009). «Airton Pavilhão é Cidadão Emérito de Porto Alegre». Consultado em 8 de maio de 2018 
  8. «Morre o ex-zagueiro Airton Pavilhão em Porto Alegre». Zero Hora. 3 de abril de 2012. Consultado em 3 de abril de 2012 
  9. «No Ataque». Sítio do ClicRBS. Consultado em 3 de abril de 2012 
  10. «Airton Pavilhão será nome de rua no Humaitá» 
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.