Alberto Paz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alberto Paz
Informação geral
Nascimento 1915
Ocupação(ões) Instrumentista e compositor
Instrumento(s) Pandeiro
Afiliação(ões) Anjos do Inferno

Alberto Paz ([onde?], nasceu em 1915) foi um compositor e pandeirista brasileiro. Em 1938 passou a integrar o Anjos do Inferno tendo a função de tocar pandeiro, ele ficou no lugar que era de Milton Campos. Integrou o grupo até 1942, e Hélio Verry ficou no seu lugar. Fez várias composições para várias artistas musicais brasileiros.[1]

Composições[editar | editar código-fonte]

  • "Bazar de Ilusões" (compôs com Severino Filho)
  • "Deixa Isso pra Lá" (compôs com Edson Menezes)
  • "Desta Vez" (compôs com Alberto Lazzolli)
  • "Dizem Por Aí" (compôs com Manoel da Conceição)
  • "Duas Notas" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Dura Lex Sed Lex" (compôs com Domício Augusto)
  • "Em Outubro Vou Pagar" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Eu Sei" (compôs com Carlinhos)
  • "Férias de Julho" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Frases de Amor" (compôs com Nestor Campos)
  • "Lembro-me Ainda" (compôs com Dilermando Reis)
  • "Manequim 46" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Minha Canção" de amor (compôs com Severino Filho)
  • "Não" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Não Foi Saudade" (compôs com Severino Filho)
  • "Papagaio do Futuro" (compôs com Edson Menezes)
  • "Pé de Chumbo" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Pense mais baixo" (compôs com Severino Filho)
  • "Um Milhão de Vezes Não" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Vamos Cochichar" (compôs com Carlos Monteiro de Souza)
  • "Zig-zag" (compôs com Edson Menezes)

Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 28 de outubro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.