Alberto Mussa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alberto Mussa
Mussa lança seu romance "A Hipótese Humana" no Rio de Janeiro - junho de 2017
Nascimento 28 de junho de 1961 (59 anos)
Rio de Janeiro,  Brasil
Prémios Prémio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (2004, 2006)

Prémio Casa de las Américas (2005)
Prêmio Literário da Fundação Biblioteca Nacional (2011)
Prêmio ABL de Ficção romance teatro e conto (2013)

Género literário Romance, conto
Movimento literário Pós-modernismo
Magnum opus O senhor do lado esquerdo

Alberto Mussa (Rio de Janeiro, 28 de junho de 1961) é um escritor brasileiro[1].

Características[editar | editar código-fonte]

Sua proposta é fundir a tradição narrativa ocidental aos relatos mitológicos de outras culturas, como a afro-brasileira, a da Arábia pré-islâmica e a do Brasil indígena. Suas obras foram publicadas em 17 países e 15 idiomas, como na Argentina, Cuba, Portugal, Itália, França, Inglaterra, Romênia, Turquia, Espanha e Egito[2].

Ao lado do historiador Luiz Antonio Simas, escreveu Samba de enredo: história e arte, um estudo sobre a evolução estética do samba de enredo[3].

Compêndio Mítico[editar | editar código-fonte]

“Uma cidade se define pela história dos seus crimes”, afirma o escritor, que com base nessa tese escreveu uma série de cinco romances policiais reunidos sob o título de Compêndio Mítico do Rio de Janeiro, cada um ambientado num século diferente e procurando retratar a formação da cidade do Rio por meio de relatos sobre crimes reais ou fictícios:[4]

Ano de publicação Título Período histórico Temas
1999 O Trono da Rainha Jinga Século XVIII Natureza do mal
2011 O Senhor do Lado Esquerdo Século XX Sexualidade masculina
2014 A Primeira História do Mundo Século XVI Sexualidade feminina
2017 A hipótese humana Século XIX Transgressão
2018 A Biblioteca Elementar Século XVIII Humanidade

Os contos "Encruzilhada na ladeira do Timbau", "A inesperada vingança da Maria do pote", "A origem da tragédia", "A insídia da manilha de paus" e "A sedição das amazonas" inclusos em "Os contos completos" foram retirados do romance "O Senhor do Lado Esquerdo".

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - O trono da rainha Jinga
  • 2004 - O enigma de Qaf
  • 2006 - O movimento pendular
  • 2011 - O senhor do lado esquerdo
  • 2014 - A Primeira História do Mundo
  • 2017 - A hipótese humana
  • 2018 - A biblioteca elementar

Contos[editar | editar código-fonte]

  • 1997 - Elegbara - contos - (Editora Revan, nova edição: Editora Record, 2005, Rio de Janeiro)
  • 2016 - Os contos completos

Como organizador[editar | editar código-fonte]

  • 2013 - Altas Universal do Conto (com Stéphane Chao)

Tradução[editar | editar código-fonte]

  • 2006 - Os poemas suspensos - poesia arábe pré-islâmica

Não ficção[editar | editar código-fonte]

  • 2009 - Meu destino é ser onça
  • 2010 - Samba de enredo: história e arte (com Luiz Antônio Simas)

Referências

  1. Alberto Mussa. Grupo Editorial Record
  2. Alberto Mussa em árabe Arquivado em 27 de outubro de 2011, no Wayback Machine.. ANBA, 21 de setembro de 2011
  3. Alberto Mussa e Luiz Antônio Simas lançam livro sobre sambas de enredo. Jornal do Brasil, 5 de fevereiro de 2010
  4. Alberto Mussa lança 'A hipótese humana', quarto volume de 'compêndio mítico'. UAI, 26 de maio de 2017

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.