Alberto de Saxe-Altemburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Alberto de Saxe-Altenburg)
Ir para: navegação, pesquisa
Alberto
Príncipe de Saxe-Altemburgo
 
Cônjuge Maria da Prússia
Helena de Mecklemburgo-Strelitz
Descendência Olga
Maria
Casa Saxe-Altemburgo
Nome completo
Alberto Henrique José Carlos Vítor Frederico
Nascimento 14 de abril de 1843
Munique, Reino da Baviera
Morte 22 de maio de 1902 (59 anos)
Serrahn
Pai Eduardo de Saxe-Altemburgo
Mãe Luísa Carolina de Greiz

Alberto de Saxe-Altemburgo (Alberto Henrique José Carlos Vítor Frederico), (14 de abril de 1843 - 22 de maio de 1902) foi um príncipe alemão da casa ducal de Saxe-Altemburgo.

Família[editar | editar código-fonte]

Alberto era o filho mais velho (terceiro por ordem de nascimento, mas o único que sobreviveu até à idade adulta) do príncipe Eduardo de Saxe-Altemburgo (filho mais novo de Frederico de Saxe-Altemburgo) e da sua segunda esposa, Luísa Carolina de Greiz.

Casamentos[editar | editar código-fonte]

Alberto casou-se primeiro no dia 6 de maio de 1885 em Berlim com a princesa Maria da Prússia, viúva do príncipe Henrique dos Países Baixos.[1]

Tiveram duas filhas:

  • Olga Isabel Carola Vitória Maria Ana Inês Antónia (17 de abril de 1886 - 13 de janeiro de 1955), casada no dia 20 de maio de 1913 com Karl Frederick, conde de Pückler-Burghauss e Freiherr von Groditz.
  • Maria (6 de junho de 1888 - 12 de novembro de 1947), casada no dia 20 de abril de 1911 com o príncipe Heinrich XXXV Reuss von Köstritz; divorciaram-se em 1921 quando Heinrich se casou com a princesa Maria Adelaide de Lippe-Biesterfeld.

Alberto era uma figura notável na sociedade de Berlim devido à sua inteligência, bom-feitio, educação e pelo seu entusiasmo pelo desporto.[2] Maria morreu em 1888.[2] Alberto casou-se depois com a abastada princesa Helena de Mecklemburgo-Strelitz, no dia 13 de dezembro de 1891.[2] O casal não teve filhos.

O casal passava metade do ano na Rússia, período durante o qual a sociedade de Berlim sentiu muito a falta de Alberto.[2] Em 1896, Alberto e vários outros líderes sociais proiminentes deixaram Berlim devido a desacordos com o kaiser Guilherme II.[2] A família mudou-se então para a sua propriedade em Schwerin.[3]

O príncipe Alberto morreu no dia 22 de maio de 1902 em Remplin e todas as casas reais da Alemanha viram a sua morte como "uma perda sincera".

Referências

  1. [1]
  2. a b c d e Berlin-Malcom Clarke", Minneapolis Tribune
  3. Britain and the Boers", The New York Times


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alberto de Saxe-Altemburgo