Aldo Ciccolini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Aldo Ciccolini
Aldo Ciccolini em 2005
Informação geral
Nome completo Aldo Ciccolini
Nascimento 15 de agosto de 1925
Local de nascimento Nápoles
Itália
Data de morte 1 de fevereiro de 2015 (89 anos)
Local de morte Asnières-sur-Seine, França
Nacionalidade Italianofrancês
Ocupação(ões) Pianista
Instrumento(s) Piano

Aldo Ciccolini (Nápoles, 15 de agosto de 1925Asnières-sur-Seine, 1 de fevereiro de 2015) foi um pianista italiano naturalizado francês .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Nápoles, onde iniciou sua carreira interpretando no Teatro San Carlo, aos 16 anos de idade. Em 1949, ele venceu a competição de Marguerite Long-Jacques Thibaud em Paris. Tornou-se um cidadão francês em 1971, e mais tarde ensinou no Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris, de 1970 a 1988. Entre seus alunos incluem Jean-Marc Savelli, Jean-Yves Thibaudet e Jean-Luc Kandyoti[1].

Ciccolini é também conhecido por suas interpretações de música para piano. Gravou principalmente músicas de compositores franceses como Maurice Ravel, Claude Debussy e Erik Satie, Déodat de Séverac, Jules Massenet, Charles-Valentin Alkan e Alexis de Castillon.

Ciccolini interpretou músicas de Franz Liszt. Ele fez centenas de gravações para a EMI-Pathé Marconi e outras gravadoras, incluindo ciclos completos das sonatas de Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven e as obras para piano completos de Erik Satie.

Em 9 de dezembro de 1999 Ciccolini comemorou 50 anos de carreira na França com um recital no Théâtre des Champs-Élysées, em Paris.

Em 2002, Ciccolini foi agraciado com o Diapason d'Or pela gravação da obra completa para piano de Leos Janacek. Seu ciclo completo de sonatas de Beethoven foi republicado sob o selo Cascavelle em 2006.

Faleceu em 1 de fevereiro de 2015, aos 89 anos, em sua residência em Asnières-sur-Seine, próximo de Paris.[2][3]

Referências

  1. Piano ma non solo, Jean-Pierre Thiollet, Anagramme Ed., 2012, p. 79. ISBN 978-2-35035-333-3
  2. G1 (1 de fevereiro de 2015). «Morre aos 89 anos o pianista francês Aldo Ciccolini». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. 
  3. Diário Digital. «Morreu o pianista Aldo Ciccolini, aos 89 anos». Consultado em 2 de janeiro de 2015.