Alburno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o deus grego, veja Alburno (mitologia).
Disambig grey.svg Nota: Se procura por pelo peixe, veja Alburnete.
Corte transversal de um tronco de teixo, onde podemos ver 27 anéis de crescimento, o cerno (parte escura) e o alburno (parte clara).

O alburno ou borne é a parte externa, mais nova e funcional, da madeira em plantas lenhosas. Comparada ao cerne, é a porção mais clara da madeira.

Toda a madeira é formada primeiro como alburno, e possui a função de conduzir água e nutrientes (seiva bruta) para as folhas.[1] Com o crescimento da planta em idade e diâmetro, a parte interna do alburno vai se tornando inativa - perdendo suas funções - e suas células morrem.[2] Neste momento deixa de ser alburno e passa a ser cerne.

Referências

  1. David F. Cutler Ted Botha Dennis Wm. Stevenson (2011). Anatomia Vegetal: Uma Abordagem Aplicada. [S.l.]: Artmed. ISBN 8536325127 
  2. Mário Guimarães Ferri (1977). Botánica: morfologia externa das plantas (organografia). [S.l.]: NBL Editora. p. 81. 149 páginas. ISBN 8521300999