Aldeia de Paio Pires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Aldeia de Paio Pires  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Concelho primitivo Seixal
Fundação 1802
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 32,14 km²
Gentílico: Paiopirense, Aldeense
Orago Nossa Senhora da Anunciada

Aldeia de Paio Pires é uma antiga freguesia portuguesa do concelho do Seixal, com 12,14 km² de área e 13 258 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 1 092,1 hab/km².
Foi extinta e agregada às freguesias de Arrentela e Seixal, criando a União das freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires.

O seu nome tem origem no nome do grande conquistador medieval Paio Peres Correia, que tem uma estátua em sua homenagem no centro da freguesia.

É conhecida pela Siderurgia Nacional, que originou o crescimento populacional na década de 70.

O nome da freguesia deve-se a D. Payo Peres Correa, um guerreiro do século XIII que se notabilizou na chamada reconquista batalhando contra os árabes. Como era habitual naqueles tempos, a recompensa pelos serviços prestados à pátria ou ao rei concretizavam-se na doação de terras. Deste modo, os terrenos que ocupavam sensivelmente a área actual da freguesia foram parar às mãos daquele militar. A evolução linguística encarregou-se do resto fazendo com que o Peres de outrora chegasse a Pires nos nossos dias.

Foi ele quem, no século XIII, mandou construir uma singela ermida em honra de Nossa Senhora da Anunciada. Os anos passaram, a história foi dando as suas voltas, até que em 26 de Setembro de 1802 foi instituída a Paróquia de Nossa Senhora da Anunciada. Do ponto de vista administrativo, as atribuições da freguesia surgem alguns anos mais tarde. As primeiras actas atestam o labor da então Junta de Paróquia da Aldeia de Paio Pires, que datam de Janeiro de 1837. Daí até à actual Junta de Freguesia de Paio Pires foi um processo evolutivo.

De acordo com dados da época, Paio Pires era aldeia de quintas e jardins, pomares e vinhais, que gozava de uma quietude rural até à instalação da Siderurgia Nacional. Em tempos era recomendada para a recuperação de doenças pulmonares pela excelência do seu clima.

Actualmente parte da Siderurgia encontra-se desactivada, apenas tratando do processo de destruição de viaturas.

Prevê-se que dentro de poucos anos vá receber o Metro Sul do Tejo que irá igualmente fazer-se passar pela Siderurgia Nacional-Longos, onde irá ser construído um enorme e polivalente bairro-social, com apartamentos, parques e equipamentos sócio-culturais. Passará ainda pela freguesia nas Farinheiras, Paio Pires Centro…

Paio Pires também é bastante conhecida devido as largadas de toiros que se realizam por altura das Festas Populares no início de Agosto, onde são largados touros pela avenida, com direito a aventura gratuita. Nestas alturas atrai muitos turistas vindos de Portugal e Espanha. Além dos toiros, colectividades não faltam, como o Paio Pires Futebol Clube onde são realizadas actividades futebolísticas que são presenciadas pelas televisões portuguesas tal é o caso da "Liga dos Últimos".

Na Aldeia foram realizadas no passado grandes touradas na Praça de Touros que está desactivada devido a grave degradação, após várias tentativas por parte da Comissão Taurina de Paio Pires foi anunciado em 2016 a sua reconstrução com o apoio da Câmara Municipal do Seixal e do Paio Pires Futebol Clube, a reinauguração está prevista durante as Festas Populares de Paio Pires de 2018.

O Cinema de São Vicente é dos grandes equipamentos sócio-culturais em Paio Pires onde se realizam várias conferências, festivais, peças de teatro entre outros.

A Sociedade Musical 5 de Outubro é uma coletividade da Aldeia onde existem várias aulas como danças de salão, aulas de música, hip-hop, xadrez, ginástica, desportos de auto-defesa entre outros.

Existe no Centro de Paio Pires um antigo Coreto onde se realizavam grandes bailes que atraíam vários visitantes do concelho do Seixal e concelhos vizinhos, atualmente o coreto está gravemente danificado e já nao se encontra ativo, a restauração do mesmo é promessa da Câmara Municipal a vários anos mas as obras ainda não se realizaram.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Aldeia de Paio Pires [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
948 891 824 956 1 130 1 335 1 396 1 939 2 210 3 683 5 602 7 208 8 169 10 937 13 258

Com lugares desta freguesia foi criada em 1993 a freguesia de Fernão Ferro

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 1 908 1 607 6 287 1 135 17,4% 14,7% 57,5% 10,4%
2011 2 579 1 325 7 837 1 517 19,5% 10,0% 59,1% 11,4%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

Património[editar | editar código-fonte]

Festas[editar | editar código-fonte]

Festas em honra da padroeira, Nossa Senhora da Anunciada, ocorrem todos os anos durante 5 dias terminando sempre no primeiro Domingo de Agosto.

Considerada uma das melhores festas do distrito de Setúbal, atrai inúmeros turistas não só de Portugal mas também de Espanha.

A festa tem como momento alto as Largadas de touros pelas ruas da Aldeia de Paio Pires que se realizam todas as noites durante as festas entre a 00h e as 02h da manhã.

A festa conta também com um Festival de Folclore que leva até a Aldeia ranchos de todos os cantos de Portugal, vários artistas portugueses como Toy, Rosinha, Diamantina, Romana entre outros.

Na Avenida onde são realizadas as largadas temos outros eventos culturais durante as festas como a charanga lusitana, sevilhanas, e a noite da sardinha assada onde é oferecido a todos os visitantes sardinhas no pão.

No último dia das festas é realizada uma procissão durante a tarde em honra de Nossa Senhora da Anunciada, no qual o percurso é decorado pela população com arraias nas ruas e flores pelo chão, a procissão conta todos os anos com a fanfarra dos Bombeiros do Seixal e com uma banda filarmónica, o andor da N. Sra. Da Anunciada é sempre transportado por marinheiros portugueses que prestam homenagem a mesma. A meio da procissão a população homenageia a sua padroeira com um cântico antigo em homenagem a mesma.

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.