Al-Arabi Sports Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Al-Arabi
AlArabiSCQatarNew.png
Nome Al-Arabi Sports Club
Alcunhas "Fareeg Al-Ahlam" ("O Time dos Sonhos")
"Diabos Vermelhos"
Fundação 1952 (66 anos)
Estádio Grand Hamad Stadium
Capacidade 18.000
Presidente Catar Hitmi bin Ali Al-Hitmi
Treinador Brasil Oswaldo de Oliveira
Material (d)esportivo Alemanha Adidas
Competição Qatar Stars League
Website Site oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Al-Arabi (em árabe: النادي العربي الرياضي‎) também conhecido como Al-Arabi Doha, é uma agremiação esportiva do Qatar baseada em Doha. A equipe dominou o futebol do país durante décadas, sendo conhecida como "O Time Dos Sonhos" ou, em árabe, فريق الأحلام, os "Diabos Vermelhos". Possui a maior torcida do país. Manda seus jogos no Grand Hamad Stadium.

História[editar | editar código-fonte]

O Al-Arabi é a segunda equipe mais velha do Qatar. Foi fundada em 1952. Ganhou o seu primeiro título da Liga do Qatar na temporada de 1983-84. É conhecida por seus apelidos diferentes: "Dream Team", "Os Diabos Vermelhos", "Imperador do futebol do Qatar" e "Clube do Século". O time é conhecido por ter uma das maiores bases de fãs no país ao lado do rival Al Rayyan. É também o segundo clube mais bem sucedido em nível local, depois do Al Sadd.

O clube foi fundado em 1952 sob o nome de " Al-Tahrir ", sendo a segunda mais antiga equipe no Qatar. Em 1957, o clube se fundiu com o Al-Wehda, uma associação que fora criada naquele ano liderada por Mohamed Ansari, depois de jogar um amistoso. A união ocorreu sob o nome de Al-Wehda. O time recém-formado, contudo não atuava fora do Qatar ou hospedava quaisquer clubes estrangeiros devido à falta de possibilidades financeiras. Em 1972, tomou a denominação atual, Al Arabi.

O Al-Arabi é conhecido por ter uma das maiores bases de fãs em toda a nação, bem como em outros estados do Golfo Pérsico, e é bem conhecido no exterior. Sua popularidade fora do Oriente Médio foi reforçada após a contratação do argentino Gabriel Batistuta, em 2003.

O clube competiu pela primeira vez na Liga do Qatar em 1982. Alcançou a 14º colocação na Federação Internacional de Futebol História e Estatística de clubes asiáticos, entre 1901 e 2000, o mais elevado do Qatar.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Al-Arabi manda seus jogos no Grand Hamad Stadium cuja capacidade é de 18.000 espectadores incluindo setores VIP's. Fica localizado na cidade de Doha.

Presente[editar | editar código-fonte]

O clube não passa por uma boa fase desde 1997. Os torcedores encontravam-se muito irritados com a administração do antigo presidente do clube, o Sheikh Falah. Por isso, em 2006, houve mudança de administração com o Sheikh Faisal Escaninho Mubrak eleito o atual presidente. Mesmo com o clube atravessando um mau momento, ainda possui a maior torcida do país. Mas está se recuperando. Em 2011, voltou a ser campeão da Copa Sheikh Jassem do Qatar quebrando treze anos sem títulos. [1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

1983, 1985, 1991, 1993, 1994, 1996, 1997, 1998.
  • Emir Copa do Qatar: 8
1978, 1979, 1980, 1983, 1984, 1989, 1990, 1993.
  • Copa do Príncipe do Qatar: 1
1997.
  • Copa Sheikh Jassem do Qatar: 4
1980, 1982, 1994, 2011.

Performance em competições asiáticas[editar | editar código-fonte]

  • Clubes Campeões da Ásia: 5 participações
1987: Fase de grupos
1993: Qualificação - 1º jogo
1995: Vice-campeão
1996: Fase de grupos
  • Copa dos campeões da Ásia: 2 participações
1990/91: Segunda fase
1993/94: Semi-final

Treinadores[editar | editar código-fonte]

 
Nome Nacionalidade Anos no Clube
Colin Addison Inglaterra 1992-1993
René Simões Brasil 1993-1994
Luis Santibáñez Chile 2000
Carlos Roberto Pereira Brasil 2003
Wolfgang Sidka Alemanha 2003-2005
Ilie Balaci Romênia 2005-2006
Henri Michel França 2006
Abdullah Saad Catar 2006-2007
José Romão Portugal 2007-2008
Adilson Fernandes Brasil 2008
Abel Braga Brasil 2008
Zé Mario Brasil 2008
Uli Stielike Alemanha 2008-2010
Péricles Chamusca Brasil 2010-2011
Silas Brasil 2011-2012 [1]
Pierre Lechantre França 2012
Hassan Shehata Egito 2012
Abdulaziz Benji Marrocos 2012-2013
Uli Stielike Alemanha 2013-2014
Paulo César Gusmão Brasil 2014
Dan Petrescu Romênia 2014
Daniel Carreño Uruguai 2014-2015
Roberto Carlos Brasil 2015-

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 29 de agosto de 2016.

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • PenalizadoExpulso: Jogador suspenso
  • Lesionado: Jogador lesionado


Goleiros
Jogador
1 Catar Rajab Hamza
13 Catar Ali Shaban Jafari
Defensores
Jogador Pos.
2 Catar Mohamed Mahmoud Al-Zeyara Z
3 Catar Meshaal Hussein Al-Enazi Z
24 Catar Musa Haroon Jama Z
66 França Dame Traoré Z
' Catar Emad Nasser Al Dhahiri Z
' Senegal Moustapha Sall Z
6 França Rod Fanni LD
30 Catar Abdulla Al Sulaiti LD
31 Catar Ahmed Mohammed Shahdad LD
4 Kuwait Adel Lamy LE
' Catar Mosaab Mahmoud LE
' Chade Mohammed Abdulrahman Abdullah LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
5 Catar Abdullah Marafee V
7 Catar Ahmed Saleh Al-Khalfan V
15 Catar Ahmed Al-Nhaowi V
25 Egito Youssef Ramadan V
77 Catar Mohammed Khalfan V
' Catar Ali Mohammed Jasimi V
' Catar Mohammed Shaaban V
' Catar Abdul Aziz Al Sulaity V
8 Irã Ashkan Dejagah M
10 Argélia Boualem Khoukhi M
12 Catar Ahmed Fathi M
50 Brasil Alan Souza M
66 Catar Hatem Mohammed M
' Catar Omar Al Emadi M
' Chile Luis Jiménez M
' Brasil Wagner M
' Brasil Diego Jardel M
Atacantes
Jogador
9 Catar Yousef Ahmed Ali
10 Argélia Boualem Khoukhi
11 Catar Mohamed Salem
21 Catar Abdullah Al Araimi
26 Catar Khalid Nawaf
28 Brasil Paulinho
99 Nigéria Imoh Ezekiel
Comissão técnica
Nome Pos.
Uruguai Gerardo Pelusso T
Itália Pierluigi Casiraghi AS

Jogadores Notáveis[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Lance. «Silas conquista seu primeiro título no Qatar». Consultado em 19 de janeiro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]