Alaíde Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alaíde Costa
Alaíde em 2010, durante evento promovido pelo Ministério da Cultura
Informação geral
Nome completo Alaíde Costa Silveira Mondin Gomide
Nascimento 8 de dezembro de 1935 (81 anos)
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Bossa nova, samba, MPB
Instrumento(s) Vocal
Outras ocupações compositora

Alaíde Costa Silveira Mondin Gomide, mais conhecida como Alaíde Costa, (Rio de Janeiro, 8 de dezembro de 1935) é uma cantora e compositora brasileira.[1]

Começou no programa A raia miúda de Renato Murce. Com um canto suave e sussurrado, é considerada uma das perfeitas vozes do país. Consagrou em 1964 com Onde está você?, grande marco da voz, que embalou casais. Com quinze discos gravados em cinquenta anos de carreira, participou dos principais programas de televisão e de rádio no eixo Rio-São Paulo. Tema de reportagens de jornais e revistas, participou de festivais internacionais e recebeu importantes prêmios e homenagens de expoentes da música popular brasileira. Namorou por 2 anos e meio com o Henrique Guazzelli (mais conhecido como Buzina). Uma das grandes referências musicais do movimento surgido em 1957, a bossa nova, frequentava a boemia do Beco das Garrafas, em Copacabana.

Em 2014, lançou seu primeiro disco autoral, Canções de Alaíde, em que apresenta obras compostas por ela em parceria com variados letristas. Entre os destaques estão Você é amor, com Tom Jobim, e Amigo Amado, com Vinicius de Moraes.

Discos[editar | editar código-fonte]

  • A Cor do Mar (Zezé Amorim & Mauro Amorim, 2016)
  • Porcelana (Independente, 2016) (com Gonzaga Leal)
  • Alegria é Guardada em Cofres, Catedrais (Independente, 2015) (com Toninho Horta)
  • Canções de Alaíde (Nova Estação, 2014)
  • Alaíde Canta Johnny Alf - Em Tom de Canção (Lua Music, 2011)
  • Alaíde Costa & Fátima Guedes ao vivo (Jóia Moderna, 2011)
  • Amor Amigo - Alaíde Costa Canta Mílton (Lua Music, 2008)
  • Voz & Piano (com João Carlos Assis Brasil) (Lua Music, 2006)
  • Tudo o que o tempo me deixou (Lua Discos, 2005)
  • Rasguei Minha Fantasia (JAM Music, 2001)
  • A Música Brasileira Deste Século Por Seus Autores e Intérpretes - Alaíde Costa (SESC-SP, 2000)
  • Alaíde Costa & João Carlos Assis Brasil (Movieplay, 1995)
  • Amiga de verdade (Independente, 1988)
  • Falando de amor (CID, 1987)
  • Águas vivas (Vento de raio, 1982)
  • Coração (EMI/Odeon, 1976)
  • Alaíde Costa (Coronado/Odeon, 1975)
  • Alaíde Costa & Oscar Castro Neves (Odeon, 1973)
  • Alaíde Costa (Som Maior, 1965)
  • Afinal... (AudioFidelity, 1963)
  • Jóia Moderna (RCA Victor, 1961)
  • Canta Suavemente (RCA Victor, 1960)
  • Gosto de Você (RCA Victor, 1959)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Santhiago, Ricardo. Alaíde Costa: Faria tudo de novo. São Paulo: Imprensa Oficial, 2013.
  • Santhiago, Ricardo. Solistas dissonantes: História oral de cantoras negras. São Paulo: Letra e Voz, 2009.
  • Saraiva, Daniel. "'Tudo que o tempo deixou': As continuidades e rupturas da história bossanovista através da memória de Alaíde Costa". In: Santhiago, Ricardo. História oral e arte: Narração e criatividade. São Paulo: Letra e Voz, 2016.

Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 26 de outubro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.