Alan Ruschel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alan Ruschel
Alan Ruschel
Alan Ruschel pela Chapecoense em 2018
Informações pessoais
Nome completo Alan Luciano Ruschel
Data de nasc. 23 de agosto de 1989 (31 anos)
Local de nasc. Nova Hartz (RS), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,74 m
canhoto
Apelido Highlander
Informações profissionais
Clube atual Chapecoense
Número 28
Posição lateral-esquerdo e meia
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2008–2013
2010–2011
2011
2013
2014–2018
2015
2016–2017
2018–
2019–
2020
Juventude
Pelotas (emp.)
Luverdense (emp.)
Chapecoense
Internacional
Atlético Paranaense (emp.)
Chapecoense (emp.)
Chapecoense
Goiás (emp.)}
Chapecoense
0065 0000(2)
0016 0000(1)
0012 0000(0)
0006 0000(1)
0035 0000(1)
0002 0000(0)
0012 0000(0)
0055 0000(1)
0012 0000(1)
00012


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 13 de setembro de 2020.

Alan Luciano Ruschel ou simplesmente Alan Ruschel (Nova Hartz, 23 de agosto de 1989) é um futebolista brasileiro que atua como lateral-esquerdo e meia. Atualmente joga pela Chapecoense. Ficou conhecido por ser um dos 6 sobreviventes do Voo LaMia 2933.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Juventude[editar | editar código-fonte]

Alan foi revelado na base do Juventude, onde atuou também como meia. No clube de Caxias do Sul, não teve muitas oportunidades, sendo emprestado para a equipe do Pelotas em 2010, S.C. São Paulo no mesmo ano e Luverdense em 2011.[1]

Após os empréstimos, voltou ao Juventude. Finalmente firmando-se na equipe principal, foi um dos destaques da equipe que conquistou a Copa FGF de 2012.[2]

Internacional[editar | editar código-fonte]

Em 2014, foi contratado pelo Internacional para substituir o veterano Kleber e disputar posição com Fabrício.[3] Devido à presença de outros dois Alan no elenco, começou a ser conhecido como Alan Ruschel.

Atlético Paranaense[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2015, Alan Ruschel foi emprestado até dezembro de 2015, para o Atlético Paranaense.[4]

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

2013[editar | editar código-fonte]

Depois do Campeonato Gaúcho de 2013, Alan foi contratado pela Chapecoense para jogar a Série B. Depois de seis partidas e um gol marcado, foi pego no exame antidoping e proibido de jogar pela equipe de Chapecó[5].

2016[editar | editar código-fonte]

Fez parte do elenco que chegou a final da Copa Sul-Americana de 2016.[6]

Em 29 de novembro de 2016, a Delegação da Chapecoense sofreu um grave acidente aéreo, na tragédia do Voo LaMia 2933. O jogador foi um dos sobreviventes.[7]

2017[editar | editar código-fonte]

Após meses se recuperando, a Chapecoense anunciou a volta de Alan Ruschel aos gramados. O jogador participou do amistoso contra o Barcelona em 7 de agosto de 2017, no Camp Nou.[8] Nesse jogo, o Barcelona goleou a Chape por 5 - 0. Mas o resultado do jogo foi o menos importante. Alan ficou em campo até 35 do primeiro tempo, e foi ovacionado de pé por todos no Camp Nou. Mostrou vontade e participou bastante do jogo, e ainda deu um drible seco em Sérgio Busquets.[9] Pouco tempo depois, jogou outro amistoso, desta vez contra o Lyon da França.[10] A Chape saiu na frente, mas levou a virada por 2 - 1. No dia 01 de setembro de 2017, marcou seu primeiro gol após o acidente, contra a Roma, em jogo amistoso.[11]

Escalado como titular em um jogo oficial pela primeira vez após o acidente ocorrido em novembro, Alan Ruschel foi escolhido pelo técnico Emerson Cris para enfrentar o Flamengo e deixou o campo sob aplausos da torcida da Chapecoense. Não “apenas” pelo fato milagroso de ter voltado a jogar, mas sim pela superação e boa atuação de um atleta que reforça o elenco da equipe para o restante do ano.

Para o lateral, que tem atuado como meio-campista desde os amistosos na Europa, Ruschel acredita que, definitivamente, “sai” o sobrevivente e “entra” em cena o atleta, com vontade de se firmar no time.

Após atuar por 71 minutos contra o Flamengo (foi substituído aos 26 do 2º tempo), Alan Ruschel agradeceu ao interino Emerson Cris pela chance de atuar e admitiu ter superado suas próprias expectativas dentro de campo.[12]

Goiás[editar | editar código-fonte]

Em 21 de agosto de 2019, Alan Ruschel acertou sua transferência para o Goiás por empréstimo.[13][14]

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

Após a passagem pelo Goiás no segundo semestre de 2019, no início de 2020 Ruschel retornou a Chapecoense e voltou a atuar pelo cube catarinense como capitão.[15] O jogador integrou o elenco na campanha do título do Campeonato Catarinense de Futebol de 2020.[16]

Em outubro de 2020, o jogador testou positivo para o COVID-19.[17] Apesar de assintomático, o jogador entrou em isolamento social e desfalcou o time contra o Figueirense pela série B do campeonato brasileiro.[17]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Juventude
Internacional
Atlético Paranaense
Chapecoense

Acidente com o Voo 2933 da Lamia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Voo 2933 da LaMia

Alan Ruschel foi um dos seis sobreviventes da queda do voo 2933 da LaMia. A aeronave que transportava a equipe da Chapecoense caiu próximo de Medellin, na Colômbia, onde a equipe disputaria a primeira partida da decisão da Copa Sul-Americana de 2016.[18]

O jogador sofreu uma fratura na décima vértebra da coluna vertebral, e corria o risco de ficar tetraplégico[19]. Posteriormente, o risco de Alan perder os movimentos foi descartado[20], e o retorno do jogador aos gramados foi contra o Barcelona em agosto de 2017 quando entrou no início do jogo e saiu aos 35 minutos do primeiro tempo.

Referências

  1. [1]
  2. [2]
  3. [3]
  4. Inter acerta empréstimo de lateral Alan Ruschel para o Atlético-PR
  5. [4]
  6. Globo Esporte RJ | Chapecoense fará a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional da Colômbia | Globoplay, consultado em 8 de outubro de 2020 
  7. «Lateral Alan Ruschel sobrevive a acidente de avião». Folha de Pernambuco. 29 de novembro de 2016. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  8. «Nota Oficial - Retorno do atleta Alan Ruschel aos gramados». chapecoense.com. 28 de julho de 2017 
  9. «Carinho de Messi, drible em Busquets e aplausos de pé: a volta dos sonhos de Alan». Globoesporte 
  10. «De virada, Chapecoense perde amistoso para o Lyon». www.lance.com.br. Consultado em 4 de setembro de 2017 
  11. «Alan Ruschel faz seu 1º gol após sobreviver a acidente, mas Chape é goleada - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 
  12. «Mais que sobrevivente: Alan Ruschel volta a jogar em casa e sai aplaudido pelo futebol». Globoesporte 
  13. «Alan Ruschel se despede da Chape e acerta com o Goiás». Globoesporte 
  14. «Alan Ruschel desabafa em despedida da Chape; Goiás é o novo destino». Lance!. 22/0/2019. Consultado em 8 de outubro de 2020  Verifique data em: |data= (ajuda)
  15. «Sobrevivente de acidente da Chapecoense, Alan Ruschel volta à Chape como capitão». NSC Total. 23 de janeiro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  16. «Capitão da Chapecoense, Alan Ruschel desabafa após título estadual: "Tenho história aqui"». Globoesporte. 14 de setembro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  17. a b «Alan Ruschel testa positivo para Covid-19 e desfalca a Chapecoense». Globoesporte. 8 de outubro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  18. País, Ediciones El (30 de novembro de 2016). «O vídeo que Alan Ruschel publicou no Snapchat antes do acidente de avião da Chapecoense». EL PAÍS 
  19. 24h, Ivan Dias Marques | Correio. «Irmã de Alan Ruschel agradece apoio e diz que jogador "se agita" - iBahia». iBahia 
  20. «Alan Ruschel não corre mais risco de ficar tetraplégico | Band.com.br». Chapecoense. Consultado em 3 de dezembro de 2016