AkzoNobel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
AkzoNobel
Razão social Akzo Nobel N.V.
Empresa de capital aberto
Atividade Química
Fundação 1994
Sede Amsterdã,  Holanda
Área(s) servida(s) Mundo
Presidente Thierry Vanlancker
Pessoas-chave Nils Smedegaard Andersen (Presidente do conselho fiscal)
Empregados 35 700 (fim de 2017)[1]
Produtos Produtos químicos básicos e industriais, tintas decorativas, produtos de (re)acabamento industriais, revestimentos
Lucro 832 milhões (2017)[1]
Faturamento €9.61 billhões (2017)[1]
Website oficial www.akzonobel.com

Akzo Nobel N.V. (Euronext: AKZA, OTCQXAKZO) é uma empresa fabricante de tintas e revestimentos holandêsa e uma das principais fabricantes de especialidades químicas.

Cronologia e Evolução[editar | editar código-fonte]

A Akzo[editar | editar código-fonte]

1929 - A Vereinigte Glanzstoff Fabriken e a Enka se unem para formar a Algemene Kunstzijke Unie (AKU).

1967 - A Associação da Koninklijke Zout-Ketjen com a Koninklijke Zwanenberg Organon deu origem à Koninklijke Zout Organon.

1968 - Com a fusão da Koninklijke Zout Organon com a AKU, surge a Akzo.

A Nobel Industries[editar | editar código-fonte]

  • 1984 - A Nobel Industries foi fundada depois da fusão da KemaNobel (1871) com a Bofors (1646). Depois dessa associação, outras empresas bem conhecidas como Berol, Crown Berger, Eka e Sadolin & Holmblad foram adquiridas.
  • 1991 - Houve uma grande reestruturação financeira, e a estatal Securum tornou-se a principal acionista da Companhia.

Fusão das duas empresas[editar | editar código-fonte]

  • 1994 - Akzo Nobel é formada através da aquisição das ações da Nobel pertencentes à Securum, e de uma bem sucedida oferta pelas ações remanescentes.
  • 1998 - Akzo Nobel adquire a Courtaulds, multinacional do ramo químico, líder no mercado de revestimentos industriais de alta tecnologia e fibras sintéticas. Fundada em 1816 como uma companhia de tecelagem de seda, a Courtaulds foi a pioneira na indústria mundial de fibras sintéticas, no início do século XX. Suas marcas mais conhecidas são as tintas International, as fibras acrílicas Courtelle e a fibra de celulose Tencel.
  • 1999 - Akzo Nobel vende o Grupo Fibras, agora conhecido como Acordis para a CVC Capital Partners e, em novembro, adquire a HRVet, a divisão de produtos veterinários da Hoechst AG. Com essa transação, a Intervet tornou-se uma das líderes internacionais no mercado farmacêutico veterinário.
  • 2018 - A divisão química foi alienada sob um novo nome Nouryon

Logotipos[editar | editar código-fonte]

Propostas de compra pela PPG[editar | editar código-fonte]

Em março de 2017 a AkzoNobel rejeitou uma oferta de compra de aproximadamente 22 bilhões de dólares da empresa PPG Industries. [2] A proposta foi repetida mais duas vezes, novamente, sem sucesso.[3]

Referencias[editar | editar código-fonte]

  1. a b c «AkzoNobel Report 2017». AkzoNobel. Consultado em 17 de março de 2018. Cópia arquivada em 17 de março de 2018 
  2. «AkzoNobel, dona da Coral, rejeita oferta de US$ 22 bilhões da PPG». Valor Econômico. Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  3. «Akzo rejeita terceira oferta da PPG para criar gigante das tintas». www.jornaldenegocios.pt. Consultado em 2 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]