Albert DeSalvo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Albert Henry DeSalvo
DeSalvo depois de escapar Bridgewater State Hospital
e ser pego em Lynn, Massachusetts, em de 1967
Nome completo Albert Henry DeSalvo
Nascimento 3 de Novembro de 1931
Chelsea, Massachusetts, Estados Unidos
Morte 25 de novembro de 1973 (42 anos)
Nacionalidade Americano
Ocupação Serial Killer

Albert Henry DeSalvo (3 de novembro de 1931 - 25 de novembro de 1973) foi um assassino em série que atuou em Boston, nos Estados Unidos, no começo dos anos 1960, conhecido também como o "Estrangulador de Boston", tendo sido responsável pelo assassinato de treze mulheres, era um especialista em armadilhas para animais. Sua confissão foi contestada e até hoje há dúvidas se realmente ele era o assassino em série.

História[editar | editar código-fonte]

Albert e seus cinco irmãos foram criados em uma casa, considerados excepcionalmente violentos. O pai de Albert era alcoólatra e batia na mulher. Albert em um de seus depoimentos disse que o pai havia quebrados todos os seus dedos, na frente de sua mãe. Seu pai abandonou sua mãe mais tarde, e a mesma se casaria novamente.

Albert cresceu como um delinquente sexualmente perturbado, culpado de uma infinidade de pequenos crimes. Ele passou oito anos no exército, servindo na Alemanha, onde conheceu sua esposa, Irmgard Beck. Irmgard e Albert tiveram dois filhos, ele era conhecido como um bom pai de família, bem como um trabalhador dedicado. Logo após a dispensa honrosa do serviço militar, Albert voltou para a América.

O Estrangulador de Boston[editar | editar código-fonte]

Entre 14 de junho de 1962 e 4 de janeiro de 1964, 13 mulheres solteiras entre 19 e 85 anos foram assassinadas na região de Boston. Foram chamadas de vítimas do "Estrangulador de Boston". A maioria das mulheres foram abusadas sexualmente em seus apartamentos, e depois estranguladas com artigos de vestuário. A mais velha morreu vítima de um ataque cardíaco. Outras duas foram esfaqueadas até a morte, uma das quais também foi espancada. Sem qualquer sinal de entrada forçada em suas casas, as mulheres provavelmente conheciam seu assassino, ou seja, elas permitiram que ele entrasse em suas casas.

Condenações[editar | editar código-fonte]

Em 3 de maio de 1961, Alberto foi condenado a dois anos por assalto e arrombamento e invasão. Sua pena foi reduzida e ele foi libertado da prisão em abril de 1962.

DeSalvo foi condenado à prisão perpétua em 1967. Em Fevereiro daquele ano, fugiu com dois companheiros do Bridgewater State Hospital, desencadeando uma caçada em larga escala. Um bilhete foi encontrado sob seu beliche dirigida do superintendente, onde avisava que havia fugido para chamar a atenção, sobre as condições do hospital e de sua situação como preso.

Ficha de DeSAlvo levantada pelo FBI de Boston (Strangler Bureau)

O dia após a fuga, ele foi capturado em Lynn nas proximidades, Massachusetts.

Após a fuga, ele foi transferido para uma prisão de segurança máxima conhecida na época como Walpole, onde seria assassinado seis anos mais tarde na enfermaria. No entanto seu assassino ou assassinos nunca foram identificados.

Em 2001, a última vítima de DeSalvo foi exumada para coletar amostras de DNA, utilizando as técnicas de identificação que estavam surgindo por este novo método de análise. No entanto foram encontradas amostras de DNA de dois indivíduos diferentes sob as unhas e roupas íntimas da vítima, porém nenhuma delas conferia com as amostra de DSalvo.

DeSalvo nunca foi acusado formalmente de ser o responsável pelos crimes do "Estrangulador de Boston", nem julgado, ou mesmo condenado por eles. Um dos motivos era o "modus operandi", que não seguia uma regra, pois entre suas vítimas havia mulheres de idades e grupos étnicos diferentes, o que levava a crer que havia mais de um criminoso envolvido.

Na verdade a investigação nunca foi encerrada, e encontra-se aberta até hoje. Conhecido como 'O Estrangulador de Boston', seu caso foi levado ao cinema no filme do mesmo nome, em que seu papel foi vivido pelo ator Tony Curtis.

Em julho de 2013, testes de DNA confirmaram a culpabilidade do 'Estrangulador de Boston'.




Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • The Boston Strangler Biografia The Biography Channel. The Biography Channel. 1987.34:13 minutes


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.