Alair Vilar Fernandes de Melo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alair Vilar Fernandes de Melo
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo

Título

2º Bispo de Amargosa

3° Arcebispo Metropolitano de Natal

Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 19 de Novembro de 1939
Ordenação episcopal 17 de Maio de 1970
Lema episcopal EVANGELISARE MISIT ME
Enviou-me a evangelizar
Nomeado arcebispo 6 de Abril de 1988
Dados pessoais
Nascimento 5 de julho de 1916
Morte 20 de agosto de 1999 (83 anos)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Alair Vilar Fernandes de Melo (Natal, 5 de junho de 191620 de agosto de 1999) foi um bispo católico brasileiro.

Dom Alair Vilar Fernandes de Melo foi ordenado padre no dia 19 de novembro de 1939, em Natal. Recebeu a ordenação episcopal no dia 17 de maio de 1970, em Natal, das mãos de Dom Eugênio Cardeal de Araújo Sales, Dom Nivaldo Monte e Dom Manuel Tavares de Araújo.

Atividades durante o episcopado[editar | editar código-fonte]

Membro da Comissão Representativa da CNBB; Membro da Conselho Diretor Nacional do Movimento de Educação de Base; Presidente do MEB; Bispo de Amargosa (1970 - 1988); Arcebispo de Natal (Rio Grande do Norte) (1988 - 1993).

Arcebispo de Natal[editar | editar código-fonte]

Em 15 de maio de 1988, tomou posse como nosso 3° Arcebispo, Dom Alair Vilar Fernandes de Melo, (1988-1983), mais um dos padres de Dom Marcolino Dantas. Dom Alair veio da diocese de Amargoso, na Bahia, e tinha mais idade do que o Arcebispo renunciante. Dom Antônio Soares Costa continuou como Bispo Auxiliar de Dom Alair. No início do seu governo, Dom Alair nomeou o Monsenhor Francisco de Assis Pereira como postulador da Causa, no Processo de Beatificação dos Mártires de Cunhaú e Uruassu. Monsenhor Assis exerceu a missão com muito zelo, tanto na fase Diocesana como na fase Romana do Processo de Beatificação. Dom Costa, como Bispo Auxiliar de Dom Alair, alcançou os seus maiores êxitos na Arquidiocese de Natal. Em 21 de novembro de 1988, Festa de Nossa Senhora da Apresentação, com a apresentação de uma caravana de Bispos da CNBB, houve a inauguração solene da nova Catedral Metropolitana, na Praça Pio X, um grande feito de Dom Costa, que infelizmente não pode participar da solenidade, em vista do falecimento, naquela data, de sua genitora. Em 1991, Natal foi sede do XII Congresso Eucarístico Nacional, outro grande evento religioso, que contou com a presença do papa João Paulo II, no seu encerramento. Foi uma vitória do Secretário Geral do Congresso, Dom Antônio Soares Costa, que nessa época alimentava a esperança de suceder Dom Alair Vilar, que deixaria em breve o governo da Arquidiocese. Durante o governo de Dom Alair, o Padre Matias Patrício de Macedo, vigário de Nova Cruz, foi nomeado Bispo de Cajazeiras, na Paraíba. Dom Alair Vilar renunciou à Arquidiocese em 1993. criou sete paróquias. Renunciou ao munus episcopal no dia 29 de outubro de 1993.

Ordenações episcopais[editar | editar código-fonte]

Dom Alair Vilar Fernandes de Melo foi o principal celebrante da ordenação episcopal de:

Dom Alair foi concelebrante da ordenação episcopal de:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.