Alcipe (filha de Ares)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Alcipe, veja Alcipe.

Alcipe, na mitologia grega, foi uma filha de Ares. Ela sofreu uma tentativa de violação (ou foi seduzida), e Ares se vingou. O julgamento de Ares foi feito no local chamado de Areópago.

Alcipe era filha de Ares e Aglauro, filha do rei Cécrope I e de outra personagem de nome Aglauro.[1][Nota 1] Halirrhothius, filho de Posidão [2][1] e da ninfa Eurite [1] deflorou [2] (ou tentou violentar[1]) Alcipe, próximo de uma fonte.[2] Ares matou Haliorrhotus, por vingança [2] ou para defender a filha,[1] e foi levado a julgamento por Posidão, no Areópago, diante dos doze deuses,[1] o primeiro a ser julgado por crimes de sangue.[2] Ele foi absolvido.[1]

Notas e referências

Notas

  1. Os textos antigos escrevem o nome destas personagens como Aglauro e Agraulo; a forma Aglauro é atestada por inscrições em vasos. Ver Notes on Book 3 of the Library of Apollodorus, por J. G. Frazer, tradutor de Apolodoro para o inglês.

Referências

  1. a b c d e f g Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.14.2 [em linha]
  2. a b c d e Pausânias, Descrição da Grécia, 1.21.4 [em linha]