Aldir Mendes de Souza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aldir Mendes de Souza
Nome completo Aldir Mendes de Souza
Nascimento 17 de maio de 1941
São Paulo
Morte 12 de fevereiro de 2007 (65 anos)
São Paulo
Nacionalidade  Brasil
Ocupação Artista Plástico e Médico Cirurgião Plástico

Aldir Mendes de Souza (São Paulo, 17 de maio de 194112 de fevereiro de 2007) foi um artista plástico e cirurgião plástico brasileiro.

No campo das artes foi autodidata, começando a expor em 1962.[1] Na área médica teve formação na Escola Paulista de Medicina (EPM), em 1964.[2] Exerceu ambos os ofícios (artes plásticas e medicina), ativamente, durante toda a vida. Participou da Bienal Internacional de São Paulo em 1967, 1969, 1971, 1973 e 1977,[3] da Bienal Ibero-Americana do México em 1978, 1982 e 1986, da Bienal de Havana-Cuba em 1986, além de ter realizado exposições individuais e coletivas, no Brasil e no exterior, com Alfredo Volpi, Arcangelo Ianelli, Hércules Barsotti, Luis Sacilloto, Waldemar Cordeiro, entre outros.[4] [5] [6] [7] Sobre sua obra, versou o poeta concretista Haroldo de Campos.[8] Teve, durante um curto período (1973/1974), atuação como diretor de cinema, chegando a dirigir dois longas-metragens. [9] É considerado um dos grandes coloristas surgidos no cenário das artes plásticas do Brasil.[10] [11] Faleceu em 12 de fevereiro de 2007, aos 65 anos de idade, no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, vítima de leucemia.[12]


Referências

Acervos[editar | editar código-fonte]

  • Museu de Arte de São Paulo | MASP[1]
  • Museu de Arte de São Paulo | MASP[2]
  • Pinacoteca do Estado de São Paulo[3]
  • Museu de Arte Moderna | MAM – SP[4]
  • Museu de Arte Contemporânea da USP | MAC – USP[5]
  • Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado | MAB-FAAP
  • Centro Cultural da Cidade de São Paulo[6]
  • Museu de Arte Contemporânea do Paraná | MAC – PR[7]
  • Fundação Nemirovsky[8]
  • Rhode Island School of Design – EUA
  • Coleção Santander Brasil
  • Museu de Arte do Parlamento de São Paulo[9]
  • Museu de Arte de Ribeirão Preto


Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BEUTTENMÜLLER, Alberto. Volpi, Ianelli e Aldir: 3 coloristas. São Paulo: IOB, 1989.
  • CAMPOS, Haroldo; TRUFELLI, Mario. Geometrie parlanti. Salerno: La Seggiola, 1991.
  • CAVALCANTI, Carlos; AYALA, Walmir (org. ). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC/INL, 1973-1980. (Dicionários especializados, 5).
  • DAN GALERIA. Aldir: perspectivas: catálogo. São Paulo, 1986.
  • GALERIA FUNARTE. Aldir Mendes de Souza: pinturas: catálogo. Rio de Janeiro, 1979.
  • GALERIA FUNARTE. Aldir Mendes de Souza: pinturas: catálogo. Rio de Janeiro, 1979.
  • GALERIA SETA. Aldir Mendes de Souza: apreciações críticas 1966-1976. São Paulo, 1976.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • MONTESANTI GALERIA. Volpi: permanência e matriz: 7 artistas de São Paulo: catálogo. São Paulo, 1986.
  • PAÇO DAS ARTES. Aldir: 30 anos de pintura: catálogo. São Paulo, 1992.
  • POETAS do espaço e da cor. São Paulo: Galeria Arte Aplicada, 1997.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.
  • SOUZA, Aldir Mendes de. Aldir: 40 anos de pintura (1962-2002). São Paulo : Museu de Arte de São Paulo (MASP), 2002.
  • SOUZA, Aldir Mendes de. Aldir: obsessão pela cor. Texto de Frederico Morais, Olívio Tavares de Araújo; prefácio de Edla Van Steen. São Paulo: D&Z, 2003. 100 p., il. color.
  • SOUZA, Aldir Mendes de. Disponível em: http://www.aldir.com.br.
  • SOUZA, Aldir Mendes de. Pinturas para pisar. Apresentação Aldir Mendes de Souza. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 2001. 12 p., il., color.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aldir Mendes de Souza

Referências